ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Timão vence o Mengão no clássico das multidões

Virada corinthiana contou com gol de Emerson Sheik em sua volta

Por Eduardo do Carmo

O Pacaembu recebeu na noite desta quarta-feira, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o clássico das multidões. De olho na fuga definitiva contra o rebaixamento, o Corinthians venceu o Flamengo, de virada, por 3 a 2, e subiu para a sétima colocação.
Em busca dos 45 pontos, o Timão terá a chance de chegar à zona de conforto na próxima rodada, diante da Portuguesa, sábado, às 21h, no Pacaembu. Na mesma data, o Flamengo recebe o Cruzeiro, no Engenhão, às 18h30.

Sem Paulinho e Danilo, Edenílson comanda a criação de jogadas do Timão (Foto: Ricardo Matsukawa/Terra)

As duas equipes entraram em campo desfalcadas. Pelo Corinthians, Paulinho (Seleção), Martínez (Seleção Argentina), Paolo Guerrero (Seleção Peru), Chicão (em recuperação da cirurgia de hérnia inguinal), Jorge Henrique e Danilo. Os dois últimos sofrem com lesão na coxa esquerda.

No lado rubro-negro, Cáceres (Seleção Paraguai), González (Seleção Chile) e Ramón, por força de contrato, não estavam à disposição de Dorival Júnior.

Enquanto o Mengão apostava em um meio-campo com cinco jogadores, deixando Vagner Love isolado no ataque, o Timão contava com a volta de Emerson Sheik ao ataque. O jogador cumpriu cinco jogos de punição estipulado pelo STJD e teve efeito suspensivo acatado para esta partida, que em tese, seria a última.

Outra novidade corinthiana estava no banco de reservas. Pela terceira vez, o chinês Zizao foi relacionado entre os suplentes.
Antes da partida, uma cena interessante. O técnico Tite abraçou Liedson, ex-atleta corinthiano, hoje com as cores do Flamengo, e disse: ‘’Tenho uma faixa aqui e você me ajudou muito. Não só pelos seus gols, mas pelo seu caráter. Boa sorte, fica com Deus. Gosto muito de ti’’.

Estreante, Renato Santos colocou Mengão à frente

Em sua estreia, Renato Santos deixa sua marca pelo Mengo (Foto: Ricardo Matsukawa/Terra)

A partida teve um início discreto e pouca criatividade de parte a parte. A primeira oportunidade, do lado carioca, aconteceu em lance individual, aos 17 minutos. O meio-campista Renato Abreu arriscou chute da intermediária e mandou por cima do gol de Cássio.
Aos 22, o Corinthians criou grande oportunidade para tirar o zero do placar. Douglas cruzou e Paulo André, livre de marcação, cabeceou para o chão, mas Felipe tirou para escanteio. O meia Douglas cobrou e Guilherme desviou para a rede, porém do lado de fora do gol.

A chegada seguinte do Flamengo ao ataque foi fatal. Aos 29 minutos, em cobrança de falta, Ibson alçou na área e o estreante Renato Santos desviou para as redes.

Ainda na primeira etapa, o Timão teve chance de igualar o marcador. Aos 41, Douglas cobrou falta com perfeição, mas Felipe se esticou todo, espalmou e a bola tocou o travessão antes de sair pela linha de fundo.

Edenílson e Paulo André: Virada alvinegra no Pacaembu

Na saída para o intervalo, Emerson Sheik disse que o grande problema do Corinthians nos primeiros quarenta e cinco minutos foi a distância entre os jogadores. De acordo com o atacante, o time marcou bem, mas não chegou.

No segundo tempo, a aproximação foi o diferencial para a criação de jogadas. Com isso, o Timão foi mais perigoso e chegou à virada. Aos 15 minutos, Fábio Santos avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. Edenílson, de carrinho, empurrou para a rede e deixou tudo igual.

Paulo André e Romarinho comemoram gol da virada (Foto: Ricardo Matsukawa/Terra)

Aos 20 minutos, Fábio Santos fez ótima jogada, desta vez pela direita, e chutou cruzado, muito perto da trave do goleiro Felipe. O ‘vira, vira’ veio aos 30 minutos com Paulo André, que complementou, de cabeça, o cruzamento de Douglas.

No lance seguinte, por pouco o Flamengo não chegou ao empate. Após escanteio, Renato Abreu desviou de cabeça e Welington Bruno completou para o travessão.

Emerson Sheik amplia e Liedson diminui no final

Aos 44, Edenílson foi lançado no ataque, invadiu a área e encontrou Emerson Sheik para ampliar o resultado. O Flamengo ainda diminuiu com Liedson, aos 47. Cléber Santana bateu escanteio, Adryan chutou cruzado, Cássio espalmou e Liedson aproveitou rebote para decretar o placar final: 3 a 2.