ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos joga mal e só empata com o Mogi

Atacantes deixaram a desejar e equipe não saiu do zero em partida, tecnicamente fraca.

Por Vladimir da Costa

Após golear na estreia e elevar a confiança de seu torcedor, o Santos deixou a desejar na segunda rodada do Paulista.  Diante da boa equipe comandada por Rivaldo, o Mogi Mirim deu trabalho para a equipe santista que não conseguiu passar pela defesa adversária em uma partida que terminou 0 a 0 no placar.

O time de Enderson Moreira levou sufoco, especialmente no primeiro tempo, quando viu Edson Ratinho utilizar os buracos da lateral esquerda alvinegra para criar as principais oportunidades de gol. No segundo tempo, o Santos tomou iniciativa, mas viu seus atacantes sem criatividade e seus meias sem poder ofensivo, o que contribuiu para o resultado.

O jogo

Robinho lamenta chance perdida na partida diante do Mogi Mirim. (Foto: Ricardo Saibun/AGIF)

Robinho lamenta chance perdida na partida diante do Mogi Mirim. (Foto: Ricardo Saibun/AGIF)

Foi um primeiro tempo de pouco futebol em Mogi Mirim. O time da casa conseguiu encaixar uma marcação que anulou o trio de ataque santista. Robinho, Geuvânio e Thiago Ribeiro tiveram participação apagada na etapa inicial.

 O Santos terminou o primeiro tempo sem dar um chute ao gol do Mogi Mirim. O time se mostrou bastante apático e sem criatividade. Sem saída de bola, os zagueiros David Braz e Gustavo Henrique e até o lateral esquerdo Chiquinho abusavam das ligações diretas.

Por conta disso, o meia Lucas Lima recuava seu posicionamento e voltava a frente dos zagueiros para tentar iniciar alguma jogada, sem sucesso.

Aos poucos, era o Mogi que tomava conta da partida. A equipe do interior se aproveitava principalmente das subidas de Edson Ratinho pela direita. O camisa 8 era o mais perigoso, aproveitando as brechas do lado esquerda da defesa alvinegra para criar boas chances.  Em uma delas, Magrão chutou de fora da área e a bola passou perto da trave de Vladimir. Na segunda tentativa, Ratinho chutou cruzado e quase surpreendeu o goleiro santista.

O Santos melhorou no segundo tempo. Mais incisivos, os visitantes começaram a apertar o Mogi Mirim. Gustavo Henrique e Geuvânio tiveram boas oportunidades de abrir o placar. Robinho, num lance genial, quase marcou um golaço ao dar chapéu no marcador antes de bater. Não foi o suficiente, porém, para mexer no placar.

Na próxima rodada, o Santos encara o Red Bull Brasil em São José do Rio Preto – cidade escolhida pela diretoria para receber o primeiro jogo da equipe como mandante no interior – domingo, às 19h30. Já o Mogi Mirim encara o Bragantino, em casa, no sábado, no mesmo horário.