ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo agrava a crise em nova derrota, agora para o Bahia

Com futebol irreconhecível São Paulo completa a sétima partida seguida sem vitória.

Por Vladimir da Costa

Em partida antecipada pela 11º rodada do estadual, o São Paulo conseguiu o improvável. Perdeu em casa de maneira quase patética e piorou ainda mais a relação entre time torcida.

A torcida viu o São Paulo ser derrotado por 2 a 1 para o Bahia em casa e presenciou mais uma expulsão do camisa 9  tricolor que saiu sob os gritos de “pipoqueiro”. Como se não bastasse, o estreante Clemente Rodrigues também foi expulso no final da partida.

São Paulo perde mais uma e fica cada vez mais longe da ponta da tabela (Foto: Leonardo Soares/UOL)

São Paulo perde mais uma e fica cada vez mais longe da ponta da tabela (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Antes do final da partida, o nome de Muricy Ramalho era gritado incessantemente pela torcida nas arquibancadas. Depois, mais irritados, os torcedores do time paulista avisaram “se não ganhar a Recopa, o bicho vai pegar”. Agora já se sabe que o novo treinador será Paulo Auturori, campeão mundial pelo clube em 2005 e que chega para conter os nervos dentro do vestiário.

O Jogo

A equipe baiana parecia estar jogando em casa. Os pouco mais de 4.500 torcedores ao Morumbi logo demonstraram sua insatisfação com o time e passaram a vaiar. Talvez o único que saiu ileso tenha sido o autor do gol tricolor.

Aloísio abriu o marcador depois que Luis Fabiano não conseguiu dominar passe de Jadson. Com a sobra, o Boi Bandido chutou da entrada da área. Marcelo Lomba ainda encostou na bola, mas não o suficiente para evitar o primeiro gol da partida. Que seguiu aplaudido pela torcida a cada lance de raça que protagonizava com trombadas, divididas e chutes de fora da área.

Aloisio comemora seu gol diante do bahia. (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Aloisio comemora seu gol diante do bahia. (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Com Anderson Talisca e Marquinhos Gabriel, no entanto, o Bahia deu muito mais trabalho a Rogério Ceni do que os atacantes do time paulista a Marcelo Lomba. O camisa 1 do São Paulo fez pelo menos três defesas importantes na etapa inicial.

O time baiano aproveitava o fraco sistema defensivo do tricolor e seguia pressionando. Apesar disso, o Bahia não conseguia transformar em gol as jogadas que criou. Já o São Paulo seguia apático, sem criação na frente e fraco tecnicamente atrás. Assustava apenas em chutes de fora da área que não tinham muita direção. Luis Fabiano, como de costume, abusava dos impedimentos.

O segundo tempo começou em ritmo de amistoso, ambas equipes pareciam querer ir pra casa.

Com isso a torcida passou a vaiar mais veemente o time dentro de campo que foi reforçado pelo gol do Bahia.

Aos 18 minutos, após cruzamento da esquerda, Anderson Talisca apareceu nas costas do lateral Clemente Rodriguez para, sozinho, completar para o fundo das redes.

Três minutos depois do gol de empate, Luis Fabiano resolveu dar motivos para a torcida e foi expulso. O atacante tentou dominar a bola com a mão em um contra-ataque e como já tinha amarelo, foi pro chuveiro mais cedo sob os gritos de “Luis pipoqueiro!”.

O São Paulo teve uma ótima oportunidade para desempatar. Após cobrança de escanteio de Jadson, Lucio cabeceou firme, mas Marcelo Lomba fazer linda defesa para salvar o Bahia. O Castigo veio minutos depois para desespero dos torcedores que enfrentaram a noite fria no Morumbi.

Talisca comemora gol do Bahia no Morumbi. A equipe baihana entrou no G-4. (Foto:Leonardo Soares/UOL)

Talisca comemora gol do Bahia no Morumbi. A equipe baihana entrou no G-4. (Foto:Leonardo Soares/UOL)

Aos 42 minutos, o lateral esquerdo Clemente Rodriguez, estreante, também foi expulso após receber o segundo amarelo. Na cobrança de falta, saiu a virada. Fahel aproveitou bobeira da zaga são-paulina na área e, de perna direita, virou a partida, uma justa vitória fora de casa para a equipe de Salvador.

Com a vitória, o Bahia entra no G-4 e fica com a terceira colocação, com 11 pontos. Já o São Paulo fica com oito pontos, na 10ª colocação. Ambas equipes têm um jogo a mais. Esse também é o sétimo jogo seguido do time paulista sem vitória – cinco pelo Brasileiro, um pela Recopa e um amistoso.