ÚLTIMAS NOTÍCIAS
História Santos

Fundação

14 de Abril  de 1912

História

O Santos FC foi fundado no dia 14 de abril de 1912, por iniciativa de três esportistas da Cidade (Francisco Raymundo Marques-foto-, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Souza Júnior) que convocaram uma assembleia na sede do Clube Concórdia (localizado na Rua do Rosário nº18, na parte superior da antiga padaria e confeitaria Suissa – Atual Avenida João Pessoa), para a criação de um time de futebol. Durante a reunião, surgiu a dúvida quanto ao nome que seria dado a essa agremiação. Várias sugestões apareceram: Concórdia, África, Brasil Atlético, entre outros. Mas os participantes da reunião aclamaram, por unanimidade, a proposta de Edmundo Jorge de Araújo: a denominação Santos Foot-Ball Club.

Já no início de 1913, o Santos recebeu um convite da Liga Paulista de Futebol para disputar o campeonato estadual daquele ano. Esta foi a primeira competição oficial disputada pelo Clube. A estreia aconteceu no dia 1º de junho, diante do Germânia. O resultado, porém, não foi nada animador: derrota por 8 a 1. O Santos jogou com Durval Damasceno, Sebastião Arantes e Sydnei Simonsen; Geraule Ribeiro, Ambrósio Silva e José Pereira da Silva; Adolfo Millon, Nilo Arruda, Anacleto Ferramenta, Harold Cross e Arnaldo Silveira.

O clube é conhecido no mundo inteiro por ter revelado o “Atleta do Século” (nomeado em 1999 pelo COI), Pelé que começou sua carreira no Santos em 1956 com apenas 16 anos de idade. Na década de 1960 foi a principal estrela da maior equipe santista de todos os tempos, que obteve várias glórias ao redor do globo, entre elas os dois mundiais que o clube venceu em 1962 e 1963.

O Santos FC, em sua fase áurea, conquistou 9 títulos consecutivos entre 1961 e 1963. De 1960 a 1969, período de 10 anos, conquistou nada menos que 22 títulos oficiais, um recorde entre times brasileiros.

O primeiro jogo-treino foi realizado no dia 23 de junho de 1912, contra um combinado chamado Thereza Team. O Alvinegro, até então tricolor, venceu por 2 a 1, com gols marcados por Anacleto Ferramenta da Silva e Geraule Moreira Ribeiro. O primeiro jogo oficial ocorreu apenas em 15 de setembro daquele ano. O Santos venceu na estreia o Santos Athletic Club por 3 a 2. O primeiro gol oficial da história do clube foi marcado por Arnaldo Silveira.

Em 1913 o Santos disputou o Campeonato Santista e se sagrou campeão invicto, confirmando ser a equipe de futebol mais forte da cidade. Com isso credenciou-se a disputar o Campeonato Paulista de Futebol no mesmo ano, mas as dificuldades com as viagens constantes e os resultados ruins nos jogos forçaram a equipe a abandonar a competição. A única vitória foi justamente contra o time que no futuro se tornaria o principal rival e que também estreava no campeonato naquele ano: o Corinthians (6-3 em jogo na capital).

O prenúncio da grande fase do Santos FC começou em 1955, quando voltou a ser Campeão Paulista, com um time em que se destacavam, entre outros, Zito, Ramiro, Formiga e Vasconcelos.

Em 1956, chegaria à Vila Belmiro, trazido pelas mãos de Waldemar de Brito, o menino Pelé, de 15 anos, que deu de novo impulso à história do Santos, levando-o a conquistas que enalteceram o futebol brasileiro no planeta. O time do Santos vinha de grandes campanhas, sendo bicampeão paulista em 1955-1956, apresentando os craques Pepe e Zito, dentro outros. Com Pelé, o time se tornaria um dos maiores da História.

Pelé marcou seu primeiro gol com a camisa do Santos num amistoso com o Corinthians de Santo ANdré, jogo em que o time da Vila Belmiro venceu por 7 a 1. Em 1958 ganhou seu primeiro Campeonato Paulista, estabelecendo como artilheiro o recorde de 58 gols que permanece até hoje. Neste Campeonato Paulista, o Santos marcou 143 gols.

O Santos com Pelé continuou nos anos seguintes a ganhar todas as principais competições que disputava. Em 1959, a conquista do primeiro Torneio Rio-São Paulo e o vice-campeonato da Taça do Brasil. Em 1960, mais um paulista. De 1961 até 1965 a hegemonia do futebol brasileiro com cinco Taças Brasil. Em 1962 e 1963, o bicampeonato sul-americano da Copa Libertadores da América e o bicampeonato da Copa Internacional. Só não ganhou todos os Campeonatos Paulistas de 1958 até 1969 pois o Palmeiras, time conhecido na época por “Academia”, conseguia interromper a sequência de tempos em tempos. Em 1967 o Santos ganharia novamente o Campeonato Paulista e daria início ao seu segundo tri-campeonato da competição e mais recentemente restabeleceu a marca de Tri campeão paulista ao ganhar os títulos de 2010, 2011 e 2012.

Em 20 de Janeiro de 1998 o Santos tornou-se a primeira equipe na história do futebol a alcançar a marca de 10 mil gols (gol do meio-campista Jorginho). Em 26 de agosto de 2005, atingiu a marca de 11 mil (gol do atacante Geilson). É o clube que mais marcou gols na história do futebol mundial.

Estádio

Urbano Caldeira “ Vila Belmiro”

Antes do estádio do Santos ser construído, o clube fazia jogos oficiais onde hoje está localizada a Igreja Coração de Maria, na Avenida Ana Costa. Os treinos eram feitos em um campo distinto, localizado no Bairro do Macuco. Em 1915 os dirigentes passaram a procurar terrenos na cidade. Em 31 de maio de 1916, uma assembleia geral aprovou a compra de uma área de 16.650 metros quadrados, no bairro da Vila Belmiro, aprovado pelo presidente do clube, Agnello Cícero de Oliveira. A compra do terreno foi feita em 16 de junho de 1916.

A construção do estádio foi concluída em 1916, sua inauguração ocorreu em 12 de outubro do mesmo ano, mas a primeira partida foi realizada somente 10 dias depois, em 22 de outubro de 1916, válida pelo Paulistão. A partida de estreia foi entre Santos e Ypiranga, onde o Santos ganhou de 2 a 1, cujo o primeiro gol da partida e da história do estádio foi feito por Adolfo Millon Jr., da equipe Santista.

O estádio no dia da inauguração do seu primeiro sistema de iluminação, em 1931.

O primeiro sistema de iluminação foi estreado em 21 de março de 1931, às oito horas da noite, num jogo amistoso entre o Santos e uma Seleção de futebol que a cidade de Santos possuía na época. Apesar da data ser especial, o Santos perdeu de 1 a 0 para a Seleção Santista; gol de Manoel Cruz, que também servia de meia-direita na Portuguesa Santista.

Com a morte de Urbano Caldeira, um dos mais fanáticos presidentes santistas, em 1933, o estádio foi batizado oficialmente de Estádio Urbano Caldeira em sua homenagem.

O recorde de público no estádio foi num clássico contra o Corinthians: 32.989 pessoas giraram as catracas do estádio para ver o jogo no dia 20 de setembro de 1964. Entretanto, esse dia quase foi trágico: cerca de 10 minutos depois do apito inicial do juiz, uma das arquibancadas do estádio cai e fere 181 pessoas. O jogo foi parado ali mesmo para atendimento de Primeiros Socorros. Muitas pessoas consideram até hoje esse jogo como o mais curto da história do futebol mundial. O jogo em questão, foi remarcado para 10 dias depois no Estádio do Pacaembu, onde terminou empatado em 1 a 1.

Primeiro Jogo

Santos 3 X 2 Santos Athletic Club

15/09/1912

Amistoso

Primeiro Gol

Apesar de ter sido fundado inicialmente em abril 1912 o time do Santos considera como primeiro gol oficial, o feito em partida realizada contra o Santos Athletic Club, de Santos, terminando com vitória do Santos, por 3 gols a 2. A honra do 1º gol santista refundado coube a Arnaldo Silveira (que tinha o apelido de Miúdo).

Primeiro Título

Ainda em 1913, foi disputado pela primeira vez, o Campeonato Santista de Futebol, contando com a participação de Santos, América, Escolástica Rosa e Atlético. O Alvinegro Praiano foi o grande campeão, com seis vitórias em seis jogos, 35 gols pró e apenas sete contra. Este foi o primeiro título da história do Clube.

Desde os primeiros anos de existência, o quadro de futebol do Santos obteve êxitos memoráveis, tanto em jogos locais como internacionais. Seu primeiro título de Campeão Paulista aconteceu em 1935, dois anos após o profissionalismo futebol brasileiro.

Títulos

 2 Mundiais Interclubes

1962 – Santos 3 X 2 Benfica

Benfica 2 x 5 Santos

1963 – Santos 4 X 2 Milan

Milan 4 X 2 Santos

Santos 1 X 0 Milan

 3 Libertadores

1962 – Peñarol 1 x 2 Santos

Santos 2 X 3 Peñarol

Santos 3 X 0 Peñarol

1963 – Santos 3 X 2 Boca Juniors

Boca Juniors 1 x 2 Santos

2011 – Peñarol 0 x 0 Santos

Santos 2 X 1 Peñarol  

1 Recopas Intercontinental

1968  

1 Supercopa Sulamericana

1968  

1 Copa Comenbol 1998

 1 Copa do Brasil 2010

8 Brasileiros

1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004    

5 Rio São Paulo

1959, 1963, 1964, 1966 e 1997  

20 Paulistas

1935, 1955, 1956, 1958, 1960,1961, 1962, 1964, 1965, 1967,1968,1969, 1973,1978, 1984,2006, 2007, 2010, 2011 e 2012.

 

Artilharia:

 

 

Confrontos:

 

 

 Hino

 

Santos!!Santos!!Gol!!
Agora quem dá bola é o Santos.
O Santos é o novo campeão.
Glorioso alvinegro praiano,
Campeão absoluto desse ano!
(2X)

Santos!!!
Santos sempre Santos,
Dentro ou fora do alçapão.
Jogue o que jogar,
És o leão do mar.
Salve o nosso campeão!!!

Agora quem dá bola é o Santos.
O Santos é o novo campeão.
Glorioso alvinegro praiano,
Campeão absoluto desse ano!

Santos!!!
Santos sempre Santos,
Dentro ou fora do alçapão.
Jogue o que jogar,
És o leão do mar.
Salve o nosso campeão!!!

 

Ouvir Hino do Santos

Hino-do-Santos-Futebol-Clube-SP

 

 

Fontes: http://www.santosfc.com.br/historia/default.asp?c=Hist%F3ria&st=A%20Trajet%F3ria http://pt.wikipedia.org/wiki/Santos_Futebol_Clube