ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos não Resiste a Força do Leão e Perde Mais Uma

Santos sucumbe e força do Sport na Ilha do Retido e perde a oitava no campeonato

Por Vladimir da Costa

Em uma das últimas tentativas de seguir firme no campeonato brasileiro em busca de uma vaga para a Libertadores, a equipe Santista foi até Recife para encarar o desesperado Sport, que ocupava a 18º colocação na competição e precisava dos três pontos para continuar sua luta contra o rebaixamento e acabou derrotado, mesmo com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo.

O Sport comprovou que sem Neymar (Com uma indisposição estomacal, não viajou a Recife),  o Santos é vulnerável, perde qualidade do meio pra frente, deixando o adversário mais tranquilo para atacar. E foi isso que aconteceu. Nas únicas duas chances que teve na partida, o Sport fez seus gols e venceu depois de 11 jogos, pelo placar de 2 a 1. Já a equipe da Vila fica cada vez mais distante de disputar a Libertadores do ano que vem.

A Partida

Os donos da casa não deram tempo para a equipe santista se assentar em campo e foram logo marcando. Logo aos três minutos de partida, Hugo abriu o placar para o Leão. O meia recebeu cruzamento de Cicinho na pequena área, o goleiro Rafael ficou indeciso no meio do caminho, dando a oportunidade para Hugo cabecear forte e abrir o marcador na Ilha do Retiro.

Hugo comemora o primeiro gol da vitória do Sport contra o Santos (Foto: Aldo Carneiro Costa/Lancepress!)

Com o gol, o Santos mudou sua estratégia, tendo que sair mais para o jogo, dando mais espaço para o Sport, que era veloz quando tinha a bola, só que a falta de precisão no último passe bloqueavam as chances de perigo dos donos da casa.

O Santos por sua vez, com o gol precoce, parecia nervoso em campo, reclamando muito das jogadas mais duras.

O jogo seguiu muito movimentado, mas sem jogadas de perigo dos dois lados. O goleiro Magrão, do Sport até os 30 minutos não havia feito uma defesa sequer na partida, assim como Rafael, que apesar de ter sofrido um gol logo no inicio da partida, quase não trabalhou no restante do primeiro tempo, muito em função da falta de finalização do Sport.

Mas quando finalizou, foi fatal. Felipe Azevedo recebeu pela esquerda, driblou Bruno Rodrigo e chuta firme de fora da área, a bola desviou no meio do caminho em Bruno Peres e tirou a chance de defesa do goleiro Rafael, Sport 2 a 0 no Santos. Foi o quinto gol do atacante no campeonato Brasileiro.

Com o segundo gol, o Santos perdeu o controle que tinha da partida até então, a marcação deixou de ser consistente e o meio campo passou a ser dominado pelos donos da casa e foi assim até o final do primeiro tempo.

Etapa complementar

O segundo tempo começou com mudança na equipe. O atacante Victor Andrade entrou no lugar de Juan para ajudar no ataque Santista que não chutou a gol na primeira etapa.

Diferentemente do primeiro tempo, a partida perdeu em velocidade, o Sport com a vantagem no placar buscava trocar mais passes, valorizando a posse de bola, diferente do Santos, que acelerava seu jogo, com mais objetividade.

E a disposição da equipe visitante deu resultado. Durval lançou Gerson Magrão na ponta esquerda, que cruzou na medida para André diminuir o placar para o Santos.

O gol animou a equipe do técnico Muricy Ramalho, que começava a dominar a partida e ficou mais contente depois que Edcarlos foi expulso. Depois de uma roubada de bola da equipe Santista, o zagueiro acertou no meio o atacante André e recebeu o segundo amarelo, deixando sua equipe com um a menos aos 13 minutos do segundo tempo.

Com o gol e um jogador a mais, o Santos foi pra cima do Sport.

Com medo de sofrer o empate, Waldemar Lemos coloca mais um zagueiro para reforçar seu setor defensivo, tirou o atacante Gilsinho e em seu lugar promoveu a entrada de Brunho Aguiar na zaga. Do outro lado Muricy Ramalho teve a mesma ideia, só que com motivo oposto. Tirou o meia Gerson Magrão e colocou Bill em campo, deixando o Santos conta com três atacantes em campo.

Os 15 minutos foram de muita tensão em campo. O Santos se lançando ao ataque para empatar a partida e o Sport acuado, esperando um vacilo Santista para acertar um contra-ataque e matar o jogo.

O Santos seguia na pressão, passou a arriscar mais de fora da área, mas não acertava o alvo.

E o Santos, mais uma vez sem Neymar, perdeu sua oitava partida no nacional, se distanciando ainda mais do grupo que briga por uma vaga na Libertadores. A equipe permaneceu com os mesmos 26 pontos, na 12º colocação. O Sport por sua vez, ainda segue na zona de rebaixamento, na 17º, com 19 pontos, dois a mais que o Palmeiras e quatro a menos que o Bahia, que venceu o São Paulo.