ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sem Neymar, Santos perde outra

Revés de 3×1 para a Lusa colocou o Peixe na 11ª colocação.

Por: Mauro Ribeiro

Andre decepcionado com a derrota olha Patito. (Foto: Ari Ferreira)

Santos e Portuguesa entraram em campo na noite deste sábado para disputarem o clássico paulista da rodada. Sem contar com Neymar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Peixe foi presa fácil e decepcionou a torcida que encheu o estádio do Pacaembu. 

O jogo começou quente, com o time da baixada desperdiçando uma chance clara logo aos 6 minutos. O garoto Vitor Andrade fez linda jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Patito. O argentino furou e deixou a bola limpa para André, que a chutou por cima do gol. O Peixe continuava melhor e, aos 20 minutos do primeiro tempo, já somava quatro finalizações contra nenhuma da Lusa. 

Mas em cinco minutos, o rumo da partida mudou completamente. Aos 37, escanteio batido e Bruno Mineiro sobe livre de marcação para abrir o placar. Já aos 42, o volante Léo Silva aparece livre dentro da área e chuta forte para ampliar o marcador. 

Com a intenção de colocar o time mais à frente, Muricy sacou Juan no intervalo e mandou Bernando a campo. Entretanto, a mudança não surtiu efeito. Logo aos 2 minutos do segundo tempo, o lance mais incrível da partida. O meia Moisés saiu do campo de defesa, driblou meio time do Santos, saiu na cara do gol, driblou o goleiro Rafael e, acreditem, chutou a bola na trave. Seria um golaço! 

Aos 15 minutos, em cobrança de falta, a Portuguesa ampliaria o placar, se não fosse o goleiro Rafael. Porém, aos 17, em outro lance de bola parada, a sorte foi outra. Levantamento na área do Peixe e, novamente, Bruno Mineiro precisou de um leve toque de cabeça para transformar o resultado em goleada. 

Sete minutos depois, outra bela jogada da Portuguesa. Bruno Mineiro recebe, ajeita de peito para Moisés, que devolve para o atacante mandar a bola para fora. Linda tabelinha dos destaques da noite. 

Quando o jogo parecia estar entregue, o Santos finalmente marcou o primeiro gol. O lance aconteceu aos 29 minutos, em que, após cobrança de falta de Bernardo, André subiu mais que todo mundo para marcar o gol de honra santista. 

E foi isso. Sem Neymar em campo, o Santos tem aproveitamento de 25,4%, menor até que o do lanterna Atlético-GO, com 26,7%. O resultado de 3×1 fez o Santos cair para 11º colocado. Em compensação, a Portuguesa subiu de 14º para 12º.