ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Souza faz dois e Bahia derrota o Palmeiras

Palmeiras peca no ataque e acaba perdendo em casa para o Bahia

Por Vladimir da Costa

Palmeiras e Bahia entraram em campo nesta quinta-feira na Arena Barueri, pela 12º rodada com propósitos parecidos, Com os dois times atuando no 4-4-2, buscando “povoar” o meio de campo para ter maior controle da posse de bola, sem contar a posição incomoda que os times estavam antes do jogo e queriam se distanciar.

A partida

A novidade no Verdão foi o atacante Obina que estreava em casa com Mazinho ao seu lado no ataque. E o atacante apresentou o cartão de visitas logo no inicio do jogo. Aos quatro minutos de partida, após boa jogada na intermediaria, Obina deu bom passe para o volante João Vitor que bateu no gol, mas Marcelo Lomba fez boa defesa. Minutos depois o mesmo Obina, após cobrança de escanteio faz o gol, mas o árbitro marca falta no goleiro do Bahia.

O jogo teve uma queda de qualidade, muitos passes errados no meio de campo com as principais jogadas de ataque saem pelas laterais, mas faltava o último passe para que alguém finalizasse ao gol. O Palmeiras forçava pela esquerda, com Juninho, mas não conseguia passar pela forte marcação baiana.

O jogo seguiu com o Palmeiras no ataque, com Obina buscando o jogo se movimentando, mas a bola não chegava para que ele tivesse a chance de finalizar. A primeira chance de gol do atacante foi aos 32 minutos de jogo. Após Daniel Carvalho dar um corta-luz a bola sobrou para o atacante na cara de Marcelo Lomba acaba perdendo boa oportunidade.

A partida continuava com o Palmeiras controlando o meio de campo, mas não conseguia produzir jogadas de ataque. O Bahia por sua vez, não criou jogadas de perigo, mas bem postado na defesa não dava chances para o ataque palmeirense finalizar a gol.

E assim prosseguiu até o final do primeiro tempo. Na saída de campo o meio campista do Bahia, Zé Roberto comentou o primeiro tempo. “A gente procurou marcar, mas estamos tendo alguns minutos de dispersão. Estamos desligados. Às vezes tem umas jogadas rápidas deles. Quem joga contra o Palmeiras tem que estar totalmente ligado. Mas a equipe está bem postada, com a bola no pé estamos tentando jogar. A gente esteve próximo de fazer o gol, o Palmeiras também”, disse o jogador.

Na segunda etapa o estreante no banco do Bahia, Caio Júnior, percebendo que seu time não chutou a gol em 45 minutos de partida fez duas alterações para chegar ao gol adversário. Tirou Kleberson que correu muito e Gil Bahia e colocou Magno e Diones, para dar novo folego aos baianos. O Palmeiras também mudou na volta do intervalo, querendo os três pontos, Felipão sacou Daniel Carvalho e colocou em seu lugar o atacante Maikon Leite.

O Palmeiras seguiu com o controle do jogo, mas assim como no primeiro tempo, não finalizava a gol, o Bahia por sua vez buscava o contra-ataque para levar algum perigo ao gol de Bruno. Percebendo isso, antes dos quinze minutos da segunda etapa, mais duas mudanças, Barcos entrou no lugar de João Vitor e Patrick no lugar de Obina, que parecia sem ritmo. O Alviverde não conseguia criar chances de gol e aos pouco o Bahia começava a gostar do jogo, mesmo com menor posse de bola, o time baiano parecia mais inteiro na partida.

Souza comemora um de seus gols contra o Palmeiras em Barueri (Fernando Donasci/UOL)

E o velho ditado veio a calhar. Mesmo com controle da partida, sem sofrer nenhuma pressão durante boa parte do jogo, o Palmeiras pecou por não marcar e acabou sofrendo o gol. Aos 22 minutos Lulinha recebeu bom passe de Souza na grande área e Artur, ao tentar fazer o corte, derrubou o atacante. Pênalti que Souza bateu bem colocado, deslocou Bruno e abriu o placar. Bahia 1 a 0.

Com o gol, ao invés do Palmeiras marcar sobre pressão, buscando o empate, quem melhorou na partida foi o Bahia. Com mais posse de bola e mais tranquilo em campo a equipe baiana quase chegou ao segundo com Zé Roberto, mas Bruno fez bela defesa.

O Palmeiras não se encontrava no jogo e por isso acabou encontrando a derrota. Aos 36 minutos da etapa complementar, Zé Roberto recebeu pela esquerda e chutou para o gol, mas o goleiro palmeirense defendeu, a bola caiu nos pés meia que rolou para Souza de bico chutar para o fundo do gol do Palmeiras, ampliando ainda mais o sofrimento palmeirense.

Já era tarde para qualquer reação Alviverde e os minutos que se seguiram foram de muito toque de bola, esperando o final do jogo, mas antes que ele acabasse, ainda deu tempo para Felipão deixar o banco mais cedo. Aos 47 minutos, depois de muita reclamação com o árbitro da partida Antônio Frederico de Carvalho Schneider (RJ) em um lance com o atacante Barcos e o volante do Bahia, Felipão falou muito e acabou expulso.

Com a vitória o Bahia chegou aos 11 pontos, passando o próprio Palmeiras que permanece com 10 na décima sexta posição, beirando o rebaixamento. Na próxima rodada o Palmeiras vai a Minas Gerais enfrentar o Cruzeiro às 18h30e o Bahia recebe o Corinthians em Pituaçu às 16h.

This week’s midweek post is a brief introduction to https://pro-essay-writer.com/ a useful web site for educators