ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Uruguai vence Nigéria e fica próximo da semifinal

Forlán faz belo gol e a Celeste fica em situação confortável na Copa das Confederações.

Por Eduardo do Carmo
Forlán marca um golaço em seu centésimo jogo com a camisa Celeste (Foto: Reuters)

Forlán marca um golaço em seu centésimo jogo com a camisa Celeste (Foto: Reuters)

O Uruguai se recuperou da derrota na estreia, contra a Espanha, e venceu o seu segundo compromisso na Copa das Confederações. Na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova, em Salvador, na Bahia, a Celeste bateu a Nigéria por 2 a 1 e encaminhou a classificação para as semifinais do torneio teste para a Copa do Mundo.

O zagueiro Lugano, ex-São Paulo, abriu o marcador, mas Obi Mikel deixou tudo igual. Com um belo gol, Forlán, atleta do Internacional de Porto Alegre, definiu o resultado.

Ao consultar a classificação do grupo B da Copa das Confederações, o fã de futebol pode achar estranho o título dessa matéria. Isso porque Uruguai e Nigéria estão com os mesmos três pontos e a equipe africana tem melhor saldo de gols, faltando uma rodada para o final da primeira fase. No entanto, os próximos adversários de cada uma das seleções são totalmente diferentes.

Enquanto a Nigéria encara a poderosa Espanha, no Castelão, em Fortaleza (CE), o Uruguai mede forças com a inocente e carismática seleção do Taiti, na Arena Pernambuco. As duas partidas acontecem no domingo, às 16h. No atual momento, a Nigéria tem quatro gols de saldo contra zero do Uruguai. Em caso de tropeço dos nigerianos, qualquer vitória interessa aos uruguaios. Se a Nigéria, porém, conseguir surpreender a Espanha e conquistar o triunfo, a vaga pode ser decidida no saldo de gols.

No outro duelo da rodada, a Espanha goleou o Taiti por 10 a 0 e só uma combinação improvável a tirará da semifinal.

Contra a Nigéria, Diego Forlán completou 100 jogos com a camisa Celeste. E a comemoração foi completa. Vitória uruguaia com gol do próprio atacante que voltou a ser o maior artilheiro da seleção sul-americana. Para o duelo contra o Taiti, o capitão Lugano está suspenso por conta do segundo cartão amarelo.

O jogo

Logo no primeiro minuto, Rodríguez aproveitou sobra de bola e mandou uma bomba para defesa de Enyeama. Na primeira oportunidade da Nigéria, Musa finalizou pela linha de fundo. Dois minutos mais tarde, Ideye bateu falta rasteira. Muslera assustou a torcida uruguaia, mas defendeu em dois tempos. Os nigerianos aproveitaram o momento e chegaram ao campo ofensivo, mais uma vez, aos 16. Musa avançou pela esquerda e bateu cruzado. O zagueiro Cáceres, bem postado, afastou o perigo.

mike_gol_efe_15

Estrela nigeriana, Obi Mikel deixa a sua marca, mas não evita derrota das Águias (Foto: EFE)

Aos 18, Forlán bateu escanteio e a zaga nigeriana tirou. Na volta, o próprio jogador cruzou rasteiro. Cavani furou, mas Lugano complementou para o fundo da rede. Com o gol, a partida caiu de rendimento. Aos poucos, a Nigéria avançou para o ataque. Aos 36, Ideye fez boa jogada e encontrou Obi Mikel, que driblou Lugano e deixou tudo igual.

No lance seguinte, um minuto depois, Lugano saiu errado e Musa quase aproveitou o vacilo. O atacante nigeriano avançou, mas chutou torto. Aos 42, o Uruguai chegou com González, que bateu de longe, mas não alcançou a meta. Aos 45, a Nigéria ainda teve boa oportunidade, mas Muslera salvou os uruguaios.

Na volta do intervalo, a Celeste aproveitou a chance inicial e ficou em vantagem no placar. Suárez roubou a bola e tocou para Cavani, que passou para Forlán. O atacante do Inter mandou no ângulo e marcou um golaço. Aos 16, Ideye tentou de bicicleta, mas finalizou para fora.

Aos 24, Cavani recebeu lançamento, invadiu a área, mas isolou na hora do chute. Já aos 26, quase um gol contra uruguaio. Pereira tirou de Ideye e quase mandou contra o próprio patrimônio. Aos 30, Cavani perdeu nova oportunidade clara. Em cobrança de falta, Forlán colocou na área e Cavani, sozinho, cabeceou pela linha de fundo.

A Nigéria ainda foi para o tudo ou nada. Aos 44, Babatunde dominou pela direita, cortou para o meio e chutou rasteiro. Bem colocado, Muslera encaixou. Já nos acréscimos, Echiejile dominou na área e bateu forte. Com o pé, Muslera salvou. O árbitro, no entanto, marcou falta de ataque.