ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo vai a MG e trás bom empate diante do Cruzeiro.

Mesmo não apresentando um bom futebol o tricolor encontrou forças para empatar nos acréscimos em Uberlândia.

Por Paulo Edson Delazari
Antônio Carlos comemora gol de empate, 6º na temporada. (Foto: Rubens Chiri)

Antônio Carlos comemora gol de empate, 6º na temporada. (Foto: Rubens Chiri)

Dois times de melhores campanhas na história dos pontos corridos, São Paulo e Cruzeiro entraram em campo na busca da liderança do campeonato brasileira. Jogando em Uberlândia, no Estádio Parque do Sabiá, o São Paulo mostrou claramente o desejo de jogar nos contrataques, mas o Cruzeiro se armava da mesma maneira. Com uma marcação muito grande por parte das equipes, o que pouco se viu foi um futebol apresentável, resultado disto foi o empate em 1 a 1 com gols de Julio Batista para O Cruzeiro e antônio Carlos para o São Paulo, nos acréscimos.

Com o empate o São Paulo chegou a 4 pontos e se encontra na segunda colocação do campeonato, graças ao saldo de gols. O Tricolor volta a jogar no próximo sábado no Morumbi Às 18h30m contra o Coritiba. O Cruzeiro por sua vez está em terceiro com o mesmo número de pontos e volta a jogar na quarta-feira, às 22h (de Brasília), o atual campeão brasileiro encara o Cerro Porteño, em Assunção, pelo duelo da volta pelas oitavas de final da Libertadores da América.

O jogo

As duas equipes apostaram na marcação sob pressão para o início da partida. Mesmo assim, o Cruzeiro criou chance em chute de Willian, que recebeu de Everton Ribeiro pela esquerda, puxou para o meio e arrematou nas mãos de Rogério Ceni. Por outro lado, Boschilia também finalizou de fora da área, errando o alvo.

Douglas sentiu a parte posterior da coxa e teve de dair. (Foto: Rubens Chiri)

Douglas sentiu a parte posterior da coxa e teve de dair. (Foto: Rubens Chiri)

Ainda no começo do jogo, o técnico Muricy Ramalho teve de fazer uma alteração, pois o lateral direito Douglas sentiu lesão e foi substituído por Luis Ricardo. Com dificuldade dos dois times em invadir a área, Alexandre Pato tentou achar uma solução finalizando de fora da área, mas mandou sem direção, por cima do gol.

A primeira, e única, grande chance do primeiro tempo saiu aos 23 minutos. Depois de cobrança de falta para a área, três cruzeirenses apareceram livres diante de Rogério Ceni, mas Ricardo Goulart desperdiçou a oportunidade, cabeceando para fora. Do outro lado, o Tricolor seguiu buscando apenas em chutes de fora da área, sem eficiência. Quando o time visitante investiu na jogada aérea, Alexandre Pato não alcançou.

Já no fim da etapa, a torcida são-paulina viu um motivo para ter esperança, pois o árbitro assinalou falta perto da área, ao observar toque de mão de Henrique em disputa com Alexandre Pato. Fábio é o goleiro que mais sofreu gols de Rogério Ceni, mas o capitão são-paulino bateu por cima do travessão.

O São Paulo voltou ao segundo tempo mais presente no ataque, e Alexandre Pato cruzou por baixo no primeiro minuto para Luis Fabiano, mas Samudio tirou antes de o centroavante dominar. A resposta do Cruzeiro foi fatal. Dedé roubou a bola na zaga e fez o lançamento para Willian, que driblou Rodrigo Caio e sofreu falta, na meia-esquerda. Assim, aos quatro minutos, Júlio Baptista fez a cobrança muito bem, por cima da barreira para superar Rogério Ceni, que nem sequer teve tempo de se mexer.

Jogadores do São Paulo comemoram gol nos acréscimos. (Foto: Rubens Chiri.)

Jogadores do São Paulo comemoram gol nos acréscimos. (Foto: Rubens Chiri.)

Assim, Muricy Ramalho decidiu alterar. O atacante Osvaldo entrou no lugar do meia Boschilia. Mesmo assim, o Cruzeiro se posicionou bem em campo, impedindo os avanços do adversário. Uma verdadeira retranca.

Como o São Paulo passou a buscar com mais intensidade o ataque, Marcelo Oliveira percebeu que deveria incomodar também na frente e trocou, substituindo Júlio Baptista por Borges. O time mineiro se fechou ainda mais com a vantagem, mas sempre atento aos contragolpes. Porém, nos acréscimos, Antônio Carlos aproveitou cobrança de falta de Osvaldo e mandou de cabeça para as redes. Final justo para os times que pouco produziram.

CRUZEIRO x SÃO PAULO

Local: Estádio João Havelange, em Uberlândia (MG)
Data: 27/04/2014 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Gols: Julio Batista (CRU) e Antônio Carlos (SPO)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Samudio; Henrique, Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian e Júlio Baptista. Técnico: Marcelo Oliveira.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antonio Carlos e Alvaro Pereira; Souza, Maicon, Boschilia e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato e Luis Fabiano. Técnico: Muricy Ramalho.