ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Tudo igual no clássico alvinegro centenário

Santos e Corinthians deixam a desejar, fazem jogo morno e ficam no 0 a 0

Por Eduardo do Carmo

O primeiro Santos e Corinthians no ano do centenário do clássico terminou empatado. Na tarde deste domingo, no Morumbi, em jogo válido pela 10ª rodada do Paulistão, os alvinegros fizeram um duelo abaixo do esperado e não saíram do zero.

A primeira partida na história do clássico alvinegro aconteceu no dia 22 de junho de 1913, no Palestra Itália. Na oportunidade, o Santos goleou o Corinthians por 6 a 3. No entanto, hoje, no primeiro jogo do ano do centenário, as equipes não chegaram nem perto da quantidade de redes balançadas. Ela balançou apenas uma vez, mas em lance de impedimento santista. Esta partida, a de número 306 entre as equipes, marcou o 86º empate. O Timão leva a vantagem (123 vitórias) contra 97 do Peixe.

Guerrero teve boa movimentação com Pato no ataque, mas não fez gol em sua estreia no Morumbi. (Foto: Eduardo Viana/Lancepress)

O resultado manteve a distância de três pontos entre os times. Enquanto o Santos é o terceiro com 18, o Corinthians segue na oitava colocação com 15. O Peixe pode ainda perder uma posição até o final da rodada. O Mogi Mirim joga com o Guarani e tem 17 pontos. O Timão sai da zona de classificação em caso de vitória do Penapolense (13 pontos) sobre o São Paulo.

Na próxima rodada, o Santos visita o Atlético Sorocaba, domingo, às 18h30, no estádio Walter Ribeiro. No sábado, o Corinthians recebe o Ituano, no Pacaembu, sábado, às 18h30. Antes, pela Libertadores, na quarta-feira, às 22h, o Timão encara o Tijuana, no México.

Pelo Corinthians, Jorge Henrique e Chicão, lesionados, e Alessandro e Fábio Santos, poupados, não participaram do jogo. No Santos, os desfalques foram Renê Júnior (suspenso) e Miralles (lesionado).

O jogo

Aos 4 minutos, Marcos Assunção apareceu com a sua bola parada. O volante mandou para a área e encontrou Edu Dracena, que tentou de cabeça. Ligado, Cássio afastou o perigo. Aos 7, Assunção bateu outra falta e Cícero, sozinho, cabeceou para as redes. No entanto, o jogador estava impedido e o gol foi anulado.

O Timão apareceu pela primeira vez no ataque aos 11. Pato tocou para Renato Augusto, que passou por Galhardo e arriscou para defesa de Rafael. A partida caiu no marasmo e o próximo lance de perigo aconteceu apenas aos 34. Alexandro Pato fez boa jogada e mandou para Paulinho, que cruzou rasteiro. Na área, Guerrero tentou complementar, mas Galhardo salvou o Santos com carrinho na hora certa.

Aos 35, Neymar dominou pela esquerda e partiu para cima do zagueiro Gil. O atacante invadiu a área e se jogou. Os santistas pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Três minutos mais tarde, o Corinthians criou boa oportunidade. Pato driblou Marcos Assunção e tocou para Paulinho. Na entrada da pequena área, o volante cortou o goleiro, mas perdeu o ângulo. O número 8 do Timão ainda tentou o cruzamento, mas Rafael encaixou a bola.

Ralf anulou Neymar na partida deste domingo. Mais uma vez o atacante santista não fez boa apresentação (Foto: Fernando Donasci/UOL)

O Corinthians voltou melhor para a etapa final e logo aos 4 minutos teve uma chance incrível desperdiçada. Ralf fez lançamento em grande estilo e deixou Renato Augusto na cara do gol. O meia tentou por cobertura na saída de Rafael, mas mandou por cima do travessão. Aos 8, Neymar cavou pênalti e levou cartão amarelo. Aos 18, Pato foi lançado, mas Rafael saiu da área e cabeceou para a lateral

Aos 34, Marcos Assunção bateu falta e a bola carimbou o travessão. Romarinho e Emerson Sheik entraram para dar mais ação ao setor ofensivo, mas pouco fizeram. No ataque santista, Gil seguiu implacável na marcação de Neymar