ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo tira invencibilidade do Corinthians e se classifica!

 Com dois gols e três expulsões, São Paulo vence com sobra e avança para as oitavas.

Por Vladimir da Costa

Numa atuação acima do esperado e com Sandro Meira Ricci todo atrapalhado, o jogo garantiu os dois brasileiros do grupo da morte na próxima fase da libertadores.

A última rodada foi mais tranquila do que qualquer torcedor são-paulino esperava. Com o espírito de libertadores, o tricolor do Morumbi partiu pra cima, dominou toda a primeira etapa e não deu chances para o Corinthians que atuou de forma muito apática. Sem a movimentação frequente, e a chegada de Renato Augusto e Elias, o Corinthians pouco chegou perto do gol de Rogério. Piorou ainda mais quando Emerson Sheik foi expulso, infantilmente, aos 20 minutos.

Luis Fabiano comemora o primeiro gol da partida. (Foto: Luis Moura / Gazeta Press)

Luis Fabiano comemora o primeiro gol da partida diante do Corinthians. (Foto: Luis Moura / Gazeta Press)

A partir daí, o jogo que tinha um time com mais vontade, passou a ter um time com mais vontade e com um jogador a mais. Com cruzamentos vindo principalmente da esquerda, o tricolor chegou ao primeiro gol, com Luis Fabiano. A pressão continuou e Michel Bastos fez o segundo, numa atuação exemplar do tricolor.

O segundo tempo foi bem abaixo do primeiro. Ainda mais depois da besteira de Luis Fabiano que fez uma bela primeira etapa e perdeu a cabeça sem razão, sem expulso de forma correta, mas levou junto com ele Mendoza, que havia acabado de entrar.

O São Paulo ainda acertou a trave com Denilson, mas com o Corinthians entregue, diminuiu o ritmo e administrou o resultado.

Classificado, o São Paulo que voltou a jogar bem, terá que manter o nível para a próxima rodada. O tricolor, que ficou com 12 pontos, terá pela frente o Cruzeiro. Já o líder Corinthians, que fez um ponto a mais, terá o Guarani, do Paraguai pela frente.

O jogo

O São Paulo entendeu que o jogo era decisivo e partiu pra cima do Corinthians desde o inicio da partida. Aos dois minutos, bola cruzada na área e Dória cabeceou rente a trave de Cássio.

O alvinegro jogava na dele, sem a pressão da vitória, deixava o tricolor tocar a bola com certa liberdade até a intermediária, a partir daí, a marcação dobrava e complicava as ações ofensivas dos donos da casa.

Ricci mostra cartão vermelho para Emerson. A arbitragem foi aquem do que foi a partida. (Foto: Sergio Barzaghi / Gazeta Press)

Ricci mostra cartão vermelho para Emerson. A arbitragem foi aquem do que foi a partida. (Foto: Sergio Barzaghi / Gazeta Press)

A primeira chegada do Corinthians foi semelhante. Aos 10 minutos, Jadson cobrou falta pela direita e o zagueiro Felipe cabeceou para fora. Aos 15 minutos, o São Paulo chegou novamente pelo alto, com Luis Fabiano, em cruzamento de Reinaldo, mas a bola, mais uma vez, saiu a direita do gol corinthiano.

A partida tomou um rumo diferente quando Emerson levou vermelho. Aos 20 minutos, Toloi e Sheik se desentenderam e o atacante resolveu revidar, tocando o calcanhar do zagueiro de leve. Sandro Meira Ricci viu exagero do jogador alvinegro e deu vermelho direto, também de forma exagerada.

A expulsão acalmou os ânimos das equipes. O São Paulo passou a jogar mais tranquilo e continuava trocando passes, mas de forma mecânica. Não havia ultrapassagem, o que facilitava a forte defesa corinthiana.

Michel Bastos sai para o abraço depois de marcar o segundo gol da partida. (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Michel Bastos sai para o abraço depois de marcar o segundo gol da partida. (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Mas a sólida defesa também falha. Aos 31 minutos, Michel Bastos e Reinaldo trabalharam a bola na ponta, o lateral cruzou para o meio da área, Hudson falhou no chute e a bola ficou limpa para o artilheiro. Luis Fabiano ajeitou e soltou o pé, cruzado, sem chance para Cássio.

O Corinthians parecia desmotivado, sem aquele brio era totalmente controlado pelo São Paulo em campo e não demorou para sair o segundo.  Michel Bastos chutou de fora da área e contou com a ajuda de Cássio para ampliar e fazer o Morumbi vir abaixo.

Perdendo, o Corinthians voltou para a segunda etapa com o rápido Mendoza no lugar do Vagner Love, que pouco fez na primeira etapa.

O São Paulo continuava com mais domínio de bola, mas sem a facilidade da primeira etapa. O Corinthians buscava mais a partida.

O Corinthians não fez conseguiu manter o padrão e foi dominado pelo São  Paulo. (Foto: Ernesto Rodrigues/Folhpress)

O Corinthians não fez conseguiu manter o padrão e foi dominado pelo São Paulo. (Foto: Ernesto Rodrigues/Folhapress)

Aos 10 minutos, o destemperado Luis Fabiano aprontou mais uma e foi de novo expulso. Em dois minutos, o atacante levou amarelo por reclamação, e depois se enroscou com Mendoza, simulou um tapa no rosto sem precisar e foi expulso.  Assim como Mendoza. O São Paulo passou a jogar com 10 e o Corinthians com 9.

Aos 15 minutos, a primeira boa chance do segundo tempo. Denilson recebeu passe de calcanhar de Ganso, invadiu a área e chuta rasteiro, na trave de Cássio.

Aos 24 minutos, Danilo entrou no lugar de Renato Augusto, que sentiu uma entrada de Reinaldo e não tinha mais condições de jogo.

O jogo caiu de ritmo e a torcida foi atendida. Centurión entrou no lugar do volante Denilson.