ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo vai com reservas e empata com a Ponte Preta

Num jogo sem muito interesse o zero reproduziu bem o que foi a partida.

Por Paulo Edson Delazari

Ganso em ação como titular contra a Ponte Preta. (Foto: Rubens Chiri)

Ponte Preta e São Paulo se enfrentaram neste domingo, às 17h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, num jogo em que ambos pareciam menosprezar a matemática – a Macaca por ter um risco mínimo de cair, o Tricolor por já não acreditar na possibilidade de terminar como vice-campeão brasileiro, o que o levaria direto à fase de grupos da Libertadores – Isso fez com que o São Paulo levasse a Campinas o time reserva, já pensando na semifinal da Sul-americana contra o Universidad Católica na próxima quarta-feira.

Mas existia uma novidade, Ganso estava estreando como titular desde que chegou ao São Paulo e Ney Franco optou por ele, porém o meia sem muitas referências no ataque pouco produziu, cedendo o lugar para Cañete na segunda etapa.

Durante a partida no primeiro tempo o jogo esteve equilibrado, com ambas equipes perdendo algumas oportunidades de gol. Já na segunda etapa a Ponte Preta foi extremamente melhor teve algumas chances claras de gol que não foram concretizadas. Com o desinteresse das equipes o resultado não poderia ser outro 0x0 reproduz bem o que foi a partida.

Com o resultado a Ponte Preta foi a 47 pontos em 12º lugar, já o São Paulo foi para 63 em 4º lugar sem possibilidades ainda de terminar em segundo lugar, isto porque tanto Grêmio, quanto Atlético MG superaram os 68 pontos.

O Jogo

 

O jogo começou com boa movimentação de ambos os times e a primeira grande change surgiu ao nove minutos quando após boa troca de passes Cicero recebeu na grande área e rolou para a chegada de Maicon que bateu, o goleiro Edson Bastos fez a defesa para escanteio.

O São Paulo continuava pressionando e numa bela tabela entre Casemiro e William Jose no meio da zaga pontepretana o volante Casemiro encheou o pé de direita e Edson Bastos fez incrível defesa no canto baixo direito, no rebote Casemiro errou o chute e mandou pela linha de fundo.

Demorou, mas a Ponte Preta quando chegou foi perigosa, aos 37 minutos João Paulo tocou em diagonal para o centroavante Roger que girou e bateu de esquerda, Denis fez linda defesa, a bola ainda passou raspando a trave esquerda do goleiro.

A Macaca melhorou significativamente e no minuto seguinte num cruzamento de Rildo a bola desviou em Casemiro enganou Denis, quando Roger ia marcar Edson Silva salvou o São Paulo.

2º tempo

Na tentativa de melhorar o time o técnico Ney Franco tirou Henrique da lateral e colocou Cícero no setor, deixando Casemiro como terceiro zagueiro, a intenção de liberar os laterais não deu certo, os laterais não subiram e a Ponte tomou conta do meio campo, aos 10 minutos o primeiro susto, Roger recebeu de fora da área e bateu a bola desviou em Paulo Assunção e explodiu na trave.

Depois de três minutos Roger cruzou e Rildo tocou dentro da pequena área a bola raspou a trave de Denis.

O São Paulo queria mostrar que não estava morto desta forma Douglas em belo passe achou Ademilson, frente a frente com o goleiro chutou cruzado, mas a bola passou raspando a trave direita de Edson Bastos.

A Ponte continuou mandando no jogo e numa linda enfiada de João Paulo para Roger o centroavante deu um leve toque tirando de Denis, a bola cruzou todo o gol e saiu com muito perigo.

 

Ficha Técnica

 

Ponte Preta x São Paulo

 

Estádio: Moisés Lucarelli

Horário: 17h00

Público: não divulgado

Arbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP) apitou a partida, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Gols: –

Cartões amarelos: Paulo Assunção

 

Times

São Paulo: Denis; Douglas, João Filipe, Edson Silva e Henrique Miranda; Paulo Assunção, Maicon, Cícero e Ganso; Ademilson e Willian José. Técnico: Ney Franco.

 

Ponte Preta: Edson Bastos; Wendel Santos, Cleber, Ferron e João Paulo; Baraka, Renê Júnior, Cicinho e Nikão; Rildo e Roger. Técnico: Guto Ferreira.