ÚLTIMAS NOTÍCIAS
XV de Piracicaba derrota o São Paulo e segue na elite

Desmotivado, tricolor tem péssima atuação e Denis evita um vexame maior

Por Anderson Marinho

Fabrício foi titular diante do XV de Piracicaba

Já classificado para as quartas de final do Paulistão, o São Paulo recebeu o XV de Piracicaba no estádio do Morumbi, em jogo válido pela 18ª rodada da competição, e saiu de campo derrotado por 1 a 0, em duelo de baixo nível técnico, gerando protestos da torcida. O resultado garantiu a permanência do adversário na Série A1 do campeonato para a próxima temporada.

O jogo

Com muitos desfalques, entre jogadores poupados para a Libertadores, suspensos e contundidos, o técnico Ney Franco escalou o São Paulo com um time reserva. Dos considerados titulares, apenas Jadson, que não poderá enfrentar o Atlético-MG por conta de uma suspensão, e Denilson, que não atuou no último jogo da equipe, iniciaram a partida.

Coma liderança do tricolor consolidada e o XV, já sem chances de classificação, precisando de apenas um empate para garantir sua manutenção na elite do futebol paulista, o jogo começou morno, com poucas jogadas de ataque nos 15 minutos iniciais.

A primeira oportunidade de gol foi dos visitantes, em chute de Rodrigo Sacramento da entrada da área que passou rente à trave esquerda de Denis.

O São Paulo só levou perigo aos 21 minutos, em um lance de bola parada. Após cobrança de escanteio de Jadson, Rodrigo Caio desviou de cabeça e Ademilson arriscou um voleio, mas a bola saiu por cima da meta adversária.

A partida seguia em ritmo lento, com o São Paulo trocando passes, mas sem objetividade, e com o time piracicabano bem armado na defesa, esperando uma oportunidade de contra-ataque.

Aos 35 minutos Márcio Diogo avançou com liberdade pela faixa central, trouxe a bola para o pé esquerdo e chutou forte, ela explodiu no travessão.

Não bastasse o fraco desempenho da equipe no primeiro tempo, o técnico Ney Franco ainda teve duas baixas. Jadson sentiu uma contusão e saiu para a entrada de João Schmidt. Já Denilson, com uma indisposição, pediu para ser substituído, com apenas 36 minutos, e deu lugar a Lucas Farias.

Uma primeira etapa sonolenta, de baixo nível, onde faltou vontade para a equipe tricolor.

Etapa Complementar

Muito cobrado pela torcida presente no Cícero Pompeu de Toledo, o São Paulo voltou para o segundo tempo disposto a mudar a má impressão deixada na saída para o intervalo.

Com menos de um minuto de jogo, Rodrigo Caio aproveitou o espaço e chutou de pé direito, da entrada da área, o goleiro Bruno Fuso espalmou para a linha de fundo. Após a cobrança do escanteio, Edson Silva pegou a sobra e bateu forte, obrigando o arqueiro a fazer mais uma boa defesa.

Rodrigo Caio disputa bola com Mácio Diogo. Foto: Miguel Schincariol / AE.

Entretanto, os visitantes foram mais eficientes. Aos oito minutos, Diguinho cobrou escanteio pela esquerda, Luiz Eduardo subiu mais que a zaga são paulina e testou firme, no canto direito de Denis, sem chance para o goleiro tricolor. São Paulo 0 x 1 XV de Piracicaba.

O gol do XV, no momento em que o São Paulo estava melhor, conteve o ímpeto do tricolor, que voltou a trocar passes na intermediaria, mas sem finalizar.

Ney Franco promoveu a terceira substituição aos 13 minutos, sacando Rodrigo Caio para a entrada de Henrique Miranda.

Em vantagem no marcador, o XV se fechou ainda mais, esperando em seu campo de defesa, para escapar nos contragolpes, dificultando as ações dos donos da casa.

Com dificuldades para furar o bloqueio, o São Paulo passou a arriscar mais de fora da área, em chutes de Cañete, Fabrício e Lucas Farias, mas quando acertava a pontaria parava nas defesas seguras de Bruno Fuso.

Do outro lado o time da terra da pamonha voltou a levar perigo. Aos 33 minutos, Janilson fez o cruzamento, Paulinho dominou no segundo pau, driblou o zagueiro e chutou de pé esquerdo para boa defesa de Denis. Dois minutos depois, Marcelo Soares aproveitou uma sobra do escanteio e chutou rasteiro, Denis em uma grande defesa, com a ponta dos dedos, tirou em cima da linha evitando o segundo gol.

O XV ainda teve mais uma oportunidade aos 36 minutos, após boa jogada individual de Paulinho, Rhodolfo falhou na marcação, Marcelo Soares dividiu com arqueiro tricolor e a bola saiu à esquerda do gol.

Daí para frente os visitantes se seguraram enquanto o São Paulo, sem organização, tentava buscar o empate na base do abafa. Aos 46 minutos, Wallyson fez ótima jogada e cruzou no segundo pau, Henrique Miranda, livre, cabeceou por cima do travessão desperdiçando uma grande oportunidade. A pressão tricolor não surtiu efeito e o jogo ficou nisso.

Com a vitória o XV de Piracicaba chegou aos 20 pontos na tabela de classificação, assumindo provisoriamente a 11ª posição e afastou de vez o risco do rebaixamento.

Enquanto a torcida alvinegra comemorava, os torcedores são paulinos não pouparam os atletas tricolores, com muitas vaias e gritos de “é quarta-feira”, fazendo uma alusão a partida do próximo meio de semana, que pode definir o futuro da equipe na Libertadores.

O São Paulo é o líder do Campeonato Paulista com 42 pontos ganhos e enfrenta na última rodada o Mogi Mirim fora de casa, no domingo às 16h00.

Antes, na próxima quarta-feira às 22h00, a equipe recebe o Atlético-MG no Morumbi, pela última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores da América, precisando vencer e torcer por um tropeço do The Strongest (BOL) diante do Arsenal de Sarandí (ARG), em Buenos Aires, para avanças às oitavas de final da competição continental.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 1 XV DE PIRACICABA

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Data/Hora: 13/4/2013 – 18h30

Árbitro: Rodrigo Guarizo F. do Amaral (SP)

Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP)

Renda/Público: R$ 256.960,00 / 9.308 total

Cartões Amarelos: Luiz Eduardo e Danilo Sacramento (XVP)

GOL: Luiz Eduardo, aos 10’/2ºT (0-1).

SÃO PAULO: Denis; Rodrigo Caio (Henrique Miranda, 12’/2ºT), Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Denilson (Lucas Farias, 36’/1ºT), Fabrício, Jadson (João Schmidt, 36’/1ºT) e Cañete, Wallyson e Ademilson. Técnico: Ney Franco.

XV DE PIRACICABA: Bruno Fuso; Vinícius Bovi, Pedro Paulo, Luiz Eduardo e Janílson, Glauber, Diego Silva (Adilson Goiano, 37’/2ºT), Danilo Sacramento e Diguinho (Adriano, 35’/2ºT); Márcio Diogo (Paulinho, 22’/2ºT) e Marcelo Soares. Técnico: Edson Só.