ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Tudo igual. São Paulo sai na frente mas cede empate para o Grêmio

São Paulo domina primeiro tempo, mas não mantem  ritmo e acaba levando o empate.

Por Vladimir da Costa

No encerramento da quinta rodada do brasileirão o São Paulo foi até Porto Alegre para encarar o Grêmio, em busca da redenção a afirmação antes da pequena férias que o time, mas não deu muito certo.

Com Ganso e Luis Fabiano envolvidos em especulações para saberem se continuam ou não na equipe, já que ambos tem boas proposta para o exterior e aguardam o desenrolar da história, o time mostrou uma evolução na partida, mas só no primeiro tempo. O tricolor dominou os primeiros 45 minutos, não deu espaço para os donos da casa e saiu com a vantagem para o intervalo. O segundo tempo foi tudo diferente, Luxemburgo fez as alterações, colocou Elano que entrou bem na partida e atacou o São Paulo o tempo inteiro, até aos 40 minutos, quando foi premiado com o gol de empate. 1 a 1 que não agradou a ninguém. Agora, ambas com 8 pontos, voltam a atuar pelo brasileirão apenas no dia 07 de julho, após a Copa das Confederações.

 O jogo

Luiz Fabiano é abraçado por seus companheiros depois de marcar o primeiro gol da partida

Luiz Fabiano é abraçado por seus companheiros depois de marcar o primeiro gol da partida (Foto: Lucas Uebel/Preview.com)

Com as duas equipes jogando com três atacantes, a partida começou em alta  velocidade. Nos primeiros minutos, os dois tricolores optaram por jogar pelos lados do campo para aproveitar seus centroavantes de área, Barcos e Luis Fabiano.

Com alguns passes errados e faltas do meio de campo, a partida seguia brigada, apesar de poucas jogadas de ataque. A primeira foi do Grêmio. Com 10 minutos, Zé Roberto chegou na linha de fundo e cruzou nas mãos de Rogério que bateu roupa e deixou a bola escapar, mas antes da bola chegar no atacante Barcos, o camisa 1 se recuperou e botou para escanteio.

A resposta do tricolor paulista veio rápida. Ganso tocou para Luis Fabiano na intermediária que passou na base da força por Bressam, deu lindo drible em Werley, entrou na área e bateu firme, mas o goleiro fez boa defesa salvando o que seria o primeiro gol da partida. O São Paulo seguia melhor, aos 20 minutos, em boa troca de passes no ataque, a bola caiu nos pés de Wellington que mandou uma bomba  que passou perto do gol do Dida.

O São Paulo seguia melhor, mas não transformava a superioridade em chances de gols, finalizava pouco a gol e quando tinha a oportunidade não acertava o alvo.

Nos últimos 15 minutos da primeira etapa caiu de rendimento e ficou concentrada no meio campo, com um ganha e perde de bola que não levava perigo para os goleiros que só assistiam a partida até que o artilheiro resolveu aparecer.

Luis Fabiano recebeu, dominou, protegeu e bateu no canto, a bola ainda bateu na trave antes de balançar as redes e abrir o placar na Arena do Grêmio, aos 41 minutos.

Etapa Complementar

O segundo tempo começou quente, com o Grêmio correndo atrás do placar, a partida passou a mais reclamações em quase todos os lances. Aloisio e Zé Roberto se desentenderam e levaram cartão amarelo e a partida ganhou em emoção e jogadas de perigo.

São Paulo mantém histório de muitos cartões. Foram 7 cartões no jogo contra o Grêmio

São Paulo mantém histório de muitos cartões. Foram 7 cartões no jogo contra o Grêmio (Foto:Lucas Uebel/Preview.com)

Aos nove minutos, Elano chutou de longe, Rogério tentou colocar pra fora, mas não colocou força suficiente e quase mandou pra dentro do gol, a bola passou sob a trave do goleiro tricolor. Era pressão gremista.

O São Paulo quando tinha a bola buscava cadenciar a partida, tocando de lado, tentando acalmar o ímpeto dos donos da casa que buscavam o empate, principalmente quando a bola caia nos pés de Elano, que saiu do banco para incendiar o segundo tempo.

Na terceira tentativa do meia, a bola carimbou a trave. Depois de jogada pela esquerda, a bola foi cruzada na área e chegou nos pés de Elano que pegou muito bem, mas acabou acertando a trave. Rogério já estava batido no lance.

Aos 25 minutos, Elano bateu falta quase na linha da grande área, mas a bola subiu muito saindo em linha de fundo.

Como o São Paulo ficava pouco com a bola, Ney Franco sacou Aloisio para colocar o meia Maicon, para fortalecer o meio campo tricolor.

O Grêmio tentava mas não conseguia fazer seu gol e aos poucos ia diminuindo o ritmo, apesar de manter-se no campo do São Paulo, que se defendeu bem durante todo o segundo tempo, na melhor chance que teve a bola caiu em pés errados. Em jogada rápida do ataque tricolor, Luis Fabiano partiu em velocidade e tocou para Douglas que achou Juan, o lateral estava sozinho na área, mas pegou muito mal na bola desperdiçando ótima oportunidade para ampliar.

E de tanto atacar o gol do Grêmio acabou empatando. Depois de cruzamento na área, a bola chegou para Kleber, que em impedimento, fez o gol de empate.

Com o gol, a partida continuou com o Grêmio melhor, mas sem aquela força toda, o São Paulo esperou tomar o gol para atacar, mas era tarde demais e pagou caro por não jogar no segundo tempo e sair de campo com apenas um ponto.