ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos recua demais e sofre empate no final.

A equipe alvinegra vacilou e sofreu gol aos 45 do segundo diante da Chapecoense.

Por Paulo Edson Delazari

Na Arena Condá, neste sábado, até os 45 minutos do segundo tempo, o Santos tinha a vitória nas mãos contra a Chapecoense, no entanto, o gol de Leandro decretou o empate por 1 a 1, em duelo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixando a equipe alvinegra longe de qualquer briga na competição.

O time da Vila Belmiro abriu o placar logo aos 13 minutos de jogo com o zagueiro Bruno Uvini, aproveitando cruzamento de Souza. A equipe catarinense, então, foi para cima, mas não conseguia furar a defesa alvinegra até o último lance, quando Fabinho Alves fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para o camisa 9 marcar.

Assim, o Santos perde a chance de se aproximar do G-4, subindo a 46 pontos e ficando sete atrás do Corinthians, atual quarto colocado. Já a Chapecoense chega aos 36 pontos e continua a três de vantagem para a zona de rebaixamento.Por outro lado, o Santos encara o Cruzeiro, nesta quarta, pela Copa do Brasil, pressionado após dois tropeços seguidos, e praticamente dá adeus a chance de chegar ao G-4 no Brasileiro.

O jogo

Ferrugem do Santos e Danilo da Chapecoense disputam a bola. (Foto: Gazeta Press).

Ferrugem do Santos e Danilo da Chapecoense disputam a bola. (Foto: Gazeta Press).

Apesar de todos os desfalques, o Santos entrou em campo ciente de que precisava de um bom resultado diante de um time que briga apenas para se manter na Série A. A derrota para o Fluminense na rodada anterior forçou o tme paulista a superar suas próprias dificuldades em Santa Catarina.

O experiente volante Renato, de volta ao time após quase dois meses, teve a primeira grande chance, mas cabeceou para fora e desperdiçou um bom ataque santista. Aos 10 minutos, começou a brilhar a estrela de Danilo, o goleiro do time de Chapecó. Após saída corajosa do gol, o arqueiro abafou o rebote de Gabriel e salvou o time de Santa Catarina.

Porém, aos 12, não teve jeito. Cicinho cobrou escanteio na segunda trave e o zagueiro Bruno Uvini testou para o chão, marcando o gol dos visitantes na Arena Condá. A Chapecoense, diferente da partida de quarta-feira contra o São Paulo, não conseguia encaixar seu jogo e pouco chegava ao gol de Vladimir. Uma cabeçada de Leandro, após cruzamento da esquerda de Tiago Luis, foi a única oportunidade mais aguda do time na primeira etapa.

“A postura é essa mesmo. Viemos para cá com a postura sólida, para saber se defender. Temos qualidade para tocar a bola. A Chapecoense é uma equipe qualificada, está difícil. Felicidade de voltar hoje após uma lesão”, disse o autor do gol do jogo, na saída para o intervalo, lembrando a fratura no rosto que o tirou de ação nos últimos jogos.

O segundo tempo começou com muita velocidade. Em busca do empate, Tiago Luís arriscou de longe e assustou o goleiro.

A resposta do Santos veio com Serginho. O jovem, que além de ter a missão de substituir Lucas Lima, fazia sua primeira partida como titular do alvinegro praiano, arriscou lindo chute de primeira, após cruzamento de Mena, e obrigou Danilo a fazer nova defesa.

Aos 28 minutos, Gabriel comprovou que estava em uma noite infeliz e, em contrapartida, Danilo iluminado. O artilheiro na temporada recebeu ótimo passe de Rildo, após jogada individual de Serginho, e perdeu o gol na cara do goleiro. Ótima chance desperdiçada. Pouco tempo depois, o técnico Enderson Moreira sacou seu camisa 10.

Daí para frente, o Santos não conseguia mais chegar ao setor de ataque. A Chapecoense, já com três atacantes e com os laterais atuando como alas, partiu para a pressão. E de tanto martelar, o time da casa foi recompensado aos 45 minutos, quando Leandro Banana aproveitou talvez sua única chance no jogo e marcou o gol de empate da Chapecoense com seu sétimo gol no Brasileiro.

Fim de jogo e sentimento de vitória entre os torcedores locais.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 x 1 SANTOS

Local: Arena Condá, em Chapecó-SC
Data: 25 de outubro de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-ASP-FIFA)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ-ESP-1) e Marrubson Melo Freitas (DF-ESP-2)
Público: 10.334 torcedores
Renda: R$ 172.650,00
Cartões amarelos: Abuda (Chapecoense); David Braz, Bruno Uvini, Cicinho e Souza (Santos)
GOLS
CHAPECOENSE: Leandro Banana, aos 45 do segundo tempo
SANTOS: Bruno Uvini, aos 12 minutos do primeiro Tempo

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva (Nenén), Diones e Abuda (Fabinho Alves); Camilo (Bruno Rangel); Tiago Luis e Leandro
Técnico: Jorginho

SANTOS: Vladimir; Cicinho, Bruno Uvini, David Braz e Mena; Renato, Souza e Serginho (Thiago Maia); Rildo, Gabriel (Jorge Eduardo) e Leandro Damião (Stéfano Yuri)
Técnico: Enderson Moreira.