ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo estreia na Libertadores com empate no Peru

Diante do César Vallejo, o argentino Jonathan Calleri deixa sua marca na estreia.

Por Vladimir da Costa

 

Com um modesto público, a estreia do São Paulo na libertadores podia ter começado melhor. O tricolor paulista iniciou o confronto em cima do adversário, com duas bolas na trave e amplo domínio de bola, mas depois que . Alejandro Hohberg acertou um chutaço de longe e abriu o placar no primeiro tempo, o São Paulo perdeu a intensidade.

Num segundo tempo com o São Paulo buscando o resultado, o César Vallejo não resistiu. O estreante Calleri entrou e na segunda jogada deixou sua marca, com um belo gol de cobertura.

É bem verdade que o adversário não fez frente para o tricampeão São Paulo, mas o espirito de libertadores já pode ser sentido. O São Paulo foi muito superior durante todo o jogo, mas nem por isso saiu vencedor. Aproveitar as chances é fundamental para evitar qualquer tropeço desnecessário.

Rodrigo Caio disputa a bola na partida contra o Cesar Vallejo. (Foto: Getty)

Rodrigo Caio disputa a bola na partida contra o Cesar Vallejo. (Foto: Getty)

Na próxima quarta-feira, no Pacaembu, uma vitória simples do tricolor, garante a vaga da equipe paulista na fase de grupos da libertadores 2016.

A partida

Jogando contra a equipe peruana, o São Paulo começou o jogo pressionando o adversário. Antes dos 15 minutos, duas bolas na trave. Aos nove minutos, Bruno foi até a linha de fundo e cruzou. Alan Kardec cabeceou e a bola bate no travessão, pingou no chão e saiu. O time do São Paulo pediu gol, mas a arbitragem manda seguir, a bola entrou. Três minutos depois, boa troca de passe, do tricolor, Ganso saiu na cara do gol e chutou na trave.

O São Paulo jogada no campo do adversário, trocava bolas no campo de ataque, mas não conseguia converter em gol. Aos 17 minutos, Ganso enfiou boa bola para Mena. O lateral foi até a linha de fundo e cruzou. Centurión, livre, cabeceou em cima do marcador.

O César Vallejo, sabedor da diferença técnica entre as equipes, resolveu arriscar e mostrou qualidade. Na primeira chance que teve, converteu num golaço. Alejandro Hohberg dominou na ponta esquerda, puxou para o pé direito e finalizou no ângulo esquerdo de Denis.

Depois do gol, o São Paulo permaneceu com o controle do jogo, porém, sem o mesmo ímpeto inicial. Com troca de passes no meio e muitos passes errados, o tricolor começou a dar espaços para o adversário que passou a ter mais confiança e atacava mais.

Aos 35 minutos, Daniel Chavez driblou Rodrigo Caio e finalizou com muito perigo. A bola passou rente a trave direita do gol de Denis.

O São Paulo só voltou a chegar perto aos 38 minutos. Mena tocou para Ganso, que fez corta-luz. A bola ficou com Michel Bastos, que avança e soltou a bomba, mas pegou muito embaixo da bola. Na sequência, Thiago Mendes e Kardec fazem tabela. O volante invadiu a área e a bola bate no goleiro Libman.

Parecido com no primeiro tempo, o São Paulo começou o segundo em cima do adversário. Em dois lances, Hudson chegou com perigo. Na melhor delas, o volante tabelou com Ganso, dominou no peito e soltou uma bomba com estilo, mas o goleiro Libman fez ótima defesa.

Depois que o tricolor permanecia no ataque, mas não conseguia finalizar, Bauza resolveu mexer. Fez a estreia do recém chegado do Boca Junior, Calleri, no lugar de Alan Kardec.

O jogo passados os 15 minutos iniciais, ficou mais cadenciado, com o São Paulo dominando o jogo, mas sem pressionar como devia. E de uma jogada despretensiosa, de longe, aos 20 minutos, empatou o jogo. Ganso deu bom lançamento, o estreante Calleri ganhou de na força e na velocidade de Cardoza e deu um toque por cobertura, encobrindo o goleiro Libman.

O César Vallejo parecia satisfeito com o resultado. Ciente da diferença entre as equipes, o time pouco se arriscava ao ataque. O goleiro Denis pouco participou do segundo tempo.

O tricolor mantinha a posse de bola, mas não finalizava a gol. Cansado com o inicio de temporada, o São Paulo controlou o jogo e fez as alterações para dar ritmo para outros atletas. Entraram Carlinhos e Wesley.

Nos minutos finais o São Paulo fez uma pressão enorme, mas a bola não entrou e a partida terminou empatada.