ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos vence Ituano em meio à polêmica.

Vitória do peixe e intriga entre Neymar e o técnico do Ituano, com acusações de racismo.

Por Paulo Edson Delazari

Neymar se envolve em polêmica com técnico do Ituano. (Foto:Gazeta Press)

Graças a um gol de Cícero, aos 3 minutos do segundo tempo, o time do técnico Muricy Ramalho bateu, fora de casa, o Ituano pelo placar de 1 a 0. Com a vitória o Santos manteve nesta quarta-feira a liderança do Campeonato Paulista.  O duelo ainda foi marcado por uma polêmica. O atacante Neymar acusou o treinador do Ituano, Roberto Fonseca, de tê-lo chamado de ‘macaco’. Em contrapartida, o técnico rebateu, dizendo que chamou o atleta de ‘cai-cai’.

Polêmicas à parte, o único gol do jogo aconteceu aos 3 minutos da segunda etapa. Cícero acertou uma bomba de fora da área e a bola entrou no canto direito do goleiro Anderson, que nada pôde fazer. 

Com o triunfo, o Santos chega aos 10 pontos na tabela, em primeiro lugar. A Ponte Preta, também com 10, fica em segundo por conta dos critérios de desempate. Já o Ituano permanece com somente dois pontos, sem nenhuma vitória na competição estadual.

 

Os alvinegros enfrentam o São Paulo, em clássico marcado para o próximo domingo, às 17 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Ituano visita o Mirassol, no dia anterior.

O jogo

 

Logo no primeiro minuto da partida, Cambará sobe mais alto que a zaga santista, após cobrança do escanteio, e a sua cabeçada passa por cima do gol, assustando o goleiro Rafael.

O Peixe respondeu, em cobrança de falta com Neymar, aos 18. A Joia bateu a infração por cima da barreira, exigindo boa defesa de Anderson, que espalmou a bola, afastando o perigo.
Sem conseguir furar o bloqueio montado pelo Ituano, o time alvinegro precisou das orientações do técnico Muricy Ramalho no intervalo para voltar melhor e abrir o placar.

Com o meia Felipe Anderson no lugar do centroavante André, que mais uma vez não deixou a sua marca e foi substituído, o Santos melhorou e chegou ao gol, aos três minutos, com um forte chute de Cícero, de fora da área. Anderson não conseguiu fazer a defesa e a bola balançou as redes.

Melhor na etapa complementar, a equipe praiana quase marcou o segundo, logo em seguida. Aos sete, após confusão na área, a bola sobrou para Miralles, que tirou o goleiro e bateu desequilibrado, na direção do gol. Antes de a bola entrar, a zaga do Galo de Itu salvou aquele que seria mais um gol do Peixe.

No minuto seguinte, Bruno Peres se lançou ao ataque e arriscou um chute de longa distância, com a bola passando perto da trave de Anderson.

Com a vantagem no placar, os santistas passaram a jogar com maior segurança, neutralizando o adversário e apostando nos contra-ataques. Em um deles, aos 37, Neymar recebeu dentro da área e, cercado por um zagueiro, encontrou espaço para dar um leve toque por baixo da bola, encobrindo o goleiro Anderson e acertando o travessão.

Antes do apito final, o lateral-direito Leandro Silva, que já tinha cartão amarelo, fez falta dura em Neymar e foi expulso pelo árbitro, deixando o seu time com um a menos nos últimos minutos do confronto.

Os alvinegros souberam administrar a vantagem nos minutos finais e alcançaram a terceira vitória no Paulistão.

 

FICHA TÉCNICA
ITUANO 0 X 1 SANTOS

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 30 de janeiro de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Claudenir Donizeti Gonçalves da Silva
Cartões amarelos: Durval (Santos)
Cartões vermelhos: Leandro Silva (Ituano)
Gols:
SANTOS: Cícero, aos 3 minutos do segundo tempo
ITUANO: Anderson; Leandro Silva, Cléber, Vitor Hugo e Patrick; Marcinho Guerreiro, Luciano (Kleiton Domingues), Cambará e Fernando Gabriel; Marcão (Adaílton) e Michel (Tiago Bezerra) Técnico:Roberto Fonseca
SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Jubal, Durval e Guilherme Santos; Adriano, Cícero e Montillo (Pinga); Miralles, André (Felipe Anderson) e Neymar
Técnico: Muricy Ramalho