ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Um Pesadelo que não tem fim

Palmeiras joga mal, perde para o Coritiba em Casa e se complica

Por Vladimir da Costa

Jongando em “sua nova casa”, já que a equipe foi punida e não poderá mais atuar na capital, o Palmeiras foi até Araraquara para enfrentar o Coxa no confronto direto na luta contra o Rebaixamento. Num estádio novo e que recebeu bom público o Verdão demonstrou força de quem vai sair da atual situação.

Sem seus dois principais jogadores de frente, Valdivia e Barcos, machucados, Gilson Kleina optou por um ataque mais “flutuante”, sem um nove de fato, e com Tiago Real fazendo as vezes de Mago no meio campo, os palmeirenses ratificaram o que já sabiam, o chileno faz muita falta na equipe.

A mudança deu certo. Muito apático, o Palmeiras não criou e viu o Coxa vencer no final da partida, de pênalti, afundando mais ainda a equipe palmeirense.

 A partida

Com postura de time grande que é, o Palmeiras começou o jogo sabendo do que precisava, que era da vitória. Pacientemente, trocava a bola em sua intermediária, buscando encontrar espaço na defesa do Coritiba.

Abaixo da média, Luan não evitou derrota do Palmeiras (Foto: Edson Lopes Jr./Terra)

Os primeiros 10 minutos foram de conhecimento mutuo entre as equipes. O time do Palmeiras chegava ao ataque na base do toque de bola, e o Coxa optava por lançamentos longos, na tentativa de surpreender a zaga Palmeirense.

A primeira oportunidade do Palmeiras veio com Obina, depois que Henrique roubou a bola no meio campo, o zagueiro lançou Obina que foi travado na entrada da área por Luccas Claro.

Apesar de ter mais posse de boa, os muitos  passes errados prejudicavam o desenvolvimento da partida, tanto para Palmeiras quanto para o Coritiba, mesmo os passes de 5 metros parecem ser uma tarefa complicada para os jogadores. Mesmo assim, o Verdão seguia em cima, faltava apenas jogar mais pelos lados do campo, Correa e Leandro pouco subiam ao ataque.

Mesmo com o Palmeiras em cima, e atuando com dois atacantes velozes, Vanderlei teve pouco ou nenhum trabalho nos primeiros 30 minutos, assim como Bruno. Debaixo de suas metas, os goleiros apenas observavam o jogo sendo disputado entre suas intermediárias, sem perigo ao seu gol.

O primeiro tempo seguiu com um Palmeiras demonstrando impaciência em alguns lances, o que prejudicava e muito as jogadas de ataque. Do lado do Coxa, mais tranquilo, parecia que veio a São Paulo para sair com um pontinho e manter a distancia para o rival na luta contra o rebaixamento.

E os primeiros 45 minutos passaram sem que os goleiros tivesse sujado o uniforme.

Segunda Etapa

Sem mudanças, as duas equipes voltaram para a etapa complementar para apresentar um futebol mais vistoso para a torcida que compareceu em bom número na Arena da Fonte.

Os jogadores do Verdão devem ter escutado de seu treinador no vestiário a formula da vitória. E os jogadores vieram com esse pensamento para o segundo tempo. Tanto que, aos dois minutos, Luan passou bonito por Cleiton e chutou com força. A bola passou perto do gol de Vanderlei. Minutos depois foi a vez de Correa que de muito longe obrigou o goleiro do Coxa a fazer difícil defesa.

Procurando dar velocidade no ataque, Gilson Kleina sacou Luan, que pouco apareceu na partida e colocou o veloz Maikon Leite.

A partida seguiu sem jogadas de ataque, com o Palmeiras no campo de ataque, mas sem ameaçar. O gol até saiu, mas Obina, sozinho, marcou em posição ilegal.

Quem não faz?!

E de tanto esperar uma pressão, o Coritiba acabou pressionando o Palmeiras e marcou seu gol no final da partida.

Da metade do segundo tempo pra lá, o Coritiba percebeu que o Palmeiras já tinha dado tudo de si e resolveu arriscar mais. Aos 26 minutos, Rafinha mandou a bola no meio da área, a bola passou por Lincoln e a bola acertou a trave de Bruno. Quatro minutos depois, novamente Rafinha fez bela jogada pela direita e cruzou para Deivid, que em posição legal, marcou para o Coxa, o bandeirinha deu uma força para o Verdão e marcou impedimento no lance.

O Palmeiras encontrava dificuldades para passar do meio campo e com isso, o time paranaense seguia no ataque.

E com um pouco mais de qualidade, o Coxa chegou ao gol.

Depois que Correa errou dentro da área, a bola ficou com Thiago Primão, ele tocou para Everton Ribeiro que acabou sendo derrubado por Thiago Heleno dentro da área. Pênalti. Deivid cobrou bem e fez o gol aos 43 do segundo tempo.

Com gritos de “time sem vergonha”, a torcida protesta e Araraquara, contra jogadores e diretoria, dentro de campo, o time ainda teve uma chance, com Marcos Assunção. O volante teve a oportunidade de empatar a partida em cobrança de falta na meia lua, mas o chute sai forte e vai por cima do gol de Vanderlei.

Não dava tempo pra mais nada e a partida acabou com vitória da equipe visitante por 1×0.

 Agora, o Palmeiras, com 26 pontos está a nove pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento, que é o Bahia que têm 35.

E a luta continua, para ambos. Na próxima rodada o Palmeiras vai até os Aflitos, no domingo, às 16h, para uma parada dura. Contra o Náutico o Verdão segue sua saga na luta contra o rebaixamento. Já o Coritiba recebe o Bahia, em casa, no domingo, também às 16h.