ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo joga para o gasto e vence Mirassol.

Jogando o suficiente Tricolor bate Mirassol no Morumbi por 2×0.

Por Paulo Edson Delazari

Luis Fabiano foi o autor do primeiro gol do Paulistão 2013. (Foto: Ale CAbral / Futura Press)

A bola começou a rolar para o São Paulo, neste sábado o Tricolor fez sua primeira partida oficial na temporada de 2013. E a equipe do técnico Ney Franco iniciou a sua caminhada no Campeonato Paulista com uma vitória por 2 a 0 sobre o Mirassol, no Morumbi. Os gols do duelo foram marcados por Luis Fabiano, no primeiro tempo, e Jadson, já na reta final do confronto. 

Ainda sem entrosamento e a perna pesada devido o início de temporada, o time anfitrião abriu a contagem com gol de Luis Fabiano, ainda no primeiro tempo. No início da etapa complementar, Rogério Ceni teve bastante trabalho para segurar o ataque do Mirassol, que não conseguiu aproveitar os instantes de superioridade, foram três belas defesas do arqueiro que ainda viu seu travessão tremer após chute de Alex Silva do Mirassol.

Logo depois, Jadson deu a resposta aos visitantes e decretou o triunfo do time de Ney Franco, que tem, na quarta-feira, o compromisso da pré-Libertadores, no estádio do Morumbi. O Mirassol volta a campo na quinta, para encarar o União Barbarense, pelo Paulistão. 

Rogério Ceni deixou o campo neste sábado convencido de que o time tricolor ainda precisa de reforços para o ataque depois da saída de Lucas, para o Paris Saint-Germain, no final do ano passado.

“Acredito que ainda é necessário a chegada de um ou dois jogadores de lado de campo porque o Osvaldo cansa”, disse o goleiro e capitão tricolor sobre o companheiro ofensivo de Luis Fabiano neste sábado. 

O jogo 

O São Paulo sentiu um pouco a falta de entrosamento no início da partida, principalmente na tentativa de Ney Franco encaixar Jadson e Paulo Henrique Ganso juntos na armação. Assim, as principais jogadas se concentravam na velocidade de Osvaldo pela esquerda, sem conseguir emplacar lances de perigo nos lances iniciais. 

Porém, aos 12 minutos, uma ótima troca de passes resultou no gol do time da casa. Ganso tocou de letra na esquerda para Osvaldo, que cruzou para o meio da área, onde Luis Fabiano completou de primeira para marcar o gol. Depois do revés, a equipe do interior tentou responder, mas foi bloqueada pelo sistema ofensivo tricolor.

Aos 23, Jadson tocou na área para Luis Fabiano, que driblou o goleiro Diego e caiu na chegada do zagueiro Welton Felipe. O árbitro Raphael Claus considerou a jogada normal, para desespero do atacante são-paulino. Ao mesmo tempo, o Mirassol exibiu dificuldades ofensivas, com Lúcio chamando a responsabilidade para afastar o perigo dos arredores da meta de Rogério Ceni e até dando broncas quando os adversários caíam.

Além disso, o defensor se lançou ao ataque. Carleto bateu escanteio, Rhodolfo desviou na primeira trave e a bola sobrou na segunda para Lúcio, que furou ao tentar mandar de primeira. O defensor também se arriscou com a bola nos pés, quando puxou contragolpe e serviu na área para Luis Fabiano, que tentou devolver, mas sem sucesso.

Nos minutos finais da etapa, Douglas sentiu uma lesão e recebeu atendimento médico, mas permaneceu em campo até o intervalo, quando foi substituído pelo improvisado Paulo Miranda.

Para surpresa do torcedor presente no Morumbi, o Mirassol voltou melhor ao segundo tempo. Enquanto o São Paulo não avançava, Andrezinho bateu falta rápida na esquerda e Felipe Lima girou para arrematar, exigindo defesa de Rogério. Pouco depois, Rodrigo Possebon aproveitou a demora do sistema defensivo são-paulino e bateu forte, para defesa do goleiro.

Aos 13, Gian subiu mais que a zaga em bola alçada na área e cabeceou no canto, mas Rogério se esticou para defender. Acuado, o São Paulo ainda levou mais um susto, em chute forte da direita de Possebon, que acertou o estômago de Ceni, atendido pelos médicos.

Ao perceber a dificuldade de sua equipe, Ney Franco fez duas mudanças, também com a intenção de poupar um pouco Luis Fabiano e Ganso, que foram substituídos por Aloísio e Cañete. Porém, o time local seguiu inferior, e Alex Silva soltou um foguete da entrada da área, carimbando o travessão.

Na sequência, o São Paulo melhorou e conseguiu equilibrar as forças. Cañete roubou a bola na entrada da área, invadiu e finalizou com força para acertar a trave esquerda. No lance seguinte, Jadson recebeu cruzamento rasteiro e bateu, mas a bola parou na marcação.

O técnico Ivan Baitello fez também duas alterações, com Borebi e Adilson Bahia nas vagas de Caion e Arnaldo, mas o São Paulo já tinha despertado. Aos 36, Jadson recebeu na meia-lua, girou e bateu forte e rasteiro, no canto direito do goleiro Diego para fazer o segundo gol. 

 

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 2 X 0 MIRASSOL

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 19 de janeiro de 2013, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Mauro Freitas e Renata Ruel de Brito
Cartões amarelos: Rhodolfo e Jadson (São Paulo). Arnaldo (Mirassol)
Público: 14.783
Renda: R$ 403.652,00
GOLS: SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 12 minutos do primeiro tempo. Jadson, aos 36 minutos do segundo tempo
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas (Paulo Miranda), Lúcio, Rhodolfo e Carleto; Wellington, Denilson e Ganso (Cañete); Jadson, Osvaldo e Luis Fabiano (Aloísio)
Técnico: Ney Franco


MIRASSOL:
Diego; Arnaldo (Adilson Bahia), Welton Felipe, Gian e Andrezinho; Alex Silva, Mineiro, Rodrigo Possebon (Leomir) e Camilo; Felipe Lima e Caion (Borebi)
Técnico: Ivan Baitello