ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos não joga bem e só empata com o modesto Crac-GO

Santos desperdiça muitas chances criadas e não consegue vencer a partida.

Por Vladimir da Costa

Em partida válida pela terceira fase da copa do Brasil o Santos recebeu o CRAC e sob os olhares do ex-craque Neymar Jr. O  peixe não conseguiu sair do empate contra a equipe do interior de Goiás e saiu de campo vaiado pela torcida que viu o time jogar muito abaixo do normal.

Lado bom foi que a torcida viu além de Neymar com seu filho, Davi Lucca acompanhando a partida das tribunas, também viu a nova revelação do peixe que demonstrou ter habilidade com a bola. Além de marcar um golaço, o novo camisa 7 do peixe, prata da casa parece ter talento e deve ajudar o peixe na sequência da competição.

Sem criatividade o Santos não conseguiu superar o Crac em partida disputada na Vila. (Foto:Marcello Zambrana/VIPCOMM)

Sem criatividade o Santos não conseguiu superar o Crac em partida disputada na Vila. (Foto:Marcello Zambrana/VIPCOMM)

Agora, o Santos volta a enfrenta o CRAC no próximo dia 24, no estádio Genervindo Evangelista da Fonseca, na cidade de Catalão, em Goiás e precisa vencer ou empatar em 0 a 0 para passar para as oitava. Novo 1 a 1 levará o duelo para os pênaltis, e qualquer igualdade a partir de 2 a 2 é do time alvinegro.

O jogo

Atuando no esquema 4-4-2 e jogando em casa o time de Claudinei Oliveira apostava na movimentação de Montillo e Leandrinho, que buscavam se aproximar dos atacantes Neilton e Willian José no ataque. O camisa 9, teve duas chances de abrir o marcador. Na primeira tentativa, o atacante desperdiçou uma sobra na entrada da pequena área e chutou de primeira por cima do gol. Na segunda tentativa, Willian José fez bela movimentação de corpo, passou pelo marcador e bateu forte de esquerda rasteiro, mas a bola não acertou o alvo.

O Santos não sufocou o CRAC-GO durante a partida. Apático sem boa movimentação do meio campo, o time cadenciava a partida em momentos que era pra acelerar e surpreender o modesto time de Góias, que só atacava no erro do adversário, que foram muitos. Apesar de um primeiro tempo no máximo regular o Santos jogou o que precisava para vencer o jogo no primeiro tempo. Sem sofrer ameaças na defesa, já que o time goiano só chutou uma bola no gol no etapa inicial, a equipe santista teve três boas oportunidades e guardou uma.

Montillo ainda não conseguiu jogar no Santos o futebol que apresentou no Cruzeiro

Montillo ainda não conseguiu jogar no Santos o futebol que apresentou no Cruzeiro (Foto:Marcello Zambrana/VIPCOMM)

Leandrinho abriu o marcador com um lindo gol de fora da área. Aos 39 minutos, quando a paciência da torcida já estava esgotando, o camisa 7 acertou um chute de primeiro da entrada da área, acertando o ângulo direito e marcou um golaço.

O centroavante também fez parte da triangulação com Arouca e Montillo, que terminou com a finalização do argentino por cima do gol.

No segundo tempo, atrás do placar o CRAC voltou melhor e quase empatou a partida em cobrança de falta. Bem colocado, o goleiro Aranha espalmou a bola para frente e assustou a torcida santista. Depois aos 12 minutos, a zaga vacilou, Heber recebeu nas costas da defesa, próximo à meia-lua, e mandou na trave direita do goleiro santista

Era pressão do CRAC que não demorou para empatar a partida.

Aos 21 minutos, Washington colocou Arouca para dançar e cruzou na cabeça de Ben-Hur. O zagueiro escorou para as redes de Aranha. Empate justo na Vila Belmiro.

A partir daí a partida ganhou em velocidade mas não em emoção. O Santos partiu pra cima, mas desorganizado e sem boa troca de passes no meio campo não conseguia penetrar na área adversária para finalizar com perigo. Apenas aos 37 minutos, quase o segundo santista. Cicero soltou o pé e acertou a trave, depois foi a vez de Bruno Peres, aos 40 minutos carimbar o poste novamente. Muito pouco para uma equipe de elite do futebol brasileiro contra um modesto time da Serie C do nacional.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no próximo sábado, diante da Portuguesa, às 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela sétima rodada do Brasileirão. Crac, por sua vez, tenta a reabilitação na Série C. O Leão do Sul, lanterna do grupo B com um ponto após três rodadas, também joga sábado, às 19h (de Brasília), contra o Vila Nova, no Serra Dourada.