ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo esbarra na forte marcação da Ponte e só empata

São Paulo joga mal e só empate com a Macaca

Por Vladimir da Costa

Depois de ter perdido o clássico no último domingo, o São Paulo voltou a campo nesta quarta-feira para mais um jogo duro, contra a vice-líder, Ponte Preta, no Morumbi e de novo, com mudanças no time titular, já pensando para a próxima semana, quando o tricolor estreia na Libertadores, contra o Atlético-MG, em Minas.

Não somente devido ao fato de Luis Fabiano estar com o seleção em Londres, mas também no meio campo. Ganso, principal esperança de qualidade no setor, não se firmou e o técnico Ney Franco vem experimentando jogadores na posição. Para o jogo desta noite, ele optou por Cañete, que vem entrando bem no decorrer das partidas e ganhou uma chance na equipe titular. Assim como Aloisio, que entrou no lugar do Fabuloso.

E parece que as mudanças fizeram efeito reverso. Lento e sem criatividade o São Paulo teve muitas dificuldades de chegar ao gol adversário e o resultado não poderia ter sido outro, um empate em 0 a 0 que ficou de bom tamanho pelo que as duas equipes apresentaram.

Primeiro Tempo

Debaixo de muita chuva, a partida começou no Morumbi bem disputada. A Ponte, bem postada na zaga não dava espaços para o São Paulo atacar, que trocava passes no meio campo sem conseguir avançar.

Aloisio tentou, mas não conseguiu ajudar o São Paulo a vencer a Ponte no Morumbi (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Mesmo com domínio da partida o tricolor não conseguia chegar perto do gol de Édson Bastos, que assim como Denis do outro lado, participavam pouco do jogo.

A partida seguia sem muita emoção, com o São Paulo melhor, mas sem efetividade no ataque. Aloisio e Osvaldo estavam isolados no ataque, o que facilitava a defesa adversária. Do outro lado, a Ponte, mais contida, quase não chegava à frente. As duas equipes centralizavam muito o jogo o que facilitava a marcação adversária. Apesar do São Paulo ter dois atacantes rápidos na frente, poucas jogadas de linha de fundo eram tramadas.

Aos poucos a Ponte Preta ia equilibrando o jogo e passou a avançar mais e chegar ao ataque, mas como o São Paulo não chutava no gol e a partida seguia morna. A melhor chance da partida veio somente aos 40 minutos. Jadson veio pela meia direita e lançou Aloísio em profundidade que chutou de primeira ao lado da trave esquerdo de Édson Bastos. Como a partida era igual, a Ponte resolveu ter sua melhor chance no minuto final. Num contra-ataque rápido da Macaca com William, que passou por Lúcio e bateu cruzado na saída de Denis que faz grande defesa.

Segundo tempo

Sem mudanças, as duas equipes voltaram para a segunda etapa dispostas a apresentar um melhor futebol. Aos cinco minutos, Chiquinho fez o que quase não se viu no primeiro tempo, da entrada da área, recebeu passe de Wellington Bruno, dominou e solta uma bomba, obrigando Denis a fazer grande defesa.

Com mais jogadas pela linha de fundo, o São Paulo passou a aproveitar a velocidade de seus atacantes para criar melhores oportunidades de ataque, mas a zaga da Macaca, bem postada, não dava espaço.

Jadson foi um dos que sentiram a forte marcação da Macaca (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Ney Franco observando tudo de fora viu que faltava criatividade no meio campo e não teve escolha a não ser colocar Ganso, para dar uma dinâmica diferente na partida. Saiu Wellington para entrada do 8 e Jadson deu lugar a Paulo Miranda, deixando a equipe mais ofensiva.

Com as mudanças, o tricolor melhorou na partida, passou a atacar com mais ímpeto, mas faltava o último passe para finalizar. Hora pela esquerda, hora pela direita, o São Paulo atacava, mas não chutava a gol. A Ponte esperava por uma bola para partir em contra-ataque e fazer seu gol.

Mesmo melhor no segundo tempo, atacando mais, principalmente depois das mudanças, a partida parecia se encaminhava para um 0 a 0 fraco, com apesar de bom toque de bola no meio campo, as jogadas de ataque eram escassas e davam sono para os poucos mais de 5 mil torcedores que estavam no Morumbi para acompanhar a partida e levou um susto já nos acréscimos. Chiquinho pegou bem na bola e mandou no travessão, mas ficou nisso, empate sem gols no Morumbi.

Para a próxima rodada, de carnaval, o São Paulo volta a campo no sábado, contra outro time campineiro, o Guarani, às 16h20. No mesmo dia a Ponte Preta enfrenta o Ituano, fora de casa.