ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Zaga falha feio e Palmeiras cai diante do “Verdão do Cariri”

Em jogo tecnicamente fraco, Palestra sente os desfalques e sucumbe ao Icasa

Por Anderson Marinho
Jogadores do Icasa comemoram o gol da vitória. Foto: Futura Press.

Jogadores do Icasa comemoram o gol da vitória. Foto: Futura Press.

O Palmeiras foi à Juazeiro do Norte(CE) encarar o Icasa, no estádio Romeirão, em partida válida pela 30 rodada  do Campeonato Brasileiro da Série B e conheceu a sua quinta derrota na competição, por 1 a 0, com marcado por Juninho Potiguar.

Com o resultado o alviverde permanece na liderança isolada da competição com 65 pontos, sete a mais que a vice-líder Chapecoense que tem um jogo a menos, 18 pontos à frente do Icasa, agora quinto colocado, que chegou aos 47.

Com este triunfo o time cearense está a dois pontos do G4, ao lado de Avaí, que tem um jogo a menos, e América-MG, entrando de vez na briga por uma vaga na elite do futebol brasileiro.

O jogo

Com nove desfalques o técnico Gilson Kleina teve dificuldades para armar o time do Palmeiras e optou por entrar em campo com uma dupla de zaga formada por André Luiz e Marcus Vinicius, a mesma da goleada por 6 a 2 sofrida para o Mirassol no Campeonato Paulista, com três homens no meio de campo, com Wesley jogando mais adiantado, e três atacantes.

Com a bola rolando o verdão sentiu a falta de um armador de ofício, apesar do esforço de Wesley, e não conseguiu criar jogadas claras de ataque, chegando apenas nos lances de bola parada e chutes de longa distância, principalmente com Léo Gago.

Bem postado em campo, priorizando a marcação e saindo em contra-ataques rápidos, o Icasa conteve o ímpeto inicial do Palmeiras nos primeiros 15 minutos e se aproveitou de uma bobeira da zaga paulista para abrir o placar.

Marcelo Oliveira falhou no lance do gol. Foto: Futura Press

Marcelo Oliveira falhou no lance do gol. Foto: Futura Press

Aos 30 minutos, após um lançamento longo, André Luiz e Marcus Vinicius bateram cabeça, Marcelo Oliveira chegou na cobertura, mas chutou em cima do zagueiro da base e a bola sobrou de graça para Juninho Potiguar, o atacante driblou Fernando Prass e empurrou para o fundo das redes.

O gol cearense despertou o Palmeiras que passou a pressionar o adversário em busca do empate.  Aos 34 minutos Luiz Felipe fez boa jogada na linha de fundo e cruzou para o desvio de Ananias, a bola passou rente a trave esquerda do goleiro João Ricardo

O Icasa quase ampliou quatro minutos mais tarde, em chute cruzado de Roberto que passou tirando tinta da trave esquerda de Fernando Prass.

O verdão chegou a marcar aos 42 minutos com Marcelo Oliveira, depois de uma cobrança de escanteio, mas a arbitragem anotou corretamente um impedimento do volante palmeirense.

Aos 45 minutos, na melhor oportunidade no primeiro tempo, Léo Gago soltou uma de fora da área e obrigou  João Ricardo a fazer uma grande defesa.

Etapa Complementar

Na volta do intervalo Gilson Kleina sacou o jovem Marcus Vinicius para a entrada de Felipe Menezes. Com a substituição Marcelo Oliveira passou a compor a zaga ao lado de André Luiz, com Wesley mais recuado no meio e Felipe Menezes na armação das jogadas.

O Palmeiras adotou uma postura mais agressiva, pressionando o rival na frente, mas não durou muito e a primeira chance o segundo tempo foi dos donos da casa.

Aos sete minutos, depois de mais um vacilo do setor defensivo alviverde, Luiz Felipe deixou a bola de presente para o atacante Tadeu, ex-Palestra, que bateu forte de fora da área dando muito trabalho para Prass.

Assim como na etapa inicial o Icasa equilibrou as ações, com uma marcação forte no meio de campo, e não deu espaços para as investidas palmeirenses, deixando o jogo truncado.

O Palmeiras não conseguia transformar a posse de bola em chances de gol e só chegou ao ataque aos 19 minutos, em chute de Luiz Felipe de fora da área para defesa segura de João Ricardo.

O “verdão do cariri” quase ampliou três minutos depois.  Neilson avançou em contra-ataque veloz pela direita e chutou com perigo da entrada da área, a bola passou tirando tinta do travessão.

Juninho foi expulso na partida em Juazeiro do Norte. Foto: Futura Press

Juninho foi expulso na partida em Juazeiro do Norte. Foto: Futura Press

Insatisfeito com o rendimento da equipe, Gilson Kleina promoveu as entradas de Vinícius e Caio nas vagas de Ananias e Leandro respectivamente, mas a falta de criatividade impossibilitou uma reação palestrina.

Ainda deu tempo para Juninho falhar na marcação, derrubar Neilson na entrada da área e ser expulso, deixando time com um a menos.

Em vantagem no placar o Icasa não se arriscou, fechado em seu campo de defesa, e garantiu uma vitória importante que mantém a equipe com esperanças de acesso à Série A  em 2014.

O Palmeiras volta à campo agora no próximo sábado, às 16h20, contra o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chadid, em Bragança Paulista. Já o Icasa visita o São Caetano, sábado ás 21h00, no estádio Anacleto Campanella em São Caetano do Sul.

FICHA TÉCNICA
ICASA 1 x 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Romeirão, em Juazeiro de Norte (CE)
Data/Horário: 15/11/2013 – 21h50
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Auxiliares: Flávio Gomes Barroca (RN) e Luis Carlos Câmara Bezerra (RN)
Renda e Público: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Luiz Otávio, Gilmak, Guto, João Ricardo (ICA); Luis Felipe (PAL)
Cartão Vermelho: Juninho (PAL)
Gol:
Juninho Potiguar, aos 29’/1ºT (1-0)

ICASA: João Ricardo; Naylhor, Preto Costa e Luiz Otávio (Gabriel – 12’/2ºT); Neilson, Gilmak, Guto, Chapinha (Elanardo – 30’/2ºT) e Roberto; Juninho Potiguar e Tadeu (Luiz Gustavo – 43’/2ºT). Técnico: Sidney Moraes.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, André Luiz, Marcos Vinícius (Felipe Menezes – Intervalo) e Juninho; Léo Gago, Marcelo Oliveira e Wesley; Ananias (Vinicius – 26’/2ºT), Leandro (Caio – 37’/2ºT) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.