ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Sul-americanos Brilham em rodada da Premier League

Argentinos e Uruguaio ajudam suas equipes a vencerem seus jogos

Por Vladimir da Costa

A rodada não poderia ter um confronto melhor para abrir a 12º da Premier League.

Neste sábado, o Arsenal não tomou conhecimento do Tottenham no Emirates Stadium. Os Spurs, mesmo jogando fora de casa, foram pra cima e abriram o placar aos nove minutos. Vertonghen lançou da zaga, a bola chegou em Defoe que entrou livre e chutou cruzado. O goleiro Szczesny defendeu, mas, no rebote, Adebayor mandou para o fundo das redes.

Expulsão de Emmanuel Adebayor mudou o rumo da partida (AFP)

Sete minutos depois o mesmo Adebayor foi expulso e dai pra frente só deu Arsenal. No minuto seguinte da expulsão os donos da casa chegaram ao empate. Walcott, de dois metros de altura subiu para cabecear no ângulo e empatar a partida.

Aos 40 minutos, Podolski aproveitou sobra de uma boa jogada de Cazorla, e bateu para virar a partida. Aos 45, novamente Cazorla fez grande lance pela esquerda e cruzou rasteiro para Giroud, que só completou para o gol. 3 x 1 no primeiro tempo para os Gunners.

Com o placar a favor e um jogador a mais, os donos da casa tiveram tranquilidade para chegar ao quarto gol. Aos 14 minutos a bola chegou em Walcott que dominou e lançou Podolski pela esquerda. O alemão cruzou rasteiro e Cazorla fazer o seu.

Bale ainda diminuiu o prejuízo aos 25 minutos, mas a tarde era de Walcott. O jovem atacante da seleção recebeu na entrada da área e bateu colocado, para decretar a goleada no clássico londrino.

Agora, com 17 pontos os Spurs ficam mais longe da zona de classificação para a Champions. Já os Gunners, com 19 pontos assumiu a sexta posição e está a 11 do líder. Manchester City.

Mais tarde, mais duas goleadas.

Em Anfield Road, um duelo direto na parte de baixo da tabela, o Liverpool venceu o Wigan por 3 a o e continua sua luta para chegar na parte de cima.

Luis Soares continua impossível no Liverpool atacante fez dois nesta sábado (Foto: AP)

Com ótima atuação de Luis Soarez, os Reds chegaram aos 15 pontos na competição.

O atacante uruguaio, sempre brigador, marcou duas vezes no segundo tempo e justificou as especulações de que o Manchester City irá atrás de contratá-lo na próxima janela. O valor falado ultrapassa os R$ 160 milhões. O terceiro foi de José Enrique.

Também atuando em seus domínios o Manchester City não tomou conhecimento do Aston Villa e aplicou um sonoro 5 a 0. De quebra o atual campeão ainda assumiu a liderança da competição.

Apesar do primeiro gol ter saído apenas aos 43 minutos do primeiro tempo, o entrosamento da dupla argentina fez a diferença no segundo tempo e os Citizens atropelaram o Aston Villa que segue na zona de rebaixamento.

Kun Aguero, David Luis e Teves marcaram na goleada dos Citizens contra o Aston Villa (Getty Images)

David Silva marcou no primeiro tempo e depois só deu a dupla argentina. Aos nove do segundo Agüero ampliou de pênalti. Aos 20 minutos, também de pênalti, Tevez fez o terceiro. Tevez deu de presente para o companheiro de seleção que não perdoou e fazendo quatro a zero. E o City continuava avassalador. Aos 29 minutos, depois que Nasri cruzou na área, o Argentino que esteve muito próximo de deixar o clube fez o quinto e fechou o caixão do adversário.

Agora, o City tem 28 pontos, um a mais que o outro lado do Manchester, o United que joga ainda hoje contra Norwich City.

O Chelsea, que vinha na cola dos lideres não conseguiu vencer fora de casa e se afastou dos lideres. O time que todos corinthianos estão de olho no momento não conseguiu superar a surpresa da competição, West Bromwich, que venceu os Blues por 2 a 1 e chegou aos 23, somente um ponto atrás do Chelsea.

Mais tarde, já sabendo que havia sido ultrapassado pelos Citizens, o Manchester United foi a Norwich pegar o time local e o resultado não foi o esperado. Mesmo com time completo e Van Pierce no ataque, a equipe foi não conseguiu demonstrar a tradicional superioridade e passou o primeiro tempo em branco.

No segundo tempo, empurrado por sua torcida no acanhado estádio, Carrow Road, os canários chegaram ao gol aos minutos. Javier Garrido avançou livre pela esquerda e fez cruzamento perfeito na primeira trave. Anthony Pilkington se adiantou para cabecear para o fundo das redes.

O que se viu depois foi um Manchester empurrando os donos da casa para dentro do seu campo mas sem efetividade e o placar acabou ficando mesmo 1 a 0 para os donos da casa.

Com o resultado o United viu seu rival de Manchester pular na frente e ficar um ponto a frente com 28 contra 27. Já os donos da casa chegaram aos 14 pontos, e subiram para a 13ª colocação.

Anthony Pilkington comemora o gol da vitoria do Norwich City Foto: Getty