ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sem fazer força, Bragantino vence São Paulo

Com muitos erros, tricolor preocupa torcida logo na estreia da competição.

Por Vladimir da Costa

Com falhas já conhecidas da torcida, o São Paulo foi o único grande a tropeçar na primeira rodada do campeonato Paulista 2014. Muito parecido com o time que brigou para se livrar do rebaixamento no ano passado, o tricolor não esboçou nenhuma reação durante toda a partida. Apático e sem criatividade, o tricolor viu o time Marcelo Veiga fazer 2 a 0 sem muito trabalho.

De maneira simples, o Bragantino apresentou a proposta de jogo prática e eficiente: fechado, compacto e veloz nos contra-ataques. Foi suficiente. Com a vantagem de 2 a 0, construída em cima das falhas defensivas do 3-5-2 e do talento de Cesinha, que fez um lindo gol no jogo o time de Bragança estreou com moral contra um time que precisa resgatar a autoestima.

O jogo

Cesinha é comprimentado por seus colegas depois de marcar um belo gol diante do São Paulo. (Foto: Léo Pinheiro/Futura Press)

Cesinha é comprimentado por seus colegas depois de marcar um belo gol diante do São Paulo. (Foto: Léo Pinheiro/Futura Press)

Nos primeiros segundos de jogo, as mudanças táticas de Muricy Ramalho para 2014 já ficaram evidentes. Denilson como terceiro zagueiro, entre Rodrigo Caio e Antônio Carlos, Reinaldo e Luis Ricardo adiantados, como alas, e Wellington num posicionamento em que nada ajudou o jogador de técnica comum.

Sem volume de jogo, o Bragantino não demorou a assustar. Cesinha, com velocidade, foi quem mais levou perigo. Em uma das jogadas, conseguiu fazer com que sua equipe abrisse o placar. Após falha total de posicionamento da zaga são-paulina, Robertinho cruzou bola rasteira para a área, Rodrigo Caio e nem Luis Ricardo conseguiram tirar. Rogério Ceni ainda tentou impedir o cruzamento, mas saiu mal e não achou nada. Léo Jaime, então, completou para as redes.

Cañete, que foi reserva da Portuguesa no Brasileiro de 2013, entrou no lugar de Denilson no segundo tempo e Muricy mudou a formação. À frente, Cañete pela direita, Ademilson na esquerda e Ganso centralizado com Luis Fabiano no pivô.

Ganso foi um dos destaques negativos do lado tricolor.  (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net )

Ganso foi um dos destaques negativos do lado tricolor. (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net )

Por sinal, o camisa 9 são-paulino continua na má fase. Era triste e visível a dificuldade para dominar a bola, o levar alguma vantagem sobre o marcador, seja o lance que a bola chegava. Apesar disso, o tricolor mantinha a bola nos pés, mas não sabia o que fazer com ela. Diferente do Bragantino, que acabou com a esperança de empate do São Paulo com um golaço.

O Bragantino conseguiu ampliar com Cesinha. O atacante do Bragantino acertou belíssimo chute de fora da área, aproveitando a falta de combate do lateral Reinaldo, que marcava sem tentar o desarme. Rogério Ceni acompanhou a bola, não pulou e assistiu ao segundo gol após o preciso chute, que acabou no ângulo.

O Bragantino se fechou totalmente, e o São Paulo criou. Luis Fabiano, primeiro de cabeça e depois com o pé direito, assustou. Pouco depois, o goleiro Rafael Defendi pegava tudo. Defendeu cabeçada de Ademilson, em que a bola ainda resvalou na trave, e chute do Fabuloso, que conseguiu ganhar dividida.

O São Paulo voltará a campo na quarta-feira, às 22h, contra o Mogi Mirim. Previsão de Morumbi às moscas. A notícia mais animadora para a torcida no início de semana poderá ser o anúncio da contratação do uruguaio Alvaro Pereira, da Inter de Milão, por empréstimo.