ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Uma vitória para unir o grupo

São Paulo segue atuando sem criatividade e empata mais uma no Paulista

Por Vladimir da Costa

Querendo manter a liderança o São Paulo foi visitar a terra do ex-presidente Lula, e aproveitou para encarar o São Bernardo, time com ótima média de público entre as equipes mais “modestas“ ( 6 mil) e que vem crescendo durante a competição, principalmente quando atua em seu estádio, no 1° de maio.

Sem a principal referencia no ataque, Osvaldo e com Ganso com nova chance entre os titulares, o tricolor jogou para mostrar que tem uma equipe forte e competitiva, que pode mostrar muito mais do que vem mostrando, principalmente na Libertadores e pensando nisso, fez uma partida morna e sem criatividade contra a equipe do ABC paulista que conseguiu empatar a partida contra o São Paulo e segue com chances de classificação para a próxima fase.

O Jogo

Luis Fabiano comemora seu gol durante partida contra o São Bernardo no ABC paulista (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Atuando no 4-4-2, com Ganso ao lado de Jadson o São Paulo começou a partida em cima dos donos da casa. Forte no meio, com bom toque de bola devido aos meias, o tricolor tinha mais opções de jogo e frequentemente chegava ao ataque, tanto que não demorou para abrir o placar.

Aos 13 minutos, depois de boa trama no ataque tricolor, Wallyson recebeu bom passe de Jadson na área pela direita e o atacante deixou a bola com Luis Fabiano, livre, que teve apenas o trabalho de tocar para o fundo das redes e abrir o placar.

A vantagem no placar não acomodou o São Paulo que seguiu melhor na partida, mas apesar de maior posse de bola e controle do jogo, o tricolor forçava as jogadas pelo meio e quase sempre a zaga adversária levava vantagem.

Mesmo melhor na partida, o tricolor não chagava com perigo no gol de Wilson Junior.

E o castigo veio. Após cobrança de escanteio para o São Bernardo, a bola passou por toda a zaga são-paulina. A bola bate na perna de Denílson, que tentou afastar a bola rente à segunda trave, mas a bola entra no fundo das redes de Rogério Ceni. Empate do São Bernardo que até então não havia finalizado para o gol.

Os últimos 15 minutos da primeira etapa foram bem disputados, mas de pouca movimentação ofensiva por ambas as equipes. O São Paulo seguia com maior posse de bola, mas não assustava o gol adversário, assim como Rogério Ceni, que seguia participando pouco da partida. E assim seguiu o primeiro tempo até o final, com jogadas bem trabalhadas, mas com pouca ou nenhuma força ofensiva dos dois lados, depois do gol, a bola não chegou mais nos pés do atacante são-paulino que sumiu entre os defensores do São Bernardo.

Jogadores do São Bernardo comemoram o gol de empate contra o São Paulo. (Foto: Leonardo Soares/UOL)

O segundo tempo começou sem mudanças nos times. O São Bernardo tentava avançar pelo meio, enquanto o São Paulo buscava alternativas para infiltrar na marcação adversária que seguia marcando forte na intermediária da defesa.

Já que não dava para entrar tocando, o tricolor começou a arriscar de longe. Carleto recebeu passe na ponta esquerda e bateu firme, a bola explodiu na trave direita de Wilson Júnior, saindo pela linha de fundo.

A partida seguia muito disputada no meio campo, mas com pouco trabalhos para os goleiros, o goleiro do São Bernardo era o mais acionado e até então, dava conta do recado, salvando sua equipe quando preciso. Aos 22 minutos, Carleto cobrou falta fechada no ângulo direito, mas Wilson Junior estava lá e espalmou a bola. No escanteio, o São Paulo cobrou mal e perdeu a chance de fazer o segundo.

O São Paulo pressionava e o gol parecia questão de tempo, aos 29, Ney Franco tirou Wallyson e colocou Aloiso para dar mais velocidade pelas pontas e minutos depois quase o tricolor marca. O camisa 19 fez boa jogada na ponta direita e cruzou na pequena área, a bola desviou em Dudu, que por muito pouco não marcou o segundo gol contra da partida.

A pressão seguia forte até que a bola entrou. Carleto que fazia boa partida, avançou pela direita e cruzou, Rodrigo Caiu subiu e cabeceou firme para desempatar a partida para o São Paulo, justamente no momento que a torcida começava a ficar impaciente o polivalente volante marcou o seu para alegria de seus companheiros e principalmente para Ney Franco.

Com o segundo gol o São Bernardo passou a atacar na base do abafa, mas já era tarde para reagir e a partida acabou com vitória do São Paulo por 2 a 1.

Agora, o tricolor do Morumbi soma 29 pontos, três a mais que a Ponte Preta que joga amanhã e com uma partida a menos que a macaca.

Na próxima rodada, a 14°, o São Paulo recebe o Bragantino, no Morumbi, às 18h30 de sábado. Já o São Bernardo, no mesmo dia, vai até Penapoles, encarar o Penapolense, que também briga para entrar no G8.