ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo escapa de goleada após “apagão”

Time foi para o intervalo perdendo por três gols de diferença

Por Anderson Marinho

Cortez tenta se livar da marcação.( Foto: Carlos Costa / Futura Press)

Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012, o São Paulo visitou o Atlético-GO, no estádio Serra Dourada, em Goiânia e saiu de campo derrotado por 4 x 3. Em uma partida muito movimentada os donos da casa abriram vantagem no primeiro tempo, se aproveitando das falhas são-paulinas, e seguraram a pressão do tricolor na etapa final para conquistar o segundo triunfo no Brasileirão.

O jogo

Lanterna do campeonato, com apenas uma vitoria na competição, o Atlético-GO começou a partida esperando o São Paulo no seu campo de defesa, sem dar espaços para o adversário, e soube aproveitar as oportunidades para construir o resultado.

Nos 15 minutos iniciais o time paulista manteve o domínio da posse de bola e trocava bons passes, mas não conseguia levar perigo a meta arqueiro goianiense.

Aos 16 minutos, Wesley avançou pela intermediaria e foi derrubado por Rhodolfo. Marcos cobrou a falta pelo lado esquerdo, Marino apareceu livre no meio da pequena área e cabeceou firme, Denis ainda tocou nela mais não conseguiu evitar o gol atleticano. Atlético-GO 1 X São Paulo

O São Paulo sentiu o golpe e não conseguiu mais se acertar em campo, errando muitos passes e deixando espaços para as investidas do rival.

Ao estilo Rogério Ceni, Mácio deixou sua marca cobrando pênalti para o time goiano.(Foto: Carlos Costa / Futura Press)

Aos 25 minutos, Eron invadiu a área tricolor e foi derrubado por Douglas, pênalti para o “Dragão”. Na cobrança, o goleiro Márcio, ao estilo Rogério Ceni, bateu com categoria e ampliou o marcador para os donos da casa. Atlético-GO 2 X 0 São Paulo.

E o “apagão” tricolor não parou por aí. Aos 32 minutos, Marcos, novamente ele, cruzou da direita e o estreante Patric subiu livre e cabeceou com estilo, sem chances para o goleiro são-paulino, marcando o terceiro gol atleticano.  Atlético-GO 3 X 0 São Paulo.

Tentando se acalmar na partida, o São Paulo voltou a pressionar o rival, tocando a bola no campo de ataque, e conseguiu diminuir. Aos 41, após tabelar com Denílson, Ademilsdon tocou de chapa com o pé esquerdo, no canto direito de Márcio, ela ainda bateu na trave antes de entrar. Atlético-GO 3 X 1 São Paulo

Quando parecia que o tricolor estava de volta à partida, Wesley cobrou uma falta rápida na ponta direita, avançou em velocidade e recebeu um passe de Ricardo Bueno para tocar na saída de Denis. Atlético-GO 4 X 1 São Paulo.

Ainda deu tempo para o Goleiro Márcio brilhar. Aos 45 minutos, o zagueiro Rhodolfo arriscou um chute de fora da área no ângulo direito, em uma defesa espetacular, o arqueiro espalmou para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Willian José subiu mais que todo mundo e cabeceou forte para mais uma grande defesa do camisa 1.

Apesar de ter começado melhor, o São Paulo não conseguiu se impor no jogo e sofreu com a falta de criatividade e desatenção na marcação. O time goiano fez sua parte, sem dar espaços para o adversário, e foi eficiente quando surgiram as oportunidades.

 

Etapa Complementar.

Na volta do intervalo o técnico Ney Franco modificou a forma de jogar do São Paulo, abrindo mão do terceiro zagueiro. Saíram Edson Silva para a entrada de Casemiro e Douglas deu lugar ao jovem Rodrigo Caio. Assim o tricolor voltou a jogar no 4-4-2.

Logo aos 3 minutos, Casemiro invadiu a área e foi derrubado por Eron, pênalti para o tricolor paulista. Na cobrança, Jadson bateu com categoria, goleiro de um lado e bola do outro, diminuindo para time do Morumbi. Atlético-GO 4 X 2 São Paulo

Com as substituições e gol no inicio do segundo tempo o São Paulo partiu pra cima em busca do resultado, enquanto o time da casa manteve a postura da primeira etapa, marcando no campo de defesa e apostando nos contra-ataques rápidos.

O volante Casemiro entrou bem no jogo e teve uma nova oportunidade aos 12 minutos.  Rodrigo Caio foi à linha de fundo e cruzou no primeiro pau, Casemiro se antecipou a marcação e cabeceou na saída de Márcio que fez uma boa defesa.

Aos 15minutos, Ricardo Bueno dominou com liberdade e chutou forte da entrada da área obrigando Denis a fazer uma defesa difícil.

Aos 17, Rafael Tolói foi mais feliz. O zagueiro recebeu um passe livre na entrada da área e bateu com o pé direito, no ângulo esquerdo de Márcio, um golaço! Atlético-GO 4 X 3 São Paulo.

Aos 22 minutos, o técnico Jairo Araújo tirou o atacante Patric, contundido, e colocou Diogo Campos em seu lugar. O treinador atleticano voltou a modificar o time cinco minutos depois, colocando Dodó na vaga de Marino.

O São Paulo seguiu trocando passes na intermediaria do Dragão, em busca de uma oportunidade para empatar a partida, e passou a apostar nos chutes de longa distância.  Em um lance desses, aos 40 minutos, Jadson bateu com perigo e Márcio fez uma linda defesa evitando o empate tricolor.

Aos 42 minutos os treinadores fizeram as últimas alterações em suas equipes. No São Paulo, Ney Franco arriscou tudo, tirando Rafael Tolói para a entrada de Rafinha, enquanto Jairo Araújo recuou ainda mais o time da casa colocando Gustavo no lugar de Ricardo Bueno.

O árbitro Emerson de Almeira Ferreira (MG) assinalou cinco minutos de acréscimos devido às paralisações para atendimento medico ao longo da partida e ouviu protestos do torcedor atleticano.

O São Paulo teve a sua última oportunidade aos 47 minutos. Em cobrança de falta pelo lado esquerdo, Jadson levantou na área adversária, Rodrigo Caio subiu livre e cabeceou a direita do gol de Márcio.

Foi uma partida muito movimentada, com sete gols, mas os torcedores de Atlético-GO x São Paulo saíram do Serra Dourada preocupados.

O tricolor fez um péssimo primeiro tempo, com muitas falhas individuais no setor de marcação e mais uma vez demonstrou ser um time “desligado”. Na segunda etapa a equipe mudou a postura, com as alterações promovidas pelo treinador Ney Fraco, mas a grande desvantagem no placar dificultou a busca pelo resultado. O comandante tricolor terá muito trabalho pela frente.

O São Paulo ocupa provisoriamente a 7ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro 2012, com 19 pontos ganhos. O time volta à campo no próximo domingo às 16h00, no estádio do Morumbi, contra o Flamengo pela 13ª rodada da competição.

O Atlético-GO conseguiu impor a sua proposta de jogo, apostando nos contra ataques, de forma eficiente, mas demonstrou fragilidade depois que o adversário corrigiu as falhas de marcação e passou a pressioná-lo.

 Com a vitória diante do tricolor paulista, o time goiano deixa a lanterna e passa a ocupar provisoriamente a 18ª posição, ainda na zona de rebaixamento, com 8 pontos ganhos. O próximo compromisso do Dragão e contra o Sport, domingo ás 16h00, na Ilha do Retiro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 4 X 3 SÃO PAULO

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data e hora: 25/7/2012, às 21h50
Árbitro: Emerson de Almeira Ferreira (MG)
Auxiliares: Márcio Santiago (MG) e Marrubson Freitas (DF)

Renda e público: não disponíveis
Cartões amarelos: Douglas, Ademilson, Casemiro e Rafael Toloi (SAO); Eron (ATG)
Cartão vermelho:
GOLS: Marino, 16’/1ºT (1-0); Márcio, 25’/1ºT (2-0); Patric, 30’/1ºT (3-0); Ademilson, 41’/1ºT (3-1); Wesley, 41’/1ºT (4-1); Jadson, 4’/2ºT (4-2); Rafael Toloi, 17’/2ºT (4-3)

ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gabriel, Reniê e Eron; Marino (Dodó – 27’/2ºT), Joílson, Ernandes e Wesley; Ricardo Bueno (Gustavo – 42’/2ºT) e Patric (Diogo Campos – 22’/2ºT). Técnico: Jairo Araújo

SÃO PAULO: Denis, Rhodolfo, Rafael Toloi (Rafinha – 42’/2ºT) e Edson Silva (Casemiro – intervalo); Douglas (Rodrigo Caio – intervalo), Denilson, Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Willian José. Técnico: Ney Franco

There are dozens of these available in tcu admission essay the techtorial archives