ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Uma vitória que presenteia uma nação

Um jogo que entra na galeria das grandes partidas da Euro

Por Vladimir da Costa

Um dia histórico para os ucranianos. Não somente por ser a Anfitriã da Eurocopa, ou por ser a primeira participação da história do país na competição, mas sim pela forma que se desenhou a partida.

A data de hoje vai demorar para sair da cabeça dos 60 mil torcedores que foram ao estádio Olímpico em Kiev, e muito da alegria se deve a um jogador, pode-se dizer, o maior artilheiro daquele país. Shevchenko. Ídolo na Ucrânia, o jogador de 35 anos fez dois gols na estreia e de quebra, colocou a anfitriã na liderança do grupo D, com boas chances de classificação, depois do empate entre França e Inglaterra.

O jogo começou com a Ucrânia no ataque, muito em conta da empolgação da torcida, mas não conseguia chegar próximo ao gol da Suécia, que era muito consistente na defesa.

Apesar de maior posse de bola, quem teve a primeira boa chance de gol foi a Suécia, com Ibrahimovic que fez bela jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Rosenberg, mas o goleiro Pyatov antecipou.

Diferente do que se esperava antes da partida começar, era a Suécia quem jogava no contra-ataque, devido a pressão imposta pelos ucranianos. Aos 23 minutos, Shevchenko, recebeu um belo passe dentro da área, mas chutou para fora, minutos depois após falha da zaga sueca uma sobra de bola caiu nos pés de Voronin que desperdiçou.
A melhor chance da Suécia veio com outro astro em campo, aos 38 minutos, Ibrahimovic aproveitou um cruzamento que de cabeça, acertou a trave.

45 minutos finais emocionantes

Mais precisamente, 16 minutos para entrarem na história daquele país, mas quem abriu o placar foi a Suécia, com Ibrahimovic, que recebeu dentro da área e com a classe de sempre, empurrou para as redes com seis minutos.

Shevchenko comemora um dos seus gols na vitória Ucraniana (GETTY)

Nem deu tempo para comemorar. Na jogada seguinte de ataque, Shevchenko aproveitou um cruzamento pela direita e cabeceou para as redes, marcando o primeiro gol do país na Eurocopa. Levando todos presentes a loucura.
Sete minutos depois, Shevchenko fez história do futebol ucraniano. Após cobrança de escanteio, o atacante se adiantou aos zagueiros para cabecear e virar a partida.

O placar não estava nos planos da Suécia, considerada favorita por quase todo mundo, o time sentiu a virada e ficou nervoso no restante da partida. Nem as três substituições feitas por Eik Hamrén adiantaram.

A melhor chance de gol, a única por sinal, veio dos pés de Slatan Ibrahimovic, que tabelou e de primeira bateu forte para o gol, mas no reflexo o goleiro Pyatov defendeu.
A consagração do artilheiro da noite, Shevchenko, veio quando ele foi substituído aos 35. O atacante foi ovacionado pelos 60 mil presentes.

O duelo tão esperado entre Ibra e Shevchenko foi vencido pelo dono da casa, 5 anos mais velho que o colega sueco e com dois gols na partida, o ídolo dos ucranianos deu a primeira vitória, na primeira participação do país na Euro.
Agora, ambas as equipes entram em campo na próxima sexta, A Ucrânia enfrenta a França e a Suécia terá que vencer a Inglaterra, caso queira passar para as quartas de finais.

Tsar-appointed local magistrates can control service here provinces v