ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos perde para o Inter e estaciona na tabela

Em partida com duas expulsões e um gol, Internacional vence e sobe para o terceiro lugar.

Por Vladimir da Costa

Depois de um meio de semana ruim, onde as duas equipes perderam no confronto de ida da Copa do Brasil, Internacional e Santos, que brigam pela ponta da tabela fizeram um jogo movimento, apesar das poucas chances de gols, os donos da casa souberam aproveitar melhor seus homens de frente e venceram a partida no Beira-Rio. Com gol de Rafael Moura, o colorado venceu por 1 a 0 e pulou para terceiro, ultrapassando o Corinthians, com 25 pontos. O Peixe ficou na sexta posição, com 20.

Rafael Moura comemora o gol da vitória marcado no segundo tempo contra o Santos

Rafael Moura comemora o gol da vitória marcado no segundo tempo contra o Santos. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

Com duas expulsões no segundo tempo, o jogo ficou com mais espaços, mas não foi aproveitado. Paulão, que já tinha amarelo, levou o vermelho por reclamação. Para sorte do Inter, o gol saiu no lance seguinte, em cabeçada de Rafael Moura. O Colorado soube segurar a vantagem e viu seu trabalho ser facilitado depois que Eugenio Mena foi expulso, deixando o Peixe também com 10 jogadores em campo. O jogo marcou o retorno de Leandro Damião ao Beira-Rio. Após quase três meses tratando de lesões, o atacante entrou aos 31 minutos do segundo tempo e teve chance clara para empatar, já nos acréscimos. Falhou e não conseguiu ajudar sua equipe.

Inter e Santos terão a semana inteira para se concentrarem exclusivamente para os clássicos regionais do próximo final de semana. O Colorado recebe o Grêmio no Beira-Rio, e o Peixe pega o Corinthians na Vila Belmiro. Os dois jogos serão no domingo, às 16h.

A partida

O Inter dominou as ações em boa parte do primeiro tempo, com Alex e D’Alessandro controlando o meio campo dando boas opções no ataque, o colorado era perigoso quando chegava ao ataque. A forte marcação em Arouca e, principalmente, Lucas Lima impediam o Inter de ter melhor sorte no inicio da partida.

Sem a saída dos volantes, Alison atuou como um armador. Dos pés do argentino saiam as melhores chances contra a defesa santista, como o passe que resultou em um chute na trave de Wellington e uma cobrança de falta nos acréscimos, que também parou no poste. Ao Peixe, a saída era apostar em eventual falha do adversário. Quase deu certo aos 38 minutos, quando Rildo aproveitou titubeada de Paulão, dentro da área, mandou por cima do gol.

No segundo tempo, o Santos adiantou a marcação para aproveitar a dificuldade na saída de jogo de Paulão. O zagueiro recebeu um amarelo tentando conter Lucas Lima e, minutos depois, foi expulso por reclamação. Quando o cenário parecia se complicar para o Inter, veio o gol. Aos 11 minutos, bola cruzada da ponta direita por Alan Patrickpara o meio da área. Rafael Moura subiu livre de marcação, cabeceando para o chão, sem chances para Aranha.

Leandro Damião esteve perto de marcar, mas errou no último lance do jogo

Leandro Damião esteve perto de marcar, mas errou no último lance do jogo. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

À frente no placar, o Inter recompôs sua linha defensiva com a entrada de Ernando no lugar de Alex. Se com um a mais estava complicado para o Santos furar o bem armado bloqueio gaúcho. Quando o Santos começava a pressionar a partida, jogando no campo adversário, Mena tratou de deixar tudo em igualdade, ao menos em número de jogadores. Fez falta desnecessária, foi expulso e viu, de fora, sua equipe “aceitar” a derrota dentro de campo. O Peixe tinha a bola, mas não conseguia criar. Damião entrou, mas não mudou a história da partida. O ex-Inter teve uma chance nos acréscimos, mas tentou dominar a bola ao invés de chutar de esquerda, acabou de atrapalhando e perdeu a última chance da partida.

NTERNACIONAL 1 X 0 SANTOS

Data: 03/08/2014 (domingo)

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

Público: 24.538 (20.258 pagantes)

Renda: R$ 710.090,00

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Paulão, Fabrício, Jorge Henrique e Ygor (INT); Lucas Lima, Mena (SAN)

Cartão vermelho: Paulão (INT); Mena (SAN)

Gols: Rafael Moura, aos 11 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL

Dida; Wellington Silva, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Wellington, Alex (Ernando), D’Alessandro (Ygor) e Alan Patrick (Jorge Henrique); Rafael Moura. Técnico: Abel Braga

SANTOS

Aranha; Cicinho, Bruno Uvini, D. Braz e Mena; Alisson (Souza), Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Rildo (Geuvânio) e Gabriel (Leandro Damião). Técnico: Oswaldo Oliveira