ÚLTIMAS NOTÍCIAS
São Paulo vence Santos com falha, gol e bronca de Rogério Ceni.

Goleiro tricolor se torna décimo maior artilheiro e dá recado ao presidente tricolor.

Por Paulo Edson Delazari
Michel Bastos abriu o placar com gol de falta. (Foto: Reprodução)

Michel Bastos abriu o placar com gol de falta. (Foto: Reprodução)

622_d3a6035e-f175-3692-a52d-35c5030a1a77

Osório esteve no Morumbi. (Foto: Reprodução)

Em noite fria no Morumbi, com desabafos do arqueiro tricolor Rogério Ceni e despedida de Milton Cruz, para que Osório assuma, o São Paulo venceu o Santos por 3 a 2 e assumiu a quarta colocação do campeonato brasileiro, dois pontos atrás do líder Atlético PR. Os gols foram marcados por Michel Bastos, Paulo Miranda e Rogério Ceni. Para o Santos marcou Ricardo Oliveira (2).

Mesmo tendo chegado aos 128 gols com a camisa tricolor e se tornado o décimo maior artilheiro do clube ao lado de Raí, o goleiro Rogério Ceni soltou o verbo ao ser questionado sobre sua permanência até dezembro de 2015.

” Gostaria de ficar no clube pelo que faço, não pelo marketing, ajudar o São Paulo a conseguir mais sócios eu sempre fiz e farei, mas quero o reconhecimento de quem trabalha todo dia. Dizer que tenho que ficar para almoçar, jantar, tomar café da manhã com sócio é um pouco de exagero, não tenho tempo as vezes nem de almoçar com meu filho.” disse o Rogério Ceni.

O motivo do desabafo do goleiro, talvez esteja ligado ao fato do goleiro, ainda no primeiro tempo ter discutido com a arbitragem e em falhar no segundo gol santista na partida. Nem mesmo o gol da vitória foi capaz de acalmar o goleiro. Ao ser questionado sobre sua falha, respondeu: ” A bola do Ricardo entrou e depois eu fiz o meu.”

Ricardo Oliveira fez os dois do Peixe, (Foto: Reprodução)

Ricardo Oliveira fez os dois do Peixe, (Foto: Reprodução)

A nota preocupante do jogo foi a saída de campo do lateral Bruno com um corte profundo no supercílio direito, após cotovelada de Ricardo Oliveira em lance de disputa de bola na grande área são paulina. Outro tema citado foi a oferta do Flamengo pelo meia Paulo Henrique Ganso. O meia desconversou disse que não foi informado e preferiu valorizar a vitória diante de sua ex-equipe.

Já o técnico colombiano Juan Carlos Osorio, recém-contratado, acompanhou ao duelo das arquibancadas, já que ainda não possui visto de trabalho.

Com a vitória o São Paulo chegou a dez pontos e ocupa a 4ª colocação do campeonato. O tricolor volta a jogar no próximo sábado às 22h00 contra o Grêmio. Já o Santos se manteve com cinco pontos e se encontra na 13ª posição. Voltando a jogar no próximo sábado às 18h30m na Vila Belmiro.

O jogo

Ceni recebeu amarelo por reclamação. (Foto: Reprodução)

Ceni recebeu amarelo por reclamação. (Foto: Reprodução)

O São Paulo abriu o placar aos 33 minutos do primeiro tempo. Michel Bastos bateu falta violenta de perna esquerda e acertou o canto direito de Vladimir. A bola ainda quicou no gramado na frente do goleiro antes de balançar a rede.

O Santos diminuiu nos acréscimos da etapa inicial. Uma mão na bola de Denílson dentro da área após chute de Rafael Longuine rendeu pênalti à equipe visitante. Ricardo Oliveira chamou a responsabilidade e bateu, mas Ceni defendeu. Só que espalmou para frente e deu rebote nos pés do camisa 9 santista, que não perdoou.

Na etapa final, o mesmo Ricardo Oliveira balançou as redes de novo, e logo a 1 minuto de partida. O atacante recebeu lançamento longo de Lucas Lima e bateu rasteiro, a bola passou por baixo de Ceni e estufou as redes tricolor.

E o clássico não parou por aí. Três minutos depois, gol de Paulo Miranda. Após escanteio pela direita, o zagueiro desviou de cabeça na pequena área, totalmente livre, sem marcação.

Rogério Ceni marcou o gol da vitória e se tornou o 10º maior artilheiro tricolor. (Foto: Reprodução)

Rogério Ceni marcou o gol da vitória e se tornou o 10º maior artilheiro tricolor. (Foto: Reprodução)

O empate deu novo gás ao time tricolor. Quando, aos 38 minutos do tempo complementar, Daniel Guedes derrubou Carlinhos na grande área santista. Pênalti e chance redenção para Rogério Ceni, que bateu com força, compensou o ‘frango’ e deu a vitória ao São Paulo no Morumbi.

No fim, Marquinhos Gabriel ainda foi expulso por reclamação.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 03 de junho de 2015, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
Cartões amarelos: Michel Bastos, Rogério Ceni, Paulo Miranda, Renan Ribeiro (São Paulo). Ricardo Oliveira, Lucas Otávio, Werley (Santos)
Cartão vermelho: Marquinhos Gabriel
Gols: SANTOS: Ricardo Oliveira, aos 46 minutos do primeiro tempo e a 1 minuto do segundo tempo
SÃO PAULO: Michel Bastos, aos 33 minutos do primeiro tempo. Paulo Miranda, aos 5, e Rogério Ceni, aos 39 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno (Hudson), Paulo Miranda, Dória e Carlinhos; Denílson, Souza, Thiago Mendes (Centurión), Michel Bastos e Ganso; Alexandre Pato (Luis Fabiano)
Técnico: Milton Cruz

SANTOS: Vladimir (Vanderlei); Daniel Guedes, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Lucas Otávio, Renato e Lucas Lima; Rafael Longuine (Marquinhos Gabriel), Geuvânio (Marquinhos) e Ricardo Oliveira
Técnico: Marcelo Fernandes