Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557
Enfim São Paulo vence um clássico! Pior para o Santos. | QUATRO MAIORES


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Empate entre São Paulo e Santos no Morumbi.

Desde 2012 o tricolor não vence um grande de São Paulo, o tabu continua.

Por Paulo Edson Delazari
Douglas desvia na primeira trave e por pouco não faz o gol. (Foto: Gazeta Press)

Douglas desvia na primeira trave e por pouco não faz o gol. (Foto: Gazeta Press)

Com muitas novidades no elenco, uma delas:  a saída de Ganso do time, o São Paulo encarou o Santos no Morumbi na tarde deste domingo e as duas equipes não saíram do zero. Não por culpa dos jogadores que buscaram a vitória durante toda partida.

As equipes fizeram uma excelente partida, disputada do começo ao fim.  Muryci optou por um meio de campo de maior marcação e deu o recado para o meia Ganso, mostrando que nenhum jogador é insubstituível entrando somente aos trinta do segundo tempo. O Santos mesmo jogando fora se movimento muito bem e por algumas vezes colocou Rogério para trabalhar.

Com empate o São Paulo chegou a 15 pontos e ainda está em segundo no grupo “A”, já o Santos se manteve em primeiro no grupo “C” com 23 pontos. Agora o Tricolor volta a jogar na quarta-feira às 22h contra o XV de Piracicaba, em Piracicaba. Já o Santos volta para Vila Belmiro, onde receberá o Bragantino, às 21h de quinta-feira.

O jogo

A partida começou com muita marcação por ambos os times no campo de defesa do adversário, tanto que logo aos quatro minutos Rodrigo Caio tomou cartão amarelo, por uma entrada dura em Cícero. E a primeira grande chance por conta desta marcação foi do Santos ao nove minutos, Rogério Ceni saiu mal com o pé, Damião pressionou e Cícero ficou cara a cara com Rogério que fez linda defesa, após um chute forte do meia, na sobra Leandro Damião chutou e Rodrigo Caio afastou.

Aos 16 minutos o bandeirinha Marcelo Van Gasen prejudicou o ataque do São Paulo, Maicon deu belo passe para Luis Fabiano na entrada área em condição legal, o atacante recebeu e sofreu pênalti de Aranha, mas o assistente equivocadamente deu impedimento.

Aos 18 o ataque tricolor fez bela troca de passes até a bola chegar para Douglas, o lateral improvisado como atacante chutou e Gustavo tirou de carrinho, impedindo o gol do Tricolor.

O jogo seguia com uma intensidade de marcação muito grande, tanto que até os 22 minutos Giovânio e Neto já tinham tomado cartão amarelo. Em uma dessas faltas Álvaro Pereira levantou a bola na área, Aranha tirou mal e Paulo Miranda pegou de primeira, chutando para fora com perigo.

Com 31 minutos o assistente já havia errado três vezes contra o São Paulo, marcando três impedimentos inexistentes, assim só havia um jeito do São Paulo chegar, chutando de fora e foi o que Pabon fez aos 32, o colombiano arriscou para bela defesa de Aranha.

O time do São Paulo tomava conta do jogo e aos 40 minutos Neto impediu o gol tricolor, Paulo Miranda cruzou e Antônio Carlos encheu o pé de esquerda, a bola bateu no defensor e saiu, no escanteio nova chance para Antônio Carlos, desta vez num chute de fora da área que bateu em Gustavo.

No minuto seguinte a pressão continuou, num bate e rebate a bola sobrou para Paulo Miranda de fora da área, o zagueiro chutou forte, a bola desviou em Rodrigo Caio dentro da área e por pouco não entrou no canto com Aranha batido.

Segunda etapa

Souza pelo São Paulo e Thiago Ribeiro pelo Santos disputam bola. (Foto: Gazeta Press)

Souza pelo São Paulo e Thiago Ribeiro pelo Santos disputam bola. (Foto: Gazeta Press)

O segundo tempo começou como terminou. O São Paulo seguiu no ataque e após cruzamento de Álvaro Pereira, Douglas desviou no primeiro pau e a bola passou por toda linha do gol sem que alguém chegasse para  tocar. A resposta veio no minuto seguinte, Mena inverteu o jogo da esquerda para direita e Thiago Ribeiro recebeu, de fora da área chutou e Rogério Ceni defendeu.

Aos oito minutos o Santos quase marcou com Thiago Ribeiro após bobeira de Rodrigo Caio, o zagueiro cortou a bola de cabeça para o meio da área, o atacante pegou de voleio e a bola saiu sobre o gol.

A resposta veio em bela tabela de Maicon e Pabon no lado direito, o volante chutou forte e Aranha fez bela defesa, na sobra a zaga afastou. Só dava São Paulo um minuto depois falta pela direita, Álvaro Pereira cruzou na área, a zaga tentou afastar e quase a bola entra no ângulo direito de Aranha, porém ela foi para escanteio.

Pressão total tricolor, Douglas deu ótimo passe para Pabon na entrada direita da área aos 22, o atacante chutou forte, cruzado e rasteiro para defesa espetacular de Aranha, na sobra Álvaro Pereira chutou a bola bateu na zaga e sobrou para Luis Fabiano impedido.

Santistas e são-paulinos pressionam a arbitragem no lance mais polêmico do jogo (Foto: Marcos Ribolli)

Santistas e são-paulinos pressionam a arbitragem no lance mais polêmico do jogo (Foto: Marcos Ribolli)

O Peixe mostrou que não estava morto, aos 26, Thiago Ribeiro cruzou na cabeça de Leandro Damião, o atacante deu uma testada forte, Rogério Ceni fez uma defesa fenomenal, evitando o gol.

Faltando quinze minutos os técnicos começaram a mudar e Ganso  entrou no lugar de Douglas e Ademilson no lugar de Osvaldo, pelo Santos saiu Geovânio e entrou Rildo. O panorama não mudou muito, os dois times continuavam buscando a vitória.

Polêmica, enfim o bandeirinha acerta uma. Aos 44 Thiago Ribeiro toca para Rildo impedido, o bandeira assiná-la o arbitro não apita e Paulo Miranda faz o pênalti, a arbitragem marca, mas depois da pressão dos jogadores tricolores, o lance foi impugnado, sendo marcado o impedimento, antes do pênalti. A marcação foi o ponto final da partida, pior para o futebol que não pode ser contemplado com gols, após excelente partida das equipes.

FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO 0 X 0 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) Data: 23 de fevereiro de 2014, domingo Horário: 16 horas (de Brasília) Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP) Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)

Público: 16.337 pagantes Renda: R$ 429.610,00

Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Álvaro Pereira e Osvaldo (São Paulo); Geuvânio, Neto, Cicinho e Gustavo Henrique (Santos)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Maicon, Souza, Douglas (Paulo Henrique Ganso) e Pabon; Osvaldo (Ademilson) e Luis Fabiano Técnico:Muricy Ramalho

SANTOS: Aranha; Cicinho, Gustavo Henrique, Neto e Mena; Arouca, Alan Santos (Gabriel) e Cícero; Thiago Ribeiro, Leandro Damião e Geuvânio (Rildo) Técnico: Oswaldo de Oliveira

xhamster