ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos vacila e cede empate para o Goiás

Alvinegro fica duas vezes na frente mas não mantém ritmo e volta pra casa com resultado “amargo”.

Por Vladimir da Costa
Cicero comemora o segundo gol do Santos na partida, marcado de pênalti. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Cicero comemora o segundo gol do Santos na partida, marcado de pênalti. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

E o alvinegro praiano não fugiu a sina das equipes paulistas, que com exceção do Palmeiras, que venceu sua partida, os demais vacilaram e deixaram de faturar os 3 pontos.  O Santos esteve na frente do marcador duas vezes, mas permitiu o empate do Goiás nesta quinta-feira, no estádio Serra Dourada. A equipe se acomodou no resultado e cedeu empate no segundo tempo. Cansado e sem forças, não conseguiu marcar novamente e acabou saindo com apenas 1 ponto. Resultado que não agradou ao técnico Oswaldo de Oliveira, que teve a chance de diminuir a especulação de sua demissão, mas com o resultado, o retorno para São Paulo não será dos mais tranquilos.

Depois de cumprir punição e mandar seus jogos longe de casa, o Goiás voltou Serra Dourada, onde não atuava por mais de um mês. O time goiano não pôde mandar os dois primeiros jogos do Brasileiro em casa por conta de punição imposta pelo STJD em função da briga de torcedores ocorrida ainda em 2013.

Após empate contra o Goiás, o Santos volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Morumbi, quando encara o Flamengo, pela sétima rodada da competição. Já o time goiano pega o Figueirense no mesmo dia e horário no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

A partida

Com cinco caras novas em relação ao time da última partida, o Santos entrou em campo tentando mudar a atitude da equipe que foi derrotada pelo Atlético-MG no último domingo. Cicinho, Jubal e Zé Carlos assumiram as vagas de Bruno Peres, Neto e Mena, respectivamente, no sistema defensivo. No meio-campo, Renato fazia sua reestreia com a camisa santista no lugar de Alan Santos. O ataque também teve novidades. Geuvânio substituiu Thiago Ribeiro, lesionado. Mas a maior perda foi na frente. Gabigol, artilheiro do Santos nesta temporada, com 13 gols, sentiu uma lesão e foi substituído por Stéfano Yuri no final do primeiro tempo. A revelação santista pode aumentar a lista de desfalques de Oswaldo para o ataque, já que Thiago Ribeiro, Leandro Damião e Rildo só voltam após a Copa do Mundo.

Apesar das mudanças, o Santos foi mais eficiente. Com Cicero comandando o meio campo do alvinegro, a equipe visitante conseguia chegar com perigo sempre que ia ao ataque. Além do meia, Oswaldo apostava no bom toque de bola de Arouca, Renato e Lucas Lima, que serviam a veloz dupla de ataque – Gabigol e Geuvânio.

Não demorou e o domínio deu resultado. Aos oito minutos, após boa chegada pela direita, a bola foi cruzada na área. Gabriel dominou, virou com categoria e bateu. A bola acertou a trave e voltou livre para Geuvânio  abrir o marcador.

O Goiás  pouco chegava a frente, mas teve sorte e conseguiu empatar a partida depois de uma cobrança de escanteio. Após desvio de Ramon, Alex Alves marcou para os donos da casa.

Apesar de ter empatado para felicidade da torcida local, o Goiás continuava jogando mal e sofreu o segundo gol ainda no primeiro tempo. Em cobrança de pênalti, Cícero colocou o Santos na frente mais uma vez, aos 38 minutos.

Alex Alves é abraçado por companheiros de Goiás ao marcar o 1° do time sobre o Santos

Alex Alves comemora com seus companheiros depois de marcar contra o Santos no Serra Dourada (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

No segundo tempo, o Santos cometeu o erro que toda equipe que esta na frente faz, sabe-se lá porque. Abdicou do ataque e passou a valorizar a bola no meio campo. Com isso, o Goiás passou a sair mais para o jogo e jogar no campo adversário. Por conta disso, a equipe santista permitiu novamente o empate do Goiás. Erik Lima aproveitou passe errado de Renato, recebeu a bola na entrada da área e tocou na saída de Aranha para fazer o gol.

Ficha Técnica – Goiás 2 x 2 Santos

Data e horário: 22 de maio de 2014, às 19h30 (de Brasília)

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)

Assistentes: Marcio Eustaquio S. Santiago (MG-FIFA) e Fabio Pereira (TO-FIFA)

Gols: Geuvânio aos oito e Cícero aos 38 do primeiro tempo (Santos); Alex Alves aos 25 minutos do primeiro tempo e Erik Lima aos 23 do segundo tempo (Goiás)

Cartões amarelos: David Braz (Santos); Thiago Mendes (Goiás)

Goiás: Renan; Thiago Mendes, Jackson, Alex Alves e Juliano (Lima); Amaral, David, Ramon, Tiago Real (Assuério) e Esquerdinha (Erik Lima); Danilo. Técnico: Ricardo Drubscky

Santos: Aranha, Cicinho, David Braz, Jubal, Zé Carlos; Arouca, Renato (Leandrinho), Cícero e Lucas Lima; Geuvânio (Victor Andrade) e Gabigol (Stéfano Yuri). Técnico: Oswaldo de Oliveira