ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sem novidades! Barcelona goleia Levante no Espanhol.

Messi faz dois, Neymar entra no segundo tempo e Barça faz 7 a 0.

Por Paulo Edson Delazari
Mesi foi destaque da partida diante do Levante. (Foto: AFP)

Mesi foi destaque da partida diante do Levante. (Foto: AFP)

Jogando a primeira partida do Espanhol no Camp Nou, Barcelona da show sobre Levante e goleia adversário por 7 a 0, com dois gols de Messi, um de Daniel Alves, Pedro, Alex Sanches, Fabregas e Xavi. Novidade? Não! Nenhuma somente a estreia oficial de Neymar no segundo tempo quando tudo estava resolvido, o adversário não era o Guaratinguetá, mas era algo parecido falando outro idioma.

Mesmo entre os melhores do mundo, o craque do Barcelona descobriu neste domingo, em sua estreia oficial, que os espetáculos com os quais se acostumou contra os pequenos no futebol brasileiro seguem na Liga espanhola. Mudam os adversários, não muda nada ou quase nada em campo. Ainda atrás de sua melhor forma, o jogador começou a partida contra o Levante no banco de reservas e entrou no gramado do Camp Nou somente aos 17 minutos do segundo tempo para dar a sua contribuição na goleada.

Ele finalizou uma vez com perigo, pediu bola e se movimentou bem. Tentou até mesmo pressionar na saída de jogo dos adversários e exagerou um pouco na força, levando o seu primeiro cartão amarelo no novo clube.

Martino está preocupado com a condição física de Neymar. Na última quarta-feira, em amistoso da seleção contra a Suíça, o atacante atuou durante os noventa minutos e teve atuação apagada. Desde 29 de julho no Barcelona, ele marcou presença nas viagens por Polônia, Israel, Palestina, Malásia e Tailândia durante a pré-temporada. O craque retornou das férias com um quadro de anemia, fruto de cirurgia nas amígdalas que lhe custaram sete quilos.

Além dele, foram poupados o meio-campista Iniesta e o lateral-esquerdo Jordi Alba. Eles foram substituídos por Cesc Fàbregas e Adriano, respectivamente. Affelay, Cuenca e Puyol, lesionados, foram todos deixados de fora também.

Nas arquibancadas do Camp Nou, além do técnico argentino Alejandro Sabella, também marcou presença o presidente do Newell’s Old Boys, Guillerme Llorente, clube anteriormente comandado por Tata e onde construiu a sua carreira.

No aquecimento antes do jogo, já foi possível notar uma característica diferente da nova comissão técnica, com um trabalho mais largo e organizado agora comandado pelo preparador físico Elvio Paolorosso, que chegou a colaborar com Diego Maradona no passado.

Na próxima quarta-feira, o Barcelona volta a campo provavelmente com força máxima contra o Atlético de Madrid no confronto de ida da decisão da Supercopa da Espanha, fora de casa. A escalação de Neymar entre os titulares não está confirmada. O Levante, por sua vez, recebe o Sevilla diante de seus torcedores, no domingo que vem.

O jogo

Mudou a temporada, mudaram os personagens, mas o roteiro da Liga espanhola segue o mesmo. O Barcelona sobra contra a imensa maioria dos adversários e não demorou a mostrar que nessa temporada não será diferente mais uma vez.

Chegou a ser constrangedor. Com apenas 45 minutos, a equipe já goleava por 6 a 0, somando 78% de posse de bola e 11 chutes a gol – e isso porque supostamente estava se poupando para o duelo com o Atlético de Madrid.

Aos 2, o time abriu o placar com Alexis Sánchez. Em troca de passes em torno da área, Xavi enfiou com um toque sutil para Fàbregas, que desviou até o centro para que o atacante chileno apenas completasse para as redes.

Dez minutos depois, foi a vez de Messi ampliar para 2 a 0 em chute rasteiro após entrar tabelando bonito e receber de volta de Pedro. Na última temporada, o craque argentino balançou as redes 46 vezes e pode se tornar o maior artilheiro da história do campeonato caso atinja a marca de 37 gols nos próximos meses.

Neymar e Martino a beira do campo, as novas caras do Barcelona. (Foto: Getty)

Neymar e Martino a beira do campo, as novas caras do Barcelona. (Foto: Getty)

Se ainda havia alguma dúvida sobre o ritmo que o Barcelona imporia, a resposta veio rapidamente. Daniel Alves aproveitando sobra do goleiro Navas e Pedro sendo lançado por Messi transformaram a partida em goleada com apenas 25 minutos. Ainda houve tempo para Messi cobrando pênalti e Xavi em combinação com Fàbregas fazerem 6 a 0 e aumentarem a humilhação ao Levante no Camp Nou antes do intervalo.

Na volta do vestiário, ao lado de Jordi Alba e Iniesta, Neymar iniciou o trabalho de aquecimento para os aplausos dos 73.812 torcedores presentes no estádio. A equipe catalã seguiu chegando com a mesma facilidade ao gol adversário, mas pecava pela displicência nas finalizações, deixando passar a oportunidade de construir um placar histórico.

Aos 17 minutos, veio, enfim, o momento mais esperado, com a entrada de Neymar no lugar de Alexis Sánchez. Em sua primeira bola, o brasileiro foi derrubado, mas deu sequência ao lance e saiu mancando.

Em jogada com a participação do atacante, a defesa do Levante vacilou, pensou que a partida estava parada e, ao tentar recuar para o goleiro, entregou de bandeja para Fàbregas invadir a área e deixar Pedro sozinho em condições para fazer 7 a 0.

Pedindo bola, o ex-santista chegou a fazer boa combinação com Iniesta na entrada da área e recebeu na frente para tentar encobrir Navas. Faltou um pouco de força. Em seguida, ao pressionar os adversários na saída de bola, exagerou na dose e levou o seu primeiro cartão amarelo no novo clube.