ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Vitória tranquila do Corinthians sobre o Sport.

Timão impõe mando e passa fácil por Leão.

Jogadores comemoram o terceiro de Luiano. (Foto: Gazeta Press)

Jogadores comemoram o terceiro de Luiano. (Foto: Gazeta Press)

Depois das derrotas para Figueirense e Atlético-PR, a paz volta a reinar no Corinthians. Após abrir boa vantagem sobre o Atlético-MG na Copa do Brasil, o time de Mano Menezes conseguiu a reabilitação no Campeonato Brasileiro neste sábado. A equipe alvinegra recebeu o Sport na Arena em Itaquera e triunfou pelo placar de 3 a 0, em duelo válido pela 26ª rodada. Anderson Martins, Guerrero e Luciano garantiram o resultado positivo para o time paulista, apoiado por mais de 30.000 torcedores.

O Corinthians soube controlar o jogo desde o primeiro tempo. O Sport até chegou a assustar em algumas investidas, mas ofereceu pouco perigo para o goleiro Cássio. Mais consistente, o Corinthians abriu o placar aos 24 minutos do primeiro tempo. Renato Augusto cobrou escanteio com perfeição e o zagueiro Anderson Martins subiu muito bem para cabecear firme no canto esquerdo de Magrão.

O time da casa conseguiu ‘matar’ a partida na segunda etapa. Aos 27 minutos, Elias roubou a bola, tabelou com Renato Augusto e tocou para Luciano, que cruzou rasteiro para Guerrero, livre, colocar no fundo da rede. O gol acabou com qualquer esperança de reação do Sport. Já nos acréscimos, Luciano acertou belo chute e fechou o marcador: 3 a 0.

Com o triunfo em Itaquera, o Corinthians chega aos 43 pontos, na sexta posição, empatado com o Grêmio, quinto colocado, e com o Atlético-MG, quarto colocado. Já o Sport permanece com 36 pontos, na nona posição.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians visita o líder Cruzeiro, quarta-feira, no Mineirão. Já o Sport busca um resultado positivo diante do Grêmio, em Porto Alegre.

Renato Augusto orquestra Corinthians

O Corinthians começou a partida vacilando, levando finalização perigosa de Felipe Azevedo no primeiro lance, e voltou a errar aos 11 minutos, quando Gil viu Felipe Azevedo receber de Diego Souza às suas costas, na cara de Cássio. O goleiro saiu muito bem, evitando o chapéu e o gol.

Foi o que efetivamente fez o Sport no primeiro tempo. A equipe tentava se fechar com duas linhas de quatro jogadores, com Diego Souza e Neto Baiano à frente para contragolpear. Foram poucas as vezes em que se encaixaram os contra-ataques, e a equipe pernambucana não conseguiu se defender como gostaria.

Especialmente pela ótima movimentação de Renato Augusto, que tramava bem com Petros, Fábio Santos, Malcom e Guerrero, o Corinthians transitava bem entre as linhas de marcação. Os dois volantes apareciam para tabelar com o articulador, e as jogadas acabavam saindo bem pelos lados.

Guerreiro fez o segundo do timão. (Marcos Ribolli)

Guerreiro fez o segundo do timão. (Marcos Ribolli)

Guerrero já havia finalizado em lances perigosos duas vezes quando Anderson Martins ensaiou o primeiro gol, subindo com liberdade e cabeceando nas mãos de Magrão. Aos 24 minutos, após mais uma jogada construída pelo lado, Renato Augusto bateu escanteio da direita. Anderson subiu entre a marca do pênalti e a pequena área, acertando o canto esquerdo de Magrão.

O gol não mudou consideravelmente a feição do jogo, com o Corinthians evitando os ataques do Sport e avançando com boa articulação. Houve ainda duas jogadas de perigo até o intervalo, uma delas em chute de Renato Augusto. Na outra, após roubo de bola, Guerrero fez a bola chegar a Elias, que, com Malcom livre, acabou batendo no canto esquerdo para boa defesa.

Guerrero mata o jogo

A equipe da casa começou o segundo tempo já com um posicionamento mais recuado, o que não a impediu de criar e perder oportunidades. Já aos três minutos, Elias finalizou na pequena área, após batida de escanteio, e parou em Magrão. Pouco depois, Fagner reclamou muito de um pênalti.

Zé Mário entrou no lugar do contundido Willian de um lado, e Luciano substituiu Malcom do outro, por novo gás nos contra-ataques. Guerrero levava vantagem sobre a marcação na esquerda. E a velocidade de Luciano, geralmente pela direita, ajudava a deixar o Corinthians perto da vitória.

Depois de tabelar com Guerrero, Fábio Santos finalizou mal. Luciano concluiu em ótima posição para marcar, após passe de Fagner, e errou. Aos 27, enfim, a rede foi balançada. Luciano recebeu de Renato Augusto na área e cruzou rasteiro. A bola passou por Elias, mas chegou ao pé esquerdo de Guerrero.

Ananias entrou, mas estavam praticamente encerradas as chances de reação do Sport. Com Danilo no lugar de Renato Augusto – e, posteriormente, Romero na vaga do aplaudidíssimo Guerrero -, os donos da casa souberam controlar as ações até o apito final. No último lance, Luciano recebeu de Danilo e fechou a contagem.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 3 x 0 SPORT

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 4 de outubro de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos (SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Público: 29.238 pagantes
Renda: R$ 1.650.086,50
Cartão amarelo: Durval (Sport)
Gols: Anderson Martins, aos 24 minutos do primeiro tempo, Guerrero, aos 27 minutos do segundo tempo, e Luciano, aos 47 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos; Bruno Henrique, Elias, Petros e Renato Augusto (Danilo); Malcom (Luciano) e Guerrero (Romero)
Técnico: Mano Menezes

SPORT: Magrão; Patric, Henrique Mattos, Durval e Renê; Willian (Zé Mário), Rithely, Ibson e Felipe Azevedo (Ananias); Diego Souza e Neto Baiano
Técnico: Eduardo Baptista