ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Um empate que dá moral

Um clima hostil fora estádio e uma bela partida dentro

Por Vladimir da Costa

As desavenças entre Russos e Poloneses é milenar, tanto que elas foram lamentavelmente lembradas do lado de fora do estádio Olímpico de Varsóvia. Quis o destino que a partida contra sua antiga republica, Polônia, acontecesse no dia da Rússia, mas elas não foram para o campo ou as arquibancadas. Houve confusões, brigas, correria e princípio de tumulto provocado pelos Hooligans dos dois países fora do estádio, mas nada que tirasse o brilho da partida.

Dessa forma, os mais de 55 mil torcedores, pouco mais de 10 mil russos, assistiram a uma bela partida de futebol, com lances polêmicos, diversas jogadas de ataques e dois gols na partida.

O jogo

A Rússia, mais técnica, depositava suas fichas no craque da equipe Arshavin, sempre pela direita, o time russo conseguiu ser superior no primeiro tempo, buscando espaço para fazer um lançamento longo. A equipe ficava com a bola mais no pé, mas era pouco efetiva no ataque, tanto que a primeira jogada de perigo veio com a Polônia. Aos seis minutos, Obraniak, levantou na área para Boenisch cabecear, mas Malafeev fez boa defesa.
Aos 27 após boa trama pela direita, Kerzhakov fez boa jogada e tocou para Arshavin, que não alcançou a bola para completar para o gol.

Arshavin não foi decisivo nesta tarde (foto: Daniel Mihailescu/AFP)

O camisa 10 da Rússia viria a fazer o que se espera dele. Após cobrança de falta pela esquerda, Arshavin cruzou na medida para Dzagoev desviar para o fundo do gol, sem chances para o goleiro Tyton. Dzagoev, que já havia marcado dois gols na estreia contra a Republica Tcheca, se tornou artilheiro isolado da Euro 2012.

Dois minutos depois os poloneses quase empataram a partida, em um belo chute de Dudka defendido por Malafeev. Mas o restante do primeiro tempo foi marcado pelo domínio russo, com quase todas as boas passando pelo pé de Arshavin na frente, buscando espaço para deixar Dzagoev em condições de ampliar o placar, mas ficou nisso. A Rússia em seu dia saiu vencendo o primeiro tempo, mas faltavam 45 minutos para garantir a vaga para próxima fase.

Segundo tempo

Após um possível choque no vestiário, os anfitriões vieram dispostos a virar a partida. Mais veloz e disposta, a Polônia era toda ataque. Com cinco minutos, Lewandowski, em velocidade dentro da área, por pouco não fez gol. Malefeev saiu nos pés do atacante impedindo a finalização.

No toque de bola, a exemplo do primeiro tempo, a Rússia buscava conter o ânimo polonês, mas Arshavin demonstrava cansaço e errava muitos passes.

Kuba pega na veia para empatar a partida (REUTERS)

Aos 11 minutos, depois de um passe errado do craque russo, Kuba, cortou para o meio e soltou uma bomba de canhota. A bola entrou na lateral da rede, sem chances para Malefeev. O estádio veio abaixo com o empate Polonês.

A partir do gol, as chances de gols ficaram mais frequentes. Polanski teve a chance de desempatar, mas o goleiro russo estava inspirado e evitou a virada. Kuba e Lewandowski foram para dentro da área buscando o gol, a Rússia por sua vez tentava organizar um contra-ataque, sem sucesso. Acabou mesmo num empate a partida, justo por sinal, onde cada uma das equipes dominou um tempo de jogo.

Na terceira e última rodada da primeira fase, a Rússia com quatro pontos, encara a Grécia e precisa de apenas um empate para ficar com uma das vagas. Já a Polônia, com dois, pega a Republica Tcheca precisando vencer. As duas partidas serão no mesmo horário, às 15h45, no próximo sábado.

And if your initial request is turned down, https://writemypaper4me.org/ pitch a plan b