ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Uruguai goleia Taiti que saiu de campo aplaudido

Celeste vence o modesto Taiti e enfrenta o Brasil na semifinal da Copa das Confederações

Por Vladimir da Costa

 

Na partida entre Taiti e Uruguai, o que menos importou foi o resultado. O amadorismo da seleção do Taiti não fez frente para a forte seleção uruguaia que dominou o jogo por completo e ia fazendo seus gols a medida que ia chegando ao ataque.

Sem dificuldades alguma na marcação, o Uruguai tocava fácil e não tinha trabalho para chegar ao gol adversário e acabou fazendo muito mais do que precisava, já que a Espanha derrotou a Nigéria e com isso, uma vitória simples bastava para garantir a classificação, mas não foi o que aconteceu. O time de Oscar Tabáres fez oito  gols sem trabalho algum e aumentou o saldo negativo do Taiti.

Jogadores do Uruguai se abraçam em um dos gols marcados contra o Taiti (Foto: Juan Barreto/AFP)

Jogadores do Uruguai se abraçam em um dos gols marcados contra o Taiti (Foto: Juan Barreto/AFP)

Saldo que nada diminuiu a simpatia e o respeito adquirido junto do público brasileiro ao longo da competição. Que ao final da partida foram recompensados. Todos os jogadores do Taiti, entraram em campo com bandeiras do Brasil e uma faixa com os dizeres: “Obrigado Brasil” deram a volta olímpica no estádio para delírio do público que novamente aplaudiu a seleção que levou 24 gols em três jogos.

A partida

Muito superior tática e tecnicamente, o Uruguai dominou o jogo desde o primeiro minuto de jogo. Com os atacantes Forlan, Luis Soares e Cavani no banco, os jogadores que entraram não demoraram nada para justificar sua entrada.

Com um minuto de jogo, o Uruguai já abria o placar. Abel Hernández marcou depois de escanteio cruzado pela esquerda, de cabeça.

O Uruguai seguiu firme no ataque, variando jogadas pelos dois lados do campo, mas era pelo meio que a celeste tinha mais facilidade para chegar ao gol adversário. Aos 23 minutos, novamente Abel Hernández deixou sua marca. O atacante deu um lindo chapeuzinho em Jonathan e tocou de primeira para fazer o segundo.

Hernandez completa para o fundo do gol. O atacante fez quatro gols na partida Ricardo MoraesReuters

Hernandez completa para o fundo do gol. O atacante fez quatro gols na partida Ricardo (Foto: Moraes/Reuters)

O Taiti continuou a atuar da mesma forma, alias, a única que dava, marcar forte na defesa, para quanto tivesse a bola sair em velocidade pelos lados do campo.

Mais quem fez outro gol foi a Celeste, três minutos depois foi a vez de Diego Perez marcar. Gargano deu belo passe para o atacante que tentou de cabeça, mas a bola acertou a trave, no rebole, sem goleiro, sem ninguém a frente, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O Uruguai diminuiu o ritmo e viu o Taiti “crescer” na partida. Nos últimos 15 minutos a seleção da Oceania melhorou, passou a ficar mais com a bola, chegou na área do Uruguai por duas vezes, mas a falta de qualidade não deixava o Taiti ter melhor sorte.

E no último minuto da primeira etapa acabou levando mais um gol. Novamente Gargano lançou Hernandes, que estava livre na entrada da área. O atacante teve pouco trabalho para marcar seu terceiro gol na partida.

No segundo tempo, aos quatro minutos, pênalti para o Uruguai. Scotti bateu no canto esquerdo e Meriel pegou e foi ovacionado pelo torcedor pernambucano.

Meriel cai para defender o pênalti contra o Taiti (Foto:Marcos Brindicci/Reuters)

Meriel cai para defender o pênalti contra o Taiti (Foto:Marcos Brindicci/Reuters)

No minuto seguinte, o mesmo Scotti, jogador mais experiente do torneio, fez falta dura na entrada da área e acabou sendo expulso.

Mesmo com um jogador a mais o Taiti, manteve-se atrás, sofrendo para aguentar a pressão do Uruguai, e aos 15 minutos, Ludivion fez falta perto da área, recebeu o segundo amarelo e foi também foi expulso. Na cobrança, a bola ficou perto da área e acabou nos pés da Gargano, que limpou e bateu firme para o meio da área, Lodeiro na pequena área, teve apenas o trabalho para desviar para o gol, marcando o quinto gol do Uruguai.

Aos 20 minutos, novo pênalti para o Uruguai. Abel Hernadez tomou a bola de Lodeiro e foi para a cobrança, deslocou o goleiro e marcou seu quarto gol na partida.

Com seis gols a favor, o Uruguai diminuiu o ritmo e passou a tocar a bola no meio de campo. O Taiti por sua vez, não conseguia ameaçar o gol de Corona que só observava de longe, mesmo quando o Taiti chegava o chute era fraco, sem perigo.

Abel Hernández teve a chance para fazer mais um, mas conseguiu perder uma chance incrível. Depois de cruzamento pela direita no algo, o atacante dominou mal e com isso deslocou o goleiro, mas não conseguiu empurrar para a rede. Meriel se recuperou no lance e ficou com a bola.

Luis Soarez dois minutos depois da Celeste ter pedido com Hernández deixou o seu. O atacante recebeu com apenas um marcador, driblou e mandou com categoria para o fundo das redes, marcando o sétimo gol da partida. E deu tempo para mais um. Já no final da partida, Soarez recebeu na entrada da área e fez seu segundo gol na partida e com isso, se tornou o maior goleador do Uruguai, com 35 gols.

Agora, a Celeste terá um confronto mais difícil, contra o Brasil, na quarta-feira, às 16h, em Belo Horizonte. Já o Taiti volta para a casa com orgulho de ter participado de uma competição de alto nível e com o carinho conseguido por onde passou nos 15 dias que esteve no país.

Jogadores do Taiti agradecem o carinho recebido do torcedor brasileiro Getty Images

Jogadores do Taiti agradecem o carinho recebido do torcedor brasileiro (Foto: Getty Images)