ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo Atropela o Flamengo no Morumbi

Na volta de Rogério Ceni, São Paulo joga bem e faz quatro no Flamengo

Por Vladimir da Costa

Em situações parecidas e preocupantes no brasileiro, São Paulo e Flamengo entraram em campo para diminuir as criticas de seus torcedores com os maus resultados dos últimos jogos. Os cariocas estavam a três partidas sem vencer e marcar gols no campeonato e o Tricolor buscava se recuperar depois da desastrosa derrota no meio de semana contra o Atlético-GO.

O trunfo Tricolor era a volta de Rogério Ceni, totalmente recuperado da cirurgia no ombro que tirou o capitão são-paulino por seis meses dos gramados e Luís Fabiano, que ficou afastado das duas últimas partidas devido um estiramento na coxa direita.

E a volta do capitão parece ter mexido com seus companheiros, com muita vontade e marcação durante todo o jogo, a equipe do Morumbi presenteou os mais de 35 mil torcedores no estádio. Os 90 minutos foram de muita disposição e raça que foram recompensadas com quatro gols nessa tarde de domingo contra o Flamengo.

A partida

Rogério Ceni é cercado por torcedores mirins na sua volta depois de 6 meses em tratamento(Wagner Carmo/VIPCOMM)

O jogo começou corrido, com o São Paulo mostrando disposição desde o inicio da partida, com Ademílson e Luís Fabiano se movimentando bastante na intermediária da defesa do Flamengo, mas a boa marcação dos zagueiros adversários, não davam espaços para os atacantes tricolores.

Muito pegado no meio de campo, as jogadas laterais eram as melhores opções das equipes. Com Cortez subindo ao ataque, o São Paulo forçava suas jogadas pela esquerda. O Flamengo por sua vez, buscava trocar passes pelo meio para surpreender o tricolor no Morumbi, mas os erros de passe no meio campo evitavam as finalizações.

A primeira chegada de perigo foi do São Paulo. Rodrigo Caio aproveitou cobrança de escanteio, mas a cabeçada saiu fraca e pra fora. Minutos depois, em nova cobrança escanteio de Jadson, a bola encontrou Luís Fabiano testou livre de marcação, mas o goleiro Paulo Vitor, fez ótima defesa salvando o que seria o primeiro gol da partida.

A defesa tricolor não deixou o ataque Flamenguista jogar (Wagner Carmo/VIPCOMM)

O São Paulo continuava pressionando a equipe carioca, com muita disposição e correria, mas os erros de passes, principalmente com Maicon, freavam as jogadas ofensivas do tricolor que pouco chutava a gol. O Flamengo por sua vez buscava lançamentos em profundidade para Vagner Love, na tentativa de pegar a defesa são-paulina desarrumada.

A segunda jogada perigosa veio aos 25 minutos de jogo. Luís Fabiano aproveitou bom cruzamento de Cortez e cabeceou no canto direito, mas o goleiro rubro-negro fez boa defesa, tirando a bola para escanteio, na cobrança de Jadson, a bola sobrou para Rodrigo Caio que chutou em cima de Paulo Vitor, salvando novamente o gol.

E de tanto pressionar o São Paulo chegou ao gol. Aos 41 minutos, após bola chegada pela direita do lateral improvisado Rodrigo Caio, tocou na entrada da área para Maicon, que chutou bem colocado no canto direito de Paulo Vitor que nada pode fazer na jogada.

E teve mais. Já nos acréscimos, Jadson cobrou escanteio pela esquerda e a bola encontrou Fabuloso, que testou forte para o fundo do gol de Paulo Vitor. Com o gol, o sexto no campeonato, Luís Fabiano chegou aos 144 gols com a camisa Tricolor, se igualando a Leônidas da Silva, como o sétimo maior artilheiro do São Paulo. A primeira etapa acabou com sete finalizações do tricolor contra nenhuma do Flamengo.

Na volta para o segundo tempo Dorival Junior resolveu mexer no esquema, sacou Camacho e Adryan e colocou Thomás e Bottinelli para tentar diminuir o prejuízo. O São Paulo voltou com a mesma equipe e com o mesmo gás do primeiro tempo. Marcando em cima e com boa presença dos laterais, Cortez e Rodrigo Caio, que chegavam a todo instante no ataque tricolor, criando perigo para a defesa rubro-negra. As mudanças fizeram bem ao Flamengo, a equipe melhorou na partida, mas não finalizava a gol. A primeira oportunidade de gol carioca foi somente aos 15 minutos do segundo tempo.. Rogério cortou mal a bola que sobrou para Bottinelli, mas o atacante dominou a bola com a mão e a partida foi parada com falta.

E a equipe do Morumbi estava impossível. Aos 14 minutos, o jovem Ademílson roubou a bola na raça e tocou para Maicon lançar para Cortez sozinho cruzar na cabeça de Luís Fabiano livre de marcação fazer seu sétimo gol no brasileirão e o terceiro do São Paulo na partida.

O Flamengo era melhor no segundo tempo, mas não conseguia finalizar a gol e quando chegou fez. Aos 21 minutos após confusão na área são-paulina a bola sobrou na esquerda para Ramon que bateu firme no canto de Rogério que nada pode fazer para evitar o gol.

O São Paulo controlava a partida, não dando espaço para o Flamengo, que jogava melhor, criar jogadas de perigo. Percebendo isso, Ney Franco sacou Maicon e colocou Willian José em seu lugar. Com a mudança, o tricolor continuava perigoso nos contra-ataques mas pecava nas finalizações. Em uma delas, após boa troca de passe na entrada da área a bola chegou nos pés de Willian José, mas o atacante chutou por cima do gol. Minutos depois, o Tricolor chegou novamente a área do Flamengo, mas Paulo Vitor salvou a equipe carioca de tomar o quarto no jogo.

Mas não teve jeito. Aos 47 minutos, em jogada bem trabalhada do ataque Tricolor, a bola sobrou para Jadson que com calma deslocou o goleiro, colocando a bola no fundo do gol.

E não deu tempo para mais nada. A partida acabou com uma bela e importante vitória para a equipe do Morumbi que chegou aos 22 pontos, ocupando a sexta colocação na competição. O rubro-negro por sua vez, perdeu mais uma e ficou com 16 pontos, na décima primeira posição. Na próxima rodada, o São Paulo vai a Recife enfrentar o Sport às 18h30 no domingo e o Flamengo recebe o Atlético-MG, no sábado, no mesmo horário.

Luís Fabiano comemora seu primeiro gol na partida junto com Rodrigo Caio (Wagner Carmo/VIPCOMM)

Ich schreibe ber alle bereiche die diese themen umfassen, angefangen von spiel-analysen, ber allgemeine erklrungen bis zu https://www.ghostwriter-hilfe.com/bachelorarbeit/ draft- und free-agent-gerchten