Uma lástima...

Árbitro não marca um pênalti claro para o Timbu contra o Fluminense

 

Por Renato Melo

O Fluminense teve uma grande ajuda nesta sábado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Apesar da vitória de 2 a 1 sobre a equipe do Náutico, assegurando a liderança do Brasileirão, o destaque negativo mais uma vez foi à arbitragem, o nome da vez, Pablo dos Santos Alves.

O arbitro carioca, radicado no Espirito Santo, seguido por seus auxiliares Kleber Lucio Gil (SC) e Fábio Pereira (TO) deixou de marcar um pênalti indiscutível sobre o jogador Kim, do Náutico, aos 42 minutos do segundo tempo, cometido pelo zagueiro Gum do Flu, ao deslocar o atacante pernambucano no ar.

Infelizmente, com esse erro grotesco do arbitro, o campeonato fica mais uma vez marcado pela péssima qualidade dos homens que deveriam ser invisíveis aos olhos de todos dentro e fora de campo, mais ultimamente estão se tornando astros principais do país do futebol, quem sabe um dia melhora.

Pablo dos Santos Alves, 36 anos, faz parte do quadro da CBF desde 2005. Em 2011 entrou para o quadro de aspirantes FIFA.