ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Trio ofensivo decide e Santos vence na Vila

Robinho e Leandro Damião marcam e peixe se aproxima do grupo de cima do brasileiro.

Por Vladimir da Costa

Num final de semana repleto de confrontos diretos, o Santos entrou em campo às 18h30 sabendo do que precisava. Vencer, caso ainda desejasse sonhar com o G4. E foi exatamente isso que aconteceu na Vila Belmiro. Fazendo o dever de casa de maneira tranquila. Com um ataque poderoso, e um meia que vem se destacando, o Santos segue sua caminhada para alcançar os lideres.

Lucas Lima fez um golaço e deu duas assistências na vitória por 3 a 1 sobre o Figueirense. Damião e Robinho completaram o marcador, enquanto Giovanni Augusto descontou para os visitantes, em mais um pênalti de bola na mão.

Robinho fez mais um bonito gol na vitória do Peixe. (Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)

Robinho fez mais um bonito gol na vitória do Peixe. (Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)

Com o resultado, o Peixe chegou aos 33 pontos, a sete do G-4, na 9ª posição no Campeonato Brasileiro. Já o Figueira segue com 26, em 13º, a três pontos do Z-4. Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Atlético-MG, quinta-feira, às 20h30, no Independência. Já o Figueira recebe o Corinthians, na quarta, às 22h, no Orlando Scarpelli.

O jogo

O melhor catarinense no brasileiro mostrou o porque ficou nove rodadas sem perder. Os primeiros 25 minutos, foi 10 finalizações do Figueirense, contra quatro do Santos. Esse número mostra bem o que foi o primeiro tempo do jogo. O figueira parecia estar em casa. Trocava passes como queria e chegava com certa facilidade perto da área e sem vergonha alguma arriscavam de todos os lados.

Teve bola na trave, pênalti não marcado – mais uma vez a polêmica bola na mão. Acuado o Peixe foi totalmente dominado.

Os donos da casa tinha pouca a bola nos pés, mas contava com um ataque poderoso. O Figueirense apertava, mas se esqueceu que do outro lado tinha jogadores de alto nível. Numa das raras chances de ataque, o Santos marcou. Aos 40 minutos. Lucas Lima cruzou pela esquerda e Damião fez de cabeça.

O Figueira seguiu em cima e chegou ao empate aos 48, em pênalti (outra bola na mão) cobrado por Giovanni Augusto. Justiça pelo que a equipe jogou na etapa inicial.

O segundo tempo não teve nada de muito diferente do que foi o primeiro. Mais uma vez quem estava na Vila viu o Figueirense tocar bem a bola e ser melhor que o Santos em quase toda a etapa. Mas também viu a eficiência do Peixe, que chegou ao segundo gol em lindo chute de fora da área de Robinho, aos 11 minutos, após boa jogada de Lucas Lima.

A vantagem parcial motivou ainda mais a equipe visitante que seguia melhor. O Figueira seguiu bem no confronto, mas não conseguia aproveitar as chances que criava. Everaldo até perdeu gol na cara de Aranha. Pouco depois, aos 43 minutos, Lucas Lima mostrou como se faz, com toque por cima de Tiago Volpi, fechando o placar.  E garantindo mais três pontos para o Santos, apesar da atuação discreta.