ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos se impõe e derrota o Palmeiras na estreia de Gareca

Jogando em casa no primeiro compromisso pós Copa, peixe vence clássico e cola no G4.

Por Anderson Marinho
Bruno Uvini comemora o primeiro gol do clássico. Foto: _Djalma Vassão / Gazeta Press

Bruno Uvini comemora o primeiro gol do clássico. Foto: _Djalma Vassão / Gazeta Press

Santos e Palmeiras se enfrentaram na Vila Belmiro, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, em duelo que marcou a estreia do técnico argentino Ricardo Gareca no comando do alviverde o peixe levou a melhor vencendo por 2 a 0 com gols marcados por Bruno Uvini e Alisson.

Com o resultado o alvinegro praiano assumiu a quinta colocação na tabela de classificação com 17 pontos ganhos, mesma pontuação do Sport Recife que tem uma vitória a mais. Já o Palmeiras é agora o 12° colocado com apenas 13 pontos.

O jogo

Argentino Ricardo Gareca estrou com derrota no comando do verdão. Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

Argentino Ricardo Gareca estrou com derrota no comando do verdão. Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

O clássico que marcou o recomeço de campeonato para as duas equipes depois da parada para a Copa do Mundo tinha como principal atração a estreia do novo comandante palmeirense, mas o Santos de Oswaldo de Oliveira, apesar dos desfalques, foi melhor durante os 90 minutos e conseguiu furar o bloqueio rival na base da bola parada.

Bem postando no setor defensivo, com duas linhas de quatro marcadores, o Palmeiras impedia a chegada santista com a bola rolando, mas tinha dificuldades no setor de criação com atuação apagada de Bruno César e pouco ameaçou o rival.

Com o controle das ações desde os momentos iniciais o Santos abriu o placar aos 23 minutos, em cobrança de falta pela direita, Lucas Lima fez o levantamento na medida para o zagueiro Bruno Uvini, livre na pequena área, desviar de cabeça e balançar a rede da meta defendida por Fábio.

Sem criatividade o Palmeiras não conseguiu reagir na etapa inicial e a forte marcação no meio de campo deixou o duelo truncado, sem grandes jogadas para ambos os lados.

Etapa complementar

A etapa final começou com a mesma tônica do primeiro tempo, com muitos erros de passes e baixo nível técnico, com o Palmeiras tentando buscar o empate, mas parando na falta de qualidade no setor de criação.

Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro argentino Tóbio, também estreante da noite, desviou de cabeça e Marcelo Oliveira completou para deixar tudo igual, mas trio de arbitragem pegou um impedimento duvidoso do lateral esquerdo do verdão e anulou o gol.

Alisso e Arouca comemoram o segundo gol santista. Foto: Ricardo Saibun / Gazeta Press

Alisso e Arouca comemoram o segundo gol santista. Foto: Ricardo Saibun / Gazeta Press

Na tentativa de melhorar o desempenho da sua equipe, Ricardo Gareca promoveu as entradas do atacante Erik, jogador da base, e do meia Mendieta nas vagas de Josimar e Bruno César.

Mais exposto, o verdão acabou cedendo espaços e aos 23 minutos, Arouca fez grande enfiada de bola para Gabriel, o atacante cruzou para atrás e Alisson chegou batendo firme para ampliar a vantagem alvinegra.

O Palmeiras tentou diminuir em finalização de Erik, mas Aranha evitou o gol alviverde. Gareca ainda sacou Leandro, apagado em campo, para a entrada de Juninho, outro garoto da base, mas viu sua equipe tomar um “olé” nos minutos finais e conheceu sua primeira derrota no verdão.

O Santos volta à campo agora no próximo domingo, às 18h30, contra o Fluminense em Volta Redonda. Já o Palmeiras recebe o Cruzeiro no mesmo dia, às 16h00, no Pacaembu.

 SANTOS 2 X 0 PALMEIRAS

Data: 17/07/2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público: 11.774 pessoas
Renda: R$ 205.310,00
Árbitro: Raphael Claus – SP (ASP-FIFA)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo – SP (ASP-FIFA) e Marcio Luiz Augusto – SP (ESP-2)
Cartões amarelos: Gabriel (SAN) Wellington, Marcelo Oliveira e Wesley (PAL)
Gol: Bruno Uvini (SAN), aos 24 minutos do 1º T e Alison (SAN), aos 23 minutos do 2º T

SANTOS: Aranha; Victor Ferraz (Zé Carlos), David Braz, Bruno Uvini (Paulo Ricardo), Eugênio Mena; Alison, Arouca (Souza) e Lucas Lima ; Geuvânio, Gabriel e Rildo.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Renato, Josimar (Mendieta), Wesley e Bruno César (Erik); Leandro (Eduardo Júnior) e Diogo
Técnico: Ricardo Gareca