ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo vence clássico e complica Corinthians no paulistão

Como a muito não se via, Corinthians e São Paulo fizeram uma bela partida, que acabou com vitória dos visitantes no Pacaembu.

Por Vladimir da Costa

No Pacaembu, Corinthians e São Paulo apresentaram o que tinham de melhor e apesar de muito se falar em Jadson e Pato, os jogadores não fizeram falta na partida, pelo menos no que diz respeito a emoção e futebol bem jogado.

Luis Fabiano é abraçado por seus companheiros depois de marcar o seu. (Foto: Marcos Ribolli)

Luis Fabiano é abraçado por seus companheiros depois de marcar o seu. (Foto: Marcos Ribolli)

Uma partida bem disputada, onde apenas jogadores do São Paulo fizeram gol, Antônio Carlos contra (2 vezes) e Ganso, Luis Fabiano e Rodrigo Caio a favor, garantiram a vitória tricolor no clássico, coisa que não acontecia desde dezembro de 2012, quando o time do Morumbi venceu o próprio Corinthians, por 3 a 1.

De quebra outros tabus foram à tona, o tricolor não vencia o timão no Pacaembu pelo Paulista desde 1993, de lá pra cá foram 4 derrotas e dois empates. Luis Fabiano não fazi gol em clássico a 896 minutos, mas isso foi encerrado no começo do segundo tempo.

A primeira etapa começou pegada, com os dois times querendo o gol. O Corinthians, apesar de mandante, jogava mais nos contra-ataques, usando a velocidade de Romarinho, que fez uma boa primeira etapa para assustar a defesa são-paulina que iria dar fortes emoções para Muricy. Apesar disso, o primeiro gol saiu de uma falha grotesca são-paulina. O zagueiro Antonio Carlos foi afastar cruzamento de Luciano, espanou, e faz contra. O gol fez o alvinegro recuar, chamando o São Paulo para o seu campo. Quando a partida estava muito disputada no meio campo, com o Corinthians com 10 homens atrás da linha da bola, Ganso foi feliz e acertou um belo chute, no ângulo empatando a partida para o tricolor.

O segundo tempo foi tão bom quanto o primeiro. Com um São Paulo mais disposto a atacar e um Corinthians mais aplicado taticamente, a vontade acabou sobressaindo a técnica. Em boa jogada pela direta, o tricolor virou com Luis Fabiano, Antonio Carlos, fez o segundo gol contra e perto do fim, Rodrigo Caio fez de cabeça e garantiu a vitória para o tricolor.

Primeiro tempo

A partida começou em velocidade, com o São Paulo chutando a gol com um minuto. Douglas recebeu fora a área e arriscou, mas Cássio fez defesa tranquila. Dois minutos depois, Osvaldo fez linda jogada pela esquerda, mas pegou mal na hora de chutar e isolou.

O Corinthians, sem Jadson, tinha em Romarinho sua força ofensiva. O atacante começou a partida buscando o jogo, arriscando jogadas individuais. Numa delas, o camisa 31 conseguiu arrumar uma falta perto da área. Bruno Henrique cobrou e mandou pra longe.

Aos nove minutos, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Luciano que bateu para o meio da área, Antônio Carlos tentou tirar, pegou muito mal na bola e fez gol contra. 1 a 0 para o Corinthians.

O Corinthians quanto tinha a bola partia em velocidade e sem ela, voltava todo para ajudar na marcação e com isso, o São Paulo tinha dificuldade para criar, assim como Ganso, que participava pouco do jogo.

Mano Menezes reclamou muito e foi expulso no final do primero tempo. (Rodrigo Capote/UOL)

Mano Menezes reclamou muito e foi expulso no final do primeiro tempo. (Rodrigo Capote/UOL)

Na metade do primeiro tempo, o jogo deu uma “esfriada”. O tricolor ficava mais com a bola, mas não conseguia chegar perto do gol corinthiano.Com um meio sem ação, os lateais eram participativos. Alvaro Pereira e Douglas apoiavam pelas pontas ,mas a defesa alvinegra conseguiam antecipar o cruzamento e dificultavam as coisas para o ataque são-paulino.

O jogo seguia bem disputado, mas com poucas jogadas de ataque. As equipes concentravam as jogadas pelo meio, que facilitava as defesas. Até que aos 38 minutos, o improvável aconteceu. Paulo Henrique Ganso pegou um chutaço, de fora da área, de canhota, no ângulo. Sem chances para o goleiro Cassio. Golaço no Pacaembu.

O final do primeiro tempo, Mano Menezes reclamou muito de um lance de jogo e acabou sendo expulso.

Segundo tempo

Com uma mudança de cada lado, o segundo tempo começou mais cadenciado, mas com o mesmo estilo, o São Paulo mais tempo com a bola e o Corinthians jogando no contra-ataque. Aos cinco minutos, a virada. Douglas passou por dois adversários com categoria, lançou na linha de fundo para Pabon, que cruzou de primeira para Luis Fabiano, chutar para o fundo das redes.

Aos oito minutos, Luciano recebeu na ponta esquerda e tocou na pequena área para Guerrero, que desviou à esquerda de Rogério Ceni, quase o empate alvinegro.

Aos 14 minutos, o empate do Corinthians. Pabón partiu em contra-ataque, mas perdeu a bola. A bola caiu nos pés de Guerrero que partiu em velocidade e marcado por dois, cruzou firme para o meio da área e o improvável aconteceu, Antonio Carlos colocou para dentro. O zagueiro não foi com firmeza na bola e acabou fazendo seu segundo gol contra na partida.

Apesar da forte marcação, Romarinho foi um dos destaques no primeiro tempo e Rodrigo Caio o salvador no fim com gol de cabeça. (Rodrigo Capote/UOL)

Apesar da forte marcação, Romarinho foi um dos destaques no primeiro tempo e Rodrigo Caio o salvador no fim com gol de cabeça. (Rodrigo Capote/UOL)

O empate deixou a partida ainda mais veloz. As duas equipes em busca do gol. Para ganhar em velocidade, o timão mexeu. Colocou Emerson no lugar de Romarinho, que caiu de rendimento no segundo tempo. A  mudança não surtiu o efeito desejado, Emerson se esforçou, mas pouco produziu na partida.

Nos últimos 15 minutos a partida deu uma diminuída de ritmo, com o São Paulo mais com a bola, mas com um Corinthians mais perigoso e veloz.

Até que aos 34 minutos, o “quinto” gol do São Paulo, o terceiro a favor aconteceu. Osvaldo cruzou da meia esquerda na medida para Rodrigo Caio, que cabeceou no fundo das redes para desempatar a partida.

Dia pra esquecer. Zagueiro Antônio Carlos fez dois gols contra na partida. (Foto: Rodrigo Capote/UOL)

Dia pra esquecer. Zagueiro Antônio Carlos fez dois gols contra na partida. (Foto: Rodrigo Capote/UOL)

Aos 40 minutos, lamentação do lado alvinegro. Guerrero partiu em velocidade, sozinho, mas sentiu a coxa e saiu de campo chorando. Como já tinha feito as três alterações, o Corinthians terminou a partida com um a menos. Com 10, o Corinthians teve dificuldade para chegar ao ataque. O São Paulo soube administrar os minutos finais e venceu o clássico contra no Pacaembu.

O Corinthians terá a semana para treinar e concentrar suas forças para a próxima partida. No próximo domingo, a equipe enfrenta o Penapolense na casa do adversário. O time precisa vencer, já que está a dois pontos atrás do Ituano e faltam apenas duas rodadas para o fim da primeira fase. A equipe do interior vai enfrentar justamente o São Paulo no fim de semana.

Já o Tricolor, começa nesta quarta-feira sua caminhada na Copa do Brasil, contra o CSA, em Maceió. Será a estreia do atacante Alexandre Pato, já confirmado por Muricy como titular.