ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos perde a invencibilidade em Campinas para a Ponte

Jogando em casa, Macaca faz 3 a 1 na equipe santista e segue firma por uma vaga na próxima fase.

Por Vladimir da Costa

Sem Robinho que esta com a seleção brasileira, que venceu a França nesta quinta-feira, o Santos perdeu a primeira do ano. Contra o melhor time do interior, o peixe sucumbiu diante da Ponte Preta.

Com o perdão do trocadilho, a equipe de Campinas estava com a Macaca. Não deu chance para o peixe e segue firme na luta por uma vaga na próxima fase.

Rildo comemora o gol da vitória da Macaca sobre o Santos. (foto: Marcos Ribolli).

Rildo comemora o gol da vitória da Macaca sobre o Santos. (foto: Marcos Ribolli).

A vitória por 3 a 1, manteve a vantagem segura da Ponte Preta na vice-liderança do Grupo 2 do Paulista com 24 pontos, cinco a mais que o Audax. O Corinthians é o líder isolado da chave e o time com a melhor campanha do torneio, com 32 pontos, três a mais que o Santos, que lidera com sobras o Grupo 4, com 29.

No próximo domingo, o Santos recebe na Vila Belmiro o São Bento às 18h30 (de Brasília) em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Paulista. Já a Ponte Preta visita o XV de Piracicaba no mesmo dia e horário.

A partida

A Ponte Preta foi melhor desde os primeiros minutos, trabalhando bem a bola pelas laterais do campo e no meio com Renato Cajá, responsável pela armação da equipe do interior. O meio-campista distribuiu com sucesso a bola entre os atacantes Rildo e Biro-Biro, que levaram a melhor contra os defensores santistas.

Caindo pelo lado direito do campo após uma cobrança de escanteio, Cajá deu um lançamento preciso para Biro Biro dentro da área abrir o placar.

Aos 29 minutos, Renato Cajá cruzou da meia direita na segunda trave, o atacante apareceu livre, dominou e chutou cruzado no alto para abrir o marcador.

O Santos não conseguiu parar a Ponte em Campinas. (Foto: Rodrigo Villalba / Futura Press)A Ponte seguia firme e não demorou para ampliar: Cajá levantou a bola para Bruno Silva, que desviou para defesa do goleiro Vanderlei aos 36 minutos. O camisa 1 santista não segurou, e o próprio Bruno Silva aproveitou o rebote para aumentar a vantagem.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo o Santos entrou no jogo novamente. Lucas Lima caiu pela ala esquerda e descolou cruzamento para Ricardo Oliveira. O centroavante cabeceou no contrapé de João Carlos, que conseguiu a defesa, mas deixou a sobra com Victor Ferraz. O lateral santista tentou passe dentro da pequena área, e Gabriel conseguiu o desvio.

Buscando o empate, a equipe santista, comandada por Marcelo Fernandes se empolgou e não demorou muito para levar o terceiro. Aos cinco minutos, Biro Biro acionou Rildo, que com tranquilidade, ajeitou e bateu forte da entrada da área. Um chute para fora do alcance de Vanderlei, no lance que resultou no terceiro gol dos mandantes.

Aos 10 minutos, Rildo foi lançado em profundidade e foi para a dividida com Vanderlei. O goleiro santista chegou antes na bola dentro da grande área, mas Rildo não conseguiu desviar e acabou se chocando com o goleiro. Caído no chão, Vanderlei começou a sangrar muito pelo nariz e pela boca, foi atendido pelos médicos do clube e deixou o estádio de ambulância para tratar do sangramento com mais cuidado. Vladimir, entrou no seu lugar.

Após, pouca coisa aconteceu. O Santos, buscou o gol, mas não conseguiu chegar perto do gol do da Ponte e acabou perdendo a invencibilidade do ano.