ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Vitória que valeu a liderança do Paulistão

Focado na liderança da competição, tricolor não encontrou dificuldades para bater o Linense no Morumbi

Por Vladimir da Costa

O São Paulo entrou em campo nesta tarde de sábado com um único objetivo, ser líder da competição com uma rodada a menos que os demais e mesmo sem ter o time titular montado contra um time que ainda não havia perdido no estadual o Linense e o resultado foi mais que esperado.

Com Luis Fabiano e Osvaldo no ataque o tricolor não deu chances para o adversário na partida. Marcando em cima com Ganso e Jadson no meio campo os donos da casa não tiveram trabalho para vencer a quarta partida seguida e assumir a primeira posição da tabela.

Com gols de Jadson Osvaldo e Fabio Lima contra, fizeram o placar a favor do tricolor que agora começa a preparação para a Libertadores, na próxima quinta-feira, contra o The Strongest, às 21h30 no Morumbi.

A partida

Jadson festeja seu gol marcado contra o Linense no Morumbi diante do Linense (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Com Ganso e Jadson no meio o São Paulo criou muitas chances de gols, mas o último passe não saia e as chances de gols eram escassas, apesar de chegar com frequência ao gol adversário. Os dois meias deram melhor qualidade ofensiva, mas davam espaços para o Linense atacar.

Tanto que a primeira boa chance de gols foi do time do interior. Aos 15 minutos, o ex-São Paulo Lenilson aproveitou jogada rápida a de fora da área bateu no gol, a bola explodiu na trave, assustando Rogério que reclamou do espaço dado para o arremate.

O São Paulo tinha calma em campo e com demasiada frequência encontrava espaço no ataque para deixar Luis Fabiano em condições de marcar. O centroavante teve liberdade, escapou facilmente da marcação dos zagueiros Bruno Perone e Fábio Lima, mas pecava nas finalizações. Em ao menos três oportunidades o Fabuloso teve a chance de marcar mas perdeu. Aos 28 minutos o 9 tricolor chegou livre na frente do goleiro mas finalizou rasteiro no canto direito de Leandro Santos depois de cruzamento de Douglas.

Já que o Fabuloso não estava numa noite inspirada, Jadson tratou de marcar. Depois de bola jogada pela direita do ataque o camisa 10 recebeu dentro da área e bateu de chapa, tirando do goleiro e abrindo o placar para o tricolor no final da primeira etapa. Depois do gol, o São Paulo continuou atacando, só que com menor ímpeto e o primeiro tempo acabou mesmo 1 a 0 para os donos da casa.

Na volta do intervalo, Ney Franco optou por voltar ao esquema 4-2-3-1 tirando Paulo Henrique Ganso para a entrada do atacante Aloísio atuando aberto pelo lado direito.

Osvaldo que vive boa fase também deixou o seu (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Com Aloísio e Douglas pela direita, os são-paulinos ganharam uma forte e boa opção para atacar. Mesmo com Luis Fabiano com liberdade no ataque o atacante não conseguia colocar a bola para dentro. Leandro Santos defendeu chute à queima-roupa de Jadson. No rebote na área, o Fabuloso bateu, mas a bola desviou em um marcador e saiu pela linha de fundo.

O São Paulo diminuiu o ritmo e o Linense parecia aceitar o placar e na base do toque de bola o São Paulo chegou ao segundo gol do jogo. Depois de bom lançamento de Luis Fabiano, aos 17 minutos, Osvaldo disparou pela esquerda e bateu para ampliar o marcador no Morumbi.

Com a vantagem no placar, o técnico tricolor aproveitou para fazer novas alterações no esquema tático. Fabricio e Cañete foram colocados em campo nos lugares de Maicon e Jadson, respectivamente para dar gás novo e já pensando na partida de quinta-feira pela libertadores.

A atuação seguiu consistente, e o terceiro gol saiu após um passe rasteiro de Osvaldo procurando Luis Fabiano que estava louco para fazer o seu depois de algumas chances partidas mas no desespero, o zagueiro Fabio Lima deu um carrinho na bola e acabou marcando contra. 3 a 0 no placar e os minutos seguintes foram apenas de toque de bola, dos dois lados apenas aguardando o termino na partida que veio e junto com ela os três pontos, 19 no total e liderança garantida até amanhã, quando a Ponte Preta, com 18 pontos entra em campo para jogar buscando retomar a ponta.