ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Tite assume culpa pelo empate do Corinthians contra Penapolense

Jogadores lamentam a diminuição do ritmo do time e demonstram que já sabiam que isso poderia acontecer.

Luiz Soares

Jogadores do Corinthians comemoram gol. (Foto: Reprodução)

Pela 15ª rodada do Paulistão 2013, ontem (27/03), no estádio do Pacaembu, o Corinthians empatou com o Penapolense em um a um e se aproxima, mas ainda está fora dos quatro primeiro colocados do campeonato. O destaque negativo é o número excessivo de empates da equipe corintiana na competição que, com 26 pontos, tem seis vitórias, uma derrota e oito jogos com o placar em igualdade. Após a partida, o técnico Tite assumiu a culpa pelo placar do jogo e mais uma vez reclamou do calendário do futebol brasileiro que pode trazer prejuízos para os objetivos dos Quatro Maiores.

O placar acabou sendo justo pelo belo futebol apresentado pelo time visitante, treinado por Pintado. Apesar do ritmo intenso do Corinthians no início da partida, ao longo do jogo o time foi diminuindo a velocidade, algo que ficou evidenciado por todos e foi destaque praticamente de todas as entrevistas após o jogo. Entre eles, o zagueiro Paulo André destacou a falta de atenção do time. “No intervalo eu já tinha mencionado que não podíamos errar. Demos uma vacilada e tomamos o gol”, lamentou o zagueiro na saída do campo.

A vacilada mencionada por Paulo André foi a jogada que originou o gol do Penapolense. Após um passe errado de Edenílson a bola sobrou para Silvinho que sozinho tocou na saída de Júlio Cesar e empatou o jogo. Com esse gol, o time de Penápolis alcança 21 pontos e sonha com a classificação para as quartas de final. “Nosso objetivo era participar do campeonato para não cair agora vamos buscar coisa melhor, classificar entre os oito primeiros”, afirmou o lateral esquerdo do Penapolense, Rodrigo Biro.

Outro destaque do jogo foi o desempenho de Jorge Henrique, substituto de Renato Augusto que deve ficar afastado por até 45 dias devido a uma lesão no último domingo durante jogo contra o Guarani, em Campinas. Mais uma vez, Jorge Henrique deu trabalho para a zaga adversário e participou ativamente do jogo até ser substituído por Willliam Arão aos 36 minutos do segundo tempo.

Para o técnico Tite, a demora em fazer essa substituição foi o fator predominante para o time visitante empatar. “Trago pra mim a culpa do empate. Ia fazer uma substituição para equilibrar o jogo e nesse demorar acabou saindo o gol”, afirmou o técnico. Mas, não foi só isso que colaborou para o empate. A diminuição do ritmo do time, a falta de chutes a gol e as lesões que começam a assombrar o time, foram outros temas abordados por Tite.

 

Para o técnico, a falta de tempo para os treinos e para uma boa pré-temporada vem trazendo prejuízos agora. “Estamos trabalhando para intensificar e transformar os espaços e botar os goleiros adversários para trabalhar mais. Mas, quando falamos em jogos de quarta e sábado, quinta e domingo, isso dificulta um pouco o trabalho. Tivemos problema de contusão do Renato (Augusto) e outros lesionados. E aí ficamos nesse dilema de escolher quem joga. Em alguns treinos, nem trabalho finalizações para não estourar um jogador”, se defende Tite.

Agora, o Corinthians se prepara para o clássico de domingo contra o São Paulo, no Morumbi. E o técnico corintiano já deu indícios que pode entrar, mais uma vez, com um time misto. “Temos um clássico agora contra o são Paulo e é um campeonato a parte, sempre digo isso. A prioridade é a libertadores, sem se eximir do campeonato paulista e vamos avaliar para ver o que é o melhor para o Corinthians”, finalizou o técnico.

A prioridade pela a Libertadores, mencionada pelo técnico é devido ao jogo de quarta-feira (03/04), às 22h, quando o Corinthians encara o Millonarios, na Colombia, em Bogotá e precisa da vitória para se aproximar da classificação para as oitavas de final da competição.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 PENAPOLENSE

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27 de março de 2013 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Risser Jarussi Corrêa
Público: 12.866 pagantes
Renda: R$ 357.042,66
Cartões amarelos: Fábio Santos, Guilherme e Guilherme Andrade (Corinthians); Jailton, Luís Felipe, Biro e Geuvânio (Penapolense)
Gols:
Corinthians: Heleno (contra), aos três minutos do primeiro tempo
Penapolense: Silvinho, aos 30 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Guilherme Andrade e Guilherme (Giovanni); Jorge Henrique (Willian Arão), Romarinho e Emerson; Guerrero
Técnico: Tite

PENAPOLENSE: Marcelo; Luís Felipe, Jailton, Biro e Rodrigo Biro; Heleno, Liel (Neto), Fernando e Guaru (Sérgio Mota); Silvinho e Val Baiano (Geuvânio)
Técnico: Pintado