ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos goleia e acaba com o sonho de Libertadores do Goiás

Círero e Montillo comandam goleada de 3 a 0 do Peixe que acaba o Brasileiro 2013 na sétima colocação.

Por Vladimir da Costa

Sem grandes pretensões no campeonato brasileiro, o Santos foi até Goiás enfrentar os donos da casa no Serra Dourara, e de maneira surpreendente fez seu jogo e com bela atuação de Cicero, destaque do time na temporada, fez os gols, venceu e terminou o campeonato Brasileiro na sétima posição, com 57 pontos.

Montillo celebra seu primeiro gol no jogo do Santos contra o Goiás (Foto: Adalberto Marques/AGIF)

Montillo celebra seu primeiro gol no jogo do Santos contra o Goiás (Foto: Adalberto Marques/AGIF)

Com bela atuação de Cícero, que abriu o placar, acertou uma bola na trave e de Montillo, que fez dois gols, o Santos venceu  última partida no Serra Dourada acabando com o sonho do Goiás de disputar a libertadores. Que acabou a competição logo a frente Santos, com 59 pontos, na sexta colocação.

A partida

Num primeiro tempo que começou quente, Santos e Goiás entraram para a última rodada do brasileiro com postura diferente. Sem muitos motivos para entrar em campo “pilhado” a equipe alvinegra era melhor em campo, com boa movimentação no meio campo, principalmente com Cicero e Montillo.

Tranquilidade que ficou aumentou depois que Cicero recebeu cruzamento da direita e livre de marcação testou firme para abrir o placar.

O gol desestabilizou o  time esmeraldino, que precisava vencer para seguir sonhando com uma vaga na Libertadores do ano que vem parecia nervoso, avançava quando não precisava, errava muitos passes e dava espaços no contra-ataque para o time visitante, que seguia tranquilo em campo.

Aos poucos o Goiás ia melhorando na partida. Hugo ia tomando conta do meio campo dando boas opções para os atacantes. Aos 33 minutos e melhor chance de gol dos donos da casa. Hugo recebeu lançamento de Vitor e livre de marcação na grande o meia chutou sobre o gol de Aranha, desperdiçando ótima chance de gol.

 O Santos seguia fechadinho do meio para trás, esperando apenas um vacilo dos donos da casa para sair em velocidade. Aos 42 minutos quase que o volante artilheiro santista faz o segundo. O camisa 8 bateu firme de fora da área, a bola desviou no meio do caminho indo pra tiro de canto.

Ao lado de Cícero, o argentino comandou a goleada do peixe diante do Goiás (Foto: Carlos Costa / Agência Lance)

Ao lado de Cícero, o argentino comandou a goleada do peixe diante do Goiás (Foto: Carlos Costa / Agência Lance)

O que parecia improvável aconteceu. O Santos, time que estava naquele grupo que jogava para cumprir tabela mostrou profissionalismo e apertou o Goiás nos minutos finais e chegou ao segundo gol. Aos 44 minutos, Thiago Ribeiro deixou a bola na medida para Montillo bater de primeira, a bola foi rasteira, indefensável para Renan, que nada pode fazer para evitar o segundo gol do Peixe.

Sem muitas opões, os donos da casa vieram com tudo para o segundo tempo. Deixaram a apatia no vestiário e voltaram mais motivados para tentar terminar o brasileiro com um melhor resultado dentro de casa. Aos seis minutos, Walter cobrou falta com força, Aranha espalmou e na sobra, Vitor pegou o rebote, mas conseguiu mandar a bola por cima do gol.

Apesar de melhor em campo, o Goiás seguia nervoso, muito ansioso, o que dificultava nos lances decisivos para a equipe.

O Santos por sua vez seguia tranquilo. Aos 14 minutos, Cícero deu drible curto no marcador e de direita, acertou o poste de Renan. No minuto seguinte foi a vez de Thiago Ribeiro pegar bem na bola de fora da área, mas a bola saiu pelo lado esquerdo do gol.

O Santos seguia dominando as ações no meio campo. Apesar de estar atrás do placar, os donos da casa não conseguiam avançar. Os muitos erros de passe dificultavam as coisas para o time esmeraldino.

A torcida parecia ter desistido junto com a equipe e 15 minutos antes de terminar a partida, muitos torcedores já deixavam o estádio. Melhor para eles, que não viram o terceiro do Santos. Montillo recebeu passe da direita e bateu rasteiro, ampliando o placar para o time visitante.

Com o placar elástico e com o Goiás totalmente sem forças dentro de campo. Sem controle, Hugo recebeu cartão vermelho depois de discutir com seu companheiro de time, Vitor. Para o Santos, restou o santos apenas administrar os minutos finais e dar uma vitória merecida para Claudinei Oliveira.