ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Timão chega à Argentina para grande final.

A final tão esperada pela nação alvinegra está chegando.

Por Paulo Edson Delazari

Demonstração de união. Julio Cesar e Cássio no embarque para argentina. (Foto divulgação)

Após saírem do aeroporto de Cumbica em Guarulhos amparados por uma multidão corinthiana os jogadores do timão chegaram em território argentido para uma das maiores partidas do clube, a final da taça Libertadores diante do Boca Juniors na próxima quarta-feira, em La Bombonera. O relógio marcava 17h45m quando a delegação do Corinthians desembarcou em Buenos Aires. Debaixo de forte esquema de segurança, não houve qualquer incidente e a delegação seguiu para o hotel onde ficará concentrada na capital argentina. Nesta terça-feira, a equipe fará um treino no palco da primeira decisão a partir das 19h.

O momento é de grande confiança por parte dos jogadores que no pequeno tempo que tiveram contato com os jornalistas foram enfáticos nas suas afirmações:

O atacante Emerson, que voltará ao time após ter cumprido suspensão no empate por 1 a 1 contra o Santos, disse que o Corinthians não pode temer o adversário e precisa repetir o que vem fazendo até agora na competição.

– Agora chegou o jogo que representa tudo. Uma partida como essa pode te fazer entrar para a história. Não podemos mudar nosso padrão de jogo, foi dessa maneira que chegamos na decisão. Precisamos respeitar o outro finalista, que tem uma tradição imensa, mas temos de mostrar o nosso futebol – afirmou.

O zagueiro Chicão, ressaltou a tranqüilidade da chegada alvinegra à Buenos Aires e com um discurso politicamente correto valorizou a equipe argentina.

– Não houve qualquer problema. Amanhã temos mais um treino e chegou a hora de fazer o que temos de fazer. O Boca é um grande time, assim como o Corinthians e os dois times terão de provar dentro de campo. Chegou a hora de fazer história e ser campeão – ressaltou.

Uma das preocupações alvi negra tratou de acalmar a torcida da fiel e disse que está pronto para enfrentar o Boca Juniors, mesmo diante de um entorce no tornozelo momentos antes do embarque enquanto fazia o último treino no CT Joaquim Grava.

– Escorreguei e torci o tornozelo, mas não preocupa, estou 100% para a partida. Agora é hora de controlar a ansiedade – disse.