ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo vence e garante a primeira colocação

Mesmo sem jogar bem, São Paulo vence de virada e garante a primeira colocação do Paulistão 

Por Vladimir da Costa

 

Pensando exclusivamente na partida da próxima quarta-feira, contra o Atlético-MG, no Morumbi, no jogo de vida ou eliminação da primeira fase da Libertadores, o São Paulo tentou montar o esquema tático mais próximo do ideal do próximo confronto e não teve o sucesso e o desempenho esperado diante do praticamente rebaixado União Barbarense.

Sem criatividade, poderio ofensivo e dando muitos espaços do meio para trás o tricolor não conseguiu agredir o adversário e sofreu para ganhar a partida. Bem verdade que jogou praticamente com um a menos durante todo o segundo tempo depois que Aloisio foi, infantilmente expulso, mas isso não diminuiu a preocupação de Ney Franco, que percebeu os espaços dados pela equipe que foi facilmente atacada durante boa parte do jogo e que mesmo desperdiçando um pênalti com Osvaldo, já no final, sofreu para garantir os três pontos e a primeira colocação no Paulista. Posto que garante jogar em casa até o fim da competição.

A partida

De heroi a vilão. Aloisio marca, mas depois é expulso em vitória tricolor contra o União Barbarense (Foto: Gustavo Magnussom / Foto Arena)

O São Paulo começou apostando na jogada aérea. Por duas vezes, em cruzamento na área, Osvaldo e Lúcio disputaram com a zaga do Barbarense para ver quem abriria o placar, mas nenhum dos dois conseguiu. Lucio por sua vez, que já havia marcado na partida anterior acertou a trave.

O São Paulo era melhor, mas a falta de pontaria e força quando ataca continuava. Os donos da casa por sua vez, quando atacaram foram mais eficientes. O time do interior fez boas jogadas com Caihame e viu Denis salvar uma batida de falta de Alex.

Até aos 26, Cesinha conseguiu balançar a rede. O atacante aproveitou a bobeira da zaga são-paulina, fez falsa “tabela” com Rafael Tolói e encheu a bomba antes de comemorar o primeiro gol da partida.

O São Paulo respondeu 20 minutos depois, novamente em jogada aérea. Carleto bateu falta pela direita do campo e achou Aloísio. O atacante de baixa esttura levou a melhor na jogada aérea e empatou o placar pouco antes do intervalo aos 41 do primeiro tempo.

No segundo tempo, as coisas começaram com um mau sinal para o tricolor. Aloísio entrou em conflito com o árbitro, levou o segundo amarelo e deixou o gramado sob reclamações.

Mesmo com um a menos, o São Paulo conseguiu virar um jogo em uma nova bobeira da zaga, desta vez, do Barbarense. Douglas cobrou o escanteio e César desviou com um toque de letra contra o próprio gol, sem dar chances para Walter fazer a defesa.

O São Paulo passou a ficar mais tranquilo no seu campo de defesa e evitou atacar, já que precisaria se expor muito ao risco. O União Barbarense não encontrava o caminho de furar esse bloqueio e, para isso, o treinador chegou a colocar Júlio no lugar de Bruno Pires, para fazer os donos da casa atacarem. De nada adiantou.

Já no final da partida, depois de uma jogada duvidosa, o árbitro marcou pênalti em cima de Ganso. Osvaldo bateu, mostrou o canto e perdeu a chance ampliar, mas não dava tempo para mais nada e o São Paulo venceu de virada e confirmou a primeira colocação da primeira fase do Paulistão.

Na próxima rodada, com o time reserva, os são-paulinos enfrentam o XV de Piracicaba em casa, enquanto o União Barbarense encara o Santos. Os dois jogos estão marcados para as 18h30 de sábado.